imagem google

Exposição de fotos artísticas de esportes olímpicos e paralímpicos no Centro Cultural Fiesp termina no dia 30 de junho

Promovida pelo Sesi-SP, e com curadoria de João Kulcsár, a mostra 'Olhar a toda prova' reúne 48 imagens de atletas do Sesi-SP, registradas por fotógrafos como Claudio Edinger, Jonne Roriz, Marlene Bergamo e Renan Cepeda

Por Danusa Etcheverria

Até o dia 30 de junho, o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) apresenta a exposição fotográfica “Olhar a toda prova”, que retrata de forma artística os esportes olímpicos e paralímpicos.

Com curadoria de João Kulcsár, um dos mais importantes nomes da fotografia brasileira, a mostra reúne 48 imagens de atletas incentivados pelo Sesi-SP em diversas modalidades.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1586419365

Uma das fotos da exposição "Olhar a toda prova", em cartaz no Centro Cultural Fiesp. Foto: Jonne Roriz


A exposição é composta por retratos em diferentes formatos (1,20 m x 2,40 m; 2 m x 2 m; 45 cm x 60 cm), um painel interativo, projeções em vídeo e uma coletânea de entrevistas inéditas de atletas brasileiros de destaque. Há ainda um espaço dedicado à acessibilidade.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1586419365

Uma das fotos da exposição "Olhar a toda prova", em cartaz no Centro Cultural Fiesp. Foto: Marlene Bergamo

Fotógrafos de publicidade, fotojornalismo e conceituais integram a mostra, como Claudio Edinger, Jonne Roriz, Marlene Bergamo e Renan Cepeda, que percorreram os centros de atividades do Sesi-SP em mais de dez municípios para fotografar os atletas da instituição.

Entre os fotografados estão Serginho e Dani Lins (vôlei); Thiago Pereira (natação); Reinaldo Colucci (triathlon); Aline Ferreira (luta olímpica); Ana Marcela (maratonas aquáticas); Gustavo “Grummy” Guimarães (polo aquático); Hugo Praxedes (judô); Marco Aurélio Borges (atletismo paralímpico); Luisa Lisboa (bocha paralímpica) e Janaina Petit (vôlei sentado).

Segundo o curador, a ideia foi ir além do registro documental das competições e propor um novo olhar sobre os esportes olímpicos e paralímpicos. “Os fotógrafos transcenderam a estética do fotojornalismo esportivo e expressaram-se com a intenção de voltar seus olhares aos diversos desafios técnicos para discutir as implicações culturais, ideológicas, sociais e psicológicas que as imagens representam”, destaca Kulcsár.

Outro destaque são as nove fotos perceptíveis pelo tato, com legendas em braile e audiodescrição. “Tanto deficientes visuais como todos que tiverem interesse poderão explorar diferentes sentidos nas visitas guiadas. Os visitantes serão convidados a perceber a exposição pelo tato e audição, e quem quiser poderá vendar os olhos”, conta Kulcsár, referindo-se às imagens produzidas por seis fotógrafos deficientes visuais que são seus alunos. Há cinco anos, Kulcsár ensina a deficientes visuais a arte de fotografar.

Atividades como palestras, encontros e oficinas também fazem parte do projeto, que entre o segundo semestre de 2013 e junho de 2016 passará por 53 unidades do Sesi-SP.

Incentivador do esporte e da cultura como meio de inclusão social e melhoria da qualidade de vida, o Sesi-SP atende cerca de três milhões de pessoas anualmente. Em 2012, a entidade realizou mais de 8.000 atividades esportivas e culturais em todo o Estado.


Exposição Olhar a toda prova

Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita
Local: Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso ( Espaço Fiesp II)
Avenida Paulista, 1.313 (em frente à estação Trianon-Masp do Metrô)
Os espaços têm acessibilidade

Período expositivo: de 16 de abril a 30 de junho – segundas, das 11h às 20h; de terça a sábado, das 10h às 20h; e domingos, das 10h às 19h (entrada até 20 minutos antes do fechamento)

Agendamentos escolares e de grupos: de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h e das 14h às 17h, pelo telefone (11) 3146-7396