imagem google

Teatro do Sesi São Paulo apresenta a peça “Quem medo de Curupira?”

Com texto e direção de Zeca Baleiro, espetáculo inédito aborda histórias e personagens do folclore brasileiro e do imaginário coletivo. Entrada franca

Agência Indusnet Fiesp 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1656295096

O Teatro do Sesi São Paulo apresenta a peça Quem medo de Curupira?, dirigida pela premiada Débora Dubois com foco no público juvenil. O musical ficará em cartaz até 12 de dezembro, com sessões gratuitas aos sábados e domingos, às 16h.

Primeiro texto teatral do cantor maranhense Zeca Baleiro, o espetáculo, em formato de musical popular ao modo das velhas revistas e chanchadas, envolve personagens da fábula brasileira pouco explorados na dramaturgia.

Desacreditados e sem causar espanto algum nas pessoas, o Saci, o Caipora, o Boitatá, o Curupira e a Iara resolvem se aventurar numa viagem até a cidade para descobrir porque as pessoas pararam de crer em sua existência. A partir daí, desenrola-se uma trama “rocambolesca”, com direito a aparições de um índio pop e aculturado, um lenhador cético e um pé de jacarandá fugitivo.

Reflexão

O musical, que resgata o folclore brasileiro das regiões norte e nordeste do País para a realidade urbana das grandes metrópoles, propõe uma reflexão subliminar sobre a própria migração interna e a imensa mudança de valores que ela acarreta.

Para o autor, que viveu a primeira infância no interior e conviveu com toda sorte de lendas e assombrações de seres fantásticos que habitavam as matas e florestas, há um natural distanciamento das crianças contemporâneas desse imaginário “por influência da tevê, do vídeo, da internet e de todos os apelos visuais do mundo digital”.

Ainda de acordo com Baleiro, a peça recorre à fantasia eterna dos entes mágicos, que têm correspondentes em todas as culturas do mundo. “Esse contraponto entre rural e urbano está na origem da história, baseada na viagem das criaturas, típicas da mata, à cidade”, ressalta.

Débora Dubois, diretora do espetáculo, explica que na montagem as criaturas da mata se transformam quando se deparam com o desconhecido, como seres mutantes que ganham acessórios e adereços urbanos.

Ela revela que a encenação cria no palco um ambiente de terror e medo com o propósito de divertir e assustar o público infanto-juvenil. “Mas que, certamente, vai agradar também os adultos”.

A trilha sonora, também assinada por Zeca Baleiro, é uma viagem por diversos gêneros brasileiros, com rápida incursão por ritmos urbanos como rock e rap. Quase toda a movimentação no palco é feita por danças populares coreografadas, combinadas com canções pop.

Serviço
Espetáculo: Quem tem medo de Curupira?
Temporada: de 28 de agosto a 12 de dezembro de 2010 – sábados e domingos, às 16h.
Local: Teatro do Sesi São Paulo – Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp
Capacidade: 456 lugares
Gênero: teatro-dança
Duração: 90 minutos
Recomendação etária: Não recomendado para menores de 10 anos.
Entrada franca.

A distribuição dos ingressos tem início a partir da abertura da bilheteria no mesmo dia do evento. Horário de funcionamento da bilheteria: de quarta-feira a sábado, das 12h às 20h30; domingo, das 11h às 19h30.