imagem google

Palestra realizada na Reunião do Conjur | 26.08.2015


O projeto de lei em tramitação no Senado a respeito de repatriação de recursos (PLS 298/2015) tende a virar letra-morta. Com sua redação atual, não gera segurança jurídica para as pessoas que têm ativos a regularizar. Também é omisso em relação a situações específicas – algumas das quais interessam diretamente ao empresariado. A repatriação de recursos foi o tema de reunião na quarta-feira (26/8) do Conselho Superior de Assuntos Jurídicos e Legislativos da Fiesp (Conjur), que teve a advogada Elisabeth Regina Lewandowski Libertuci como expositora e o professor da FGV Edison Carlos Fernandes como debatedor.


Para visualizar ou salvar apresentação da Palestra, acesse o título abaixo: