imagem google

Estudo: ‘O Peso da Burocracia Tributária na Indústria de Transformação 2012’


Além da elevada carga tributária para produzir no Brasil, há, também, o excesso de obrigações acessórias, que são exigências do sistema tributário que elevam os gastos para preparar e recolher tributos.

Esses custos oriundos da complexa e extensa legislação tributária são arcados pelas empresas, reduzindo a competitividade da indústria nacional. Diante da importância que a simplificação do sistema tributário teria para a economia brasileira, torna-se necessário avaliar quais são os custos para preparar e pagar tributos no Brasil.

No presente estudo, quantificaram-se esses custos, que se caracterizam como uma carga tributária extra à Indústria Brasileira em 2012. O relatório está dividido em três partes. Inicialmente serão avaliados os custos totais do sistema tributário para a indústria de transformação, posteriormente serão avaliados os custos por porte de empresa e, por fim, será apresentada a conclusão e propostas.

Os principais resultados indicam que:

  • Em 2012, foram gastos R$ 24,6 bilhões pela indústria de transformação com os custos para pagar tributos.
  • Esse custo equivale a 1,16% do faturamento  do setor e, considerando a cumulatividade na cadeia produtiva, impacta em 2,6% os preços dos produtos industriais.
  • Na análise por porte de empresa, o custo para pagar tributos de R$ 24,6 bilhões em 2012 distribuiu-se da seguinte forma:
    • Pequenas empresas: R$ 6 bilhões.
    • Médias empresas: R$ 5 bilhões.
    • Grandes empresas: R$ 13,6 bilhões.

Para visualizar o estudo na íntegra, acesse o menu ao lado.