imagem google

Iniciativas Sustentáveis: Damha – Construções para o futuro


Após criar projeto de bairro sustentável, empresa mais que dobrou os lucros

Imagem relacionada a matéria - Id: 1590581290

Por Karen Pegorari Silveira

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), entre 2007 e 2050, o número de habitantes nas cidades do planeta terá um aumento de mais de 3 bilhões de pessoas. Esse crescimento trará consigo uma carga cada vez maior sobre a infraestrutura, os serviços, os recursos naturais, o clima e muitos outros aspectos fundamentais para a qualidade de vida nas áreas urbanas.

Metade da humanidade vive atualmente nas cidades. No Brasil, a população urbana chega a 85%, e na medida em que as cidades vão crescendo em tamanho e população, aumenta também a dificuldade de se manter o equilíbrio espacial e socioambiental.

Por isso, muitas construtoras estão planejando suas obras de forma totalmente sustentável, como faz a Damha Urbanizadora, que já levantou mais de 59 empreendimentos em nove estados brasileiros e criou a Associação Bairro Sustentável em 2011 com a finalidade de atuar, principalmente, junto às comunidades situadas no entorno dos residenciais e nas ações de sustentabilidade. A intervenção local promove o desenvolvimento sustentável conjunto, que por meio do apoio às iniciativas sociais, à requalificação urbana e à valorização do indivíduo, independente de classe social, melhora a autoestima e a qualidade de vida de todos os cidadãos.

Na Associação Bairro Sustentável, a Damha cria proximidade com as pessoas que vivem dentro dos limites dos residenciais ou as que estão nos bairros vizinhos, para entender suas principais fragilidades e potenciais e de que forma a empresa pode, como parceira, atuar para transformar o futuro.

Para a presidente da Associação, Fernanda Toledo, a ideia é contribuir para ‘fomentar o desenvolvimento regional, no âmbito social e pessoal, e a capacitação profissional, com base na crença de que a integração com a comunidade no entorno dos empreendimentos é a única maneira de proporcionar um crescimento urbano equilibrado e bem-sucedido”, relata Fernanda.

Porém, mais do que construir empreendimentos sustentáveis, a empresa decidiu criar também um sistema de autogestão dos empreendimentos. Esse modelo consiste em eleger, após o lançamento da obra, uma Diretoria e um Conselho da Associação que será responsável por todas as decisões para o bom andamento do empreendimento. A fim de oferecer mais autonomia, ficam à disposição os cursos de capacitação, de quatro ou cinco módulos, que envolvem técnicas e ferramentas de gestão. O processo leva dois a três meses e é renovado periodicamente, a cada dois anos, quando ocorre a troca de administração.

O presidente da Associação do Damha III, na cidade de Presidente Prudente (SP), Ivanildo Galvão, diz que após os treinamentos, a evolução é visível. “Temos todos os setores alinhados, melhoramos na área administrativa, na segurança e no paisagismo. Já participei de outras assembleias e este acompanhamento da Damha é o diferencial, vai além da entrega e proporciona uma visão do todo, que é essencial para a administração de um empreendimento”, relata.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1590581290

Entre as disciplinas estão aulas de administração jurídica, segurança, finanças, gestão de condomínio, meio ambiente, entre outras. O objetivo é permitir que os gestores sejam capazes de executar as tarefas do dia a dia e as gestões financeira e administrativa do empreendimento.

Os resultados desse projeto podem ser percebidos através dos números que a empresa alcançou. Quando a Associação Bairro Sustentável começou a atuar, em 2011, a Damha lançou 1406 lotes. Em 2013, após dois anos, o número de lançamentos atingiu 4.474, um aumento de 68%. As vendas em 2011 eram R$ 252,2 milhões e em 2013 alcançaram R$ 629,3 milhões.

Sobre a Damha

Empresa 100% brasileira com 35 anos de mercado, a Damha Urbanizadora atua nos segmentos de Engenharia Civil Pesada, Agronegócios, Shopping Center, Energia, Concessão de Rodovias e Empreendimentos Imobiliários. Em 2011 foi a primeira Urbanizadora do país a ter um condomínio horizontal com o selo AQUA (Alta Qualidade Ambiental).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1590581290 VEJA OUTRAS INICIATIVAS SUSTENTÁVEIS