imagem google

Iniciativas Sustentáveis: Dow – Inclusão e sensibilização


Indústria química criou uma rede interna para promover a inclusão de profissionais com deficiência e workshops de sensibilização em que os participantes vivenciam o dia a dia das pessoas com deficiência

Imagem relacionada a matéria - Id: 1590465694

Por Karen Pegorari Silveira

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 45,6 milhões de pessoas declararam ter ao menos um tipo de deficiência, o que corresponde a 23,9% da população brasileira. Porém, dos 44 milhões de pessoas com deficiência que estão em idade ativa, 53,8% estão desocupados ou fora do mercado de trabalho, mesmo com a existência da Lei de Cotas, que exige a contratação desses profissionais em empresas com mais de 100 colaboradores.

Apesar deste cenário, muitas organizações criaram programas de contratação de profissionais com deficiência que servem de exemplo a milhares de outras empresas e mostram que é possível incluir e desenvolver estes talentos, assim como é o caso da indústria química Dow.

Na Dow, a iniciativa está sendo conduzida por membros da DEN (Disability Employee Network), uma rede de funcionários voluntários global que tem o objetivo de promover a inclusão profissional de pessoas com deficiência, valorizando a contribuição de todos em prol de uma cultura inovadora e de respeito ao indivíduo. Para isso, o grupo realiza, desde 2008 no Brasil, workshops internos de sensibilização sobre o tema da diversidade, com foco em pessoas com deficiência, com o objetivo de fortalecer a cultura de inclusão e integração na empresa.

Em um dos workshops de sensibilização já realizados, os participantes foram vendados e tiveram que realizar diferentes tarefas, como, por exemplo, servir-se durante um café da manhã com uma venda e sem qualquer tipo de apoio e posteriormente, com o auxílio de uma audiodescrição para entender a posição da comida na mesa. Ao final, foi realizada uma discussão em grupo para debater a experiência e o aprendizado.

Há também um treinamento para gestores, com cerca de duas horas de duração. Neste encontro em que os gestores discutem o tema inclusão e preconceitos inconscientes, é feito um plano de ação do que pode ser feito para minimizar qualquer tipo de preconceito, Em 2015 quase todos os gestores já participaram, o que soma cerca de 400 pessoas.

O diretor de Suporte Comercial e responsável por liderar o DEN no Brasil, Osvaldo Kalaf, diz que a Dow acredita que os funcionários que vivenciam algum tipo de deficiência agregam valor à companhia por meio da diversidade de pensamento e cultura e, neste contexto, todos aprendem e todos ganham. “Sendo assim, buscamos tornar o ambiente de trabalho o mais inclusivo possível para pessoas com deficiência, já que isso contribui substancialmente para a nossa capacidade de operar como uma organização inovadora e sustentável”, comenta o executivo.

Dos 2682 funcionários da Dow, 120 são pessoas com deficiência, em cargos que variam de assistente administrativo à diretoria. Para promover a independência e um ambiente de trabalho adequado para este público, a Dow desenvolveu os escritórios de acordo com o Desenho Universal, um conceito que propõe o desenvolvimento de ambientes que possam ser utilizados por um amplo espectro de usuários. Desta forma, a empresa disponibiliza uma estrutura com computadores adaptados, piso tátil, cadeiras Evac Chair, elevador para pessoas com deficiência, rampas de acesso, Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) durante reuniões e treinamentos programados, monitores para pessoas com deficiência (Anjos da Guarda), além de mesas e cadeiras adaptadas.

A companhia divulga seu compromisso com o tema na Política de Diversidade & Inclusão, e estabelece, entre outras premissas, a promoção de um ambiente de trabalho que respeite e valorize as diferenças, sem qualquer tipo de discriminação em função de gênero, deficiência ou orientação sexual.

Todo esse esforço garantiu à Dow, pela quarta vez consecutiva, o Selo Paulista da Diversidade, do Governo do Estado de São Paulo. O certificado é concedido às empresas que adotam políticas de inclusão para pessoas com deficiência, grupos étnicos discriminados e pessoas de diferentes orientações sexuais.

Para Marina Dotto Lima, representante de gestão de talentos na área de Recursos Humanos, a companhia enxerga a importância da diversidade. “Nós a consideramos um dos principais drivers de inovação. Diferentes ideias, experiências, opiniões e perspectivas são capazes de gerar maior valor para a empresa”, relata a Marina.

Sobre a Dow

A Dow Brasil reúne aproximadamente 3 mil funcionários, distribuídos em 16 fábricas, seis centros de pesquisa, uma unidade de processamento de serviços e a Diamond Tower – sede da Companhia na América Latina, localizada em São Paulo (SP). As principais unidades de produção e pesquisa da Dow no Brasil estão localizadas nos estados da Bahia (Aratu e Vera Cruz) e de São Paulo (Guarujá, Jacareí, Pindamonhangaba, Franco da Rocha, Jundiaí, Mogi Mirim e São Paulo – capital).