imagem google

Iniciativas Sustentáveis: Lenovo – Inclusão e Liderança em Tecnologia


Inclusão de mais mulheres em cargos de liderança e no mercado de tecnologia levaram essa indústria ao Gender Equality Index (GEI), reconhecido índice da Bloomberg, empresa de dados para o mercado financeiro

Imagem relacionada a matéria - Id: 1653192975

Por Karen Pegorari Silveira

O mercado de tecnologia ainda é um setor masculino, mas dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que a participação feminina neste mercado cresceu 60% nos últimos cincos anos, passando de 27,9 mil mulheres para 44,5 mil em 2020.

Uma das empresas que contribuiu para fomentar esse cenário é a Lenovo, fabricante de equipamentos eletrônicos, que aumentou a participação feminina em 2,5 pontos percentuais no último ano, em plena pandemia.

No Brasil, 47% das pessoas trabalhando nas divisões PCSD (PCs and Smart Devices) e ISG (Infrastructure Solutions Group) são mulheres e 30% das posições de liderança são ocupadas por mulheres, sendo 47 mulheres líderes. Globalmente, 36% das mais de 71 mil pessoas que trabalham na Lenovo são mulheres, 21% dos cargos executivos são ocupados por mulheres e 26,6% dos cargos técnicos são ocupados por mulheres.

Esses esforços vêm sendo observados e garantiram à Lenovo, em janeiro de 2022, o reconhecimento do Índice de Igualdade de Gênero da Bloomberg, uma conquista importante que mede o desempenho em liderança feminina, paridade salarial de gênero e cultura inclusiva, e distingue as empresas que apoiam a igualdade de gênero por meio do desenvolvimento de políticas, representação e transparência.

O programa global WILL (Woman in Lenovo Leadership), iniciado em 2014, é uma das ações para o desenvolvimento das funcionárias por exemplo. Com o objetivo de aumentar a participação delas em cargos de liderança são realizadas sessões de mentoria com grupos que reúnem mulheres em diferentes níveis e posições para discutir as principais barreiras que elas encontram no universo corporativo. Até o momento, 13% das participantes foram promovidas após a participação no ciclo de mentoria. Algumas já em cargo de liderança que passaram a ocupar uma posição ainda mais elevada com maior visibilidade na empresa.

Desde 2015 a Lenovo também atua em parceria com a ONG Laboratória, para capacitar e inserir mulheres no mercado de tecnologia, além de realizar doações de equipamentos para facilitar o acesso à tecnologia inteligente. As funcionárias voluntárias da Lenovo também realizam palestras de desenvolvimento de carreira e mentoria com as alunas da Laboratória antes da formatura, para prepará-las para o mundo do recrutamento e do trabalho.

De acordo com depoimentos das participantes, as ações mais efetivas do programa foram o compartilhamento de experiências e o reconhecimento de que suas “barreiras” são possíveis de enfrentamento.

Em um dos depoimentos colhidos pelo RH da empresa, uma participante diz “Me senti segura para compartilhar e ouvir experiências pessoais e as organizadoras tiveram muito cuidado com os materiais, sessões e grupos”.

Em setembro de 2021 a Lenovo divulgou seu relatório global de ESG com a meta global de ter 27% de mulheres em posições executivas até o ano fiscal de 2025/26.

Para a diretora de RH da Lenovo Brasil, Ana Paula Cavioli, o compromisso de inovar e entregar tecnologia inteligente para todas as pessoas depende de ideias diversas. “Esse olhar vai desde o papel social até o desenvolvimento de um produto. A qualidade e riqueza que podemos ter em uma equipe diversa é infinita. Por isso, consideramos que a diversidade não é uma escolha para nós, mas uma necessidade”, diz a executiva.

Sobre a Lenovo Brasil

A Lenovo está presente em mais de 180 países, com mais de 71 mil funcionários, sendo mais de 700 no Brasil. Desde 2012, a Lenovo aumentou seus investimentos no Brasil para ampliar seu alcance no território nacional e desde 2014 mantém um centro de pesquisas e desenvolvimento no Parque Científico e Tecnológico da Unicamp, na cidade de Campinas (SP), além de ter inaugurado, no final de 2021, um centro de inovação no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) com foco em aplicações de software. A companhia opera uma fábrica localizada em Indaiatuba/SP, responsável por montar e produzir dispositivos pessoais e de infraestrutura comercializados no país.