imagem google

Iniciativas Sustentáveis: Danone – Revolução Alimentar


Seguindo tendências mundiais de alimentação saudável a Danone vem, há alguns anos, revendo seu portfólio, promovendo mudanças em diversos produtos e trazendo novas marcas para o Brasil

Imagem relacionada a matéria - Id: 1573938366

Por Karen Pegorari Silveira

De acordo com o relatório “Tendências em Alimentação Saudável”, elaborado pela empresa inglesa de pesquisa Mintel, os consumidores estão mais preocupados com saúde e sustentabilidade na hora de comer: 52% dos entrevistados têm dado preferência a alimentos e bebidas ricos em proteínas, fibras e com menos açúcar. Para a indústria, esse novo comportamento traz oportunidades de criar produtos, desenvolver diferentes nichos de mercado e aumentar o faturamento aponta o estudo.

Atenta a estas oportunidades e em sintonia com os novos hábitos do consumidor, a Danone vem há alguns anos revendo seu portfólio, promovendo mudanças importantes em diversos produtos e trazendo novas marcas para o Brasil.

Com três unidades de negócios no país, a empresa tem feito um movimento chamado de Revolução Alimentar, que engloba comportamentos saudáveis, impacto positivo na vida das pessoas e práticas sustentáveis.

Segundo Ligia Camargo, Head de Sustentabilidade e Comunicação, “a companhia trabalhava com poucas marcas de alta penetração, mas hoje o consumidor quer diferenciação, quer consumir alta proteína, ou produtos zero lactose, ou produtos à base vegetal e passou a tomar decisões de consumo por conta de ordem de um elemento chamado informação. Dessa forma, tivemos que colocar inovação no centro de nosso negócio. Passamos a observar nichos de consumo e com isso começamos a inovar em sabores e formatos”, conta.

Um exemplo é o uso dos ingredientes do próprio produto, como as frutas, para ajudar no adoçamento de forma natural. De acordo com Ligia, antes de levarem qualquer produto para o mercado, eles conduzem validações internas e com os consumidores para levar em conta a grande variedade de perfis e a diversidade de preferências sensoriais.

Alguns produtos, da divisão de lácteos e base vegetal, nasceram desse novo modo, como o Activia Shot, com 8 bilhões de probióticos naturais, sem conservantes, sem lactose, sem glúten; o Danoninho orgânico com apenas 5 ingredientes; o chá com suco de frutas e a linha True 4U de gaseificados com 45% de suco na sua composição, entre tantos outros.

Esse movimento de adequações envolveu todas as áreas da empresa, desde desenvolvimento e marketing, até compras, operações e RH. De forma integrada os departamentos passaram a se organizar em grupos menores para ter mais agilidade e colaboração com foco na inovação e na entrega. O resultado deste novo modelo de trabalho garantiu inovação em 100% do portfólio de 180 produtos da Danone com mudanças que vão desde as fórmulas até lançamento de novos produtos e formatos.

Ligia Camargo declara ainda que a Danone Brasil está em busca do Selo B Corp – certificação que reúne empresas “Benéficas”, cujo resultado financeiro não são os únicos indicadores de sucesso. Mundialmente a empresa já é a maior B Corp com 30% das suas vendas certificadas.

Sobre a Danone

A Danone iniciou suas atividades no Brasil em 1970 com o lançamento do primeiro iogurte com polpa de frutas. Hoje, a marca está presente em mais de 120 países, conta com mais de 100 mil colaboradores e 190 fábricas. No Brasil se divide em 3 unidades de negócios: Lácteos e Bebidas à base vegetal; Águas; e Danone Nutricia.