imagem google

Iniciativas Sustentáveis: Boomera – Reaproveitando os resíduos plásticos


Esta fábrica de reciclagem cresceu 700% em 2 anos, já recolheu mais de 60 mil toneladas de resíduos que iriam para aterros e deve dobrar de tamanho este ano

Imagem relacionada a matéria - Id: 1558382335


Por Karen Pegorari Silveira

De acordo com o relatório Global Plastics Report, da WWF, o Brasil é o 4º país que mais gera lixo plástico, cerca de 11,3 milhões de toneladas por ano, atrás apenas dos EUA, China e Índia.

Porém é possível transformar este problema em oportunidade, com benefícios para o planeta e os negócios, assim como faz a Boomera, que realiza e executa projetos em logística reversa e reciclagem de materiais através de sua metodologia CircularPack.

Com duas fábricas de reciclagem e fabricação de produtos, uma em Cambé, no Paraná, e outra em Diadema, São Paulo, a Boomera fabrica resinas recicladas e lonas com tecnologia patenteada XF que são usadas em cobertura do plantio de algodão, cana-de-açúcar e soja. Na planta de Diadema a produção foca, exclusivamente, em resinas recicladas (PCR) para uso na fabricação de embalagens e produtos plásticos.

Atualmente, a empresa coordena projetos de gestão de Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) das lojas de um grupo varejista, além de trabalhar na melhoria de estrutura e serviços ambientais de mais de 200 cooperativas de catadores – com mais de 6 mil cooperados.

Transformando os resíduos gerados na cadeia produtiva em novos produtos que retornam ao processo produtivo com tecnologia aplicada, a empresa conquistou clientes como Unilever, Nestlé, P&G, Natura, Kimberly-Clark, Track&Field, Adidas, BRF, DOW, C&A, Reserva, entre outras.

De acordo com o fundador e CEO da empresa, Guilherme Brammer, a Boomera cresceu mais de 700% desde 2016 até 2018 e deve dobrar o tamanho em 2019. Seus projetos já retiraram mais de 60 mil toneladas de resíduos que iriam para aterros e conseguiram dobrar a renda de mais de 8 mil cooperados de material reciclado, desenvolvendo melhorias em mais de 200 cooperativas de catadores em todo o Brasil.

Para Brammer, “Não existe um caminho sem ter a Sustentabilidade como fator estratégico de qualquer negócio que queira se manter em crescimento. As empresas precisam se reinventar e trazer a sustentabilidade para dentro de suas decisões”, completa.

Sobre a Boomera

A empresa possui escritório comercial na cidade de São Paulo com 30 colaboradores e fábrica na Cidade de Cambé no Paraná com 110 pessoas e 36 mil metros quadrados. Na fábrica da cidade de Diadema trabalham 10 pessoas.