imagem google

Iniciativas Sustentáveis: Brasil Kirin – Gestão Sustentável para promover relações de confiança


Para fortalecer a marca por meio de relações de confiança, a empresa criou uma vice-presidência e um comitê de sustentabilidade

Imagem relacionada a matéria - Id: 1590562913

Por Karen Pegorari Silveira

Qualquer empresa que tenha um sistema de gestão sustentável é bem-vista no mercado e ganha em competitividade. Por isso, a Brasil Kirin, uma das principais empresas de bebidas do país, decidiu utilizar a metodologia da materialidade¹ em seu processo de avaliação de desempenho sob o olhar da sustentabilidade e encontrou os temas mais relevantes para sua estratégia de negócio. A partir de então, a empresa criou a Vice-Presidência de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade e o Comitê Multidisciplinar, ligados diretamente à Presidência.

Entre as ações dessa nova área está a Escola de Sustentabilidade, dentro da Academia Corporativa, para apoiar a mudança de cultura interna. A escola, que já ofereceu 300 cursos gratuitos aos funcionários, tem quatro pilares: os fundamentos e o conceito do tema na empresa; as boas práticas para dar visibilidade às iniciativas já existentes; as transformações sustentáveis, tendências e inspirações; e o consumo consciente, também vinculado ao consumo responsável de álcool e ao consumo sem desperdício.

Nessa academia corporativa o desenvolvimento dos funcionários e parceiros é promovido e direcionado para as estratégias de educação. Sua missão é implementar um modelo de gestão de conhecimento e educação corporativa sustentável, que agregue valor para a empresa.

Segundo Juliana Nunes, Vice-Presidente de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade, a Brasil Kirin considera a sustentabilidade uma das formas de gestão de negócio. “Entendemos que o tema deve ser transversal a todas as áreas da empresa, de forma a gerar valor compartilhado para toda a cadeia e públicos com os quais a empresa se relaciona”, pondera a profissional.

Diversas outras ações voltadas para a sustentabilidade também estão em andamento, como os projetos de renovação de frotas e de automatização da logística; o lançamento do refrigerante Fibz – bebida inovadora com adição de fibras e sem açúcar; a adoção de fontes de energia renovável com a aprovação do projeto de um parque eólico no Ceará; as medidas relacionadas ao cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos, a gestão de embalagens e a associação estratégica entre as áreas de Inovação e Marketing.

Em comparação com os dois últimos anos, os resultados já aparecem e mostram que a empresa está no caminho certo. Ela reduziu 2% no consumo de água; 5,6% das emissões de gases de efeito estufa; 96% do seus resíduos sólidos seguiram para reciclagem; e, ainda, os cursos para 100% dos funcionários.

A Brasil Kirin iniciou suas atividades no país em 2011, quando a japonesa Kirin Holdings Company adquiriu o controle acionário da Schincariol, fábrica de bebidas fundada em 1939 na cidade de Itu, interior de São Paulo. Hoje ela é uma empresa de bebidas integrante do grupo global com mais de 46 mil funcionários no mundo, e presente em mais de 15 países. Suas marcas são distribuídas por 19 centros de distribuição e mais de 190 revendas atendem cerca de 600 mil pontos de vendas em todo o Brasil. Entre suas marcas estão a Itubaina, a Baden Baden, a Devassa, Schin, entre outras.

¹ O processo de materialidade permite que a empresa identifique as questões consideradas críticas para o seu negócio.


Imagem relacionada a matéria - Id: 1590562913 VEJA OUTRAS INICIATIVAS SUSTENTÁVEIS