imagem google

Acordo de Paris: ações setoriais para mitigação das mudanças climáticas


Inscreva-se neste link para assistir ao encontro.

As mudanças climáticas afetam toda a sociedade, seja diretamente quando de eventos extremos como nevascas, tornados, enchentes, dentre outros eventos críticos, mas também interferem seriamente na produção de alimentos, na segurança hídrica dos sistemas de geração de energia, abastecimento de água, dentre tantos outros. Todos os segmentos precisam estar conscientes e preparados para enfrentar estes desafios, bem como contribuírem com ações efetivas para reduzir suas emissões de gases de efeito estufa para atendimento das metas nacionais estabelecidas. Venha conhecer as práticas e o planejamento dos principais segmentos econômicos e de que forma estão contribuindo para a mitigação da mudança climática no nosso país.

PROGRAMAÇÃO 

ABERTURA  

EDUARDO SAN MARTIN  – presidente do Conselho Superior de Meio Ambiente (Cosema), da Fiesp. 

NELSON PEREIRA DOS REIS – diretor-titular do Departamento de Desenvolvimento Sustentável (DDS), da Fiesp. 

 A Quarta Comunicação Nacional do Brasil à Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima – MARCIO ROJAS – coordenador-geral de Ciência do Clima e Sustentabilidade do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). 

O setor do agronegócio e de uso do solo – RODRIGO LIMA – diretor da Agroicone. 

O setor energético – GIOVANI MACHADO – diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME). 

O setor industrial  – Representante da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (SEPEC), do Ministério da Economia.