Senai-SP é o grande vencedor da 7ª Olimpíada do Conhecimento

Emilse Bentson e Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Senai-SP ganha 36 medalhas na 7ª Olimpíada do Conhecimento. Foto: Everton Amaro

 

Em cerimônia conduzida pela atriz Taís Araújo e pelo apresentador Rodrigo Faro, os alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) fizeram a festa na noite deste domingo (18/11) no encerramento da 7ª Olimpíada do Conhecimento.

Após quatro dias e 96 horas de provas realizadas entre os dias 14 e 17 de novembro no Pavilhão de Exposições do Anhembi, na capital, o Senai-SP ficou em primeiro no quadro de medalhas com 25 medalhas de ouro, oito de prata e cinco de bronze. Oito receberam diploma de excelência. Na média de pontos (total de pontos divididos pelo número de alunos competidores), São Paulo teve 526,92 pontos por aluno. A média de pontos é o primeiro critério para a classificação por equipes.

Ao todo, a 7ª Olimpíada do Conhecimento reuniu 640 estudantes de cursos técnicos e profissionalizantes dos 26 Estados e do Distrito Federal, que competiram em 50 ocupações industriais e quatro do setor de serviços. Entre os participantes, 36 concorreram em modalidades para pessoas com deficiência: nove em costura para surdos; 10 em panificação para pessoas com síndrome de Down; sete em mecânica de automóveis para cadeirantes; e dez em tecnologia da informação para deficientes visuais.

Na segunda colocação, Minas Gerais obteve a segunda melhor média de pontos. Os 52 competidores mineiros conquistaram a média de 521,88 pontos, resultado de 15 medalhas de ouro, 15 de prata, 8 de bronze e 10 diplomas de excelência. Na terceira colocação pela média de pontos aparece o Paraná, que viu os 30 competidores alcançarem a média de 507,57 pontos. Os paranaenses voltam para casa com quatro ouros, duas pratas, três bronzes e 13 diplomas de excelência na bagagem. Em seguida ficaram Santa Catarina (4º) e Rio de Janeiro (5º).

Veja no Portal da Indústria a lista completa de premiados 

Walter Vicioni, diretor regional do Senai-SP. Foto: Everton Amaro

Antes da entrega das medalhas, o diretor regional do Senai-SP, Walter Vicioni, parabenizou os competidores pela participação na Olimpíada e  lembrou: “Hoje é um dia especial de um ano especial. É o dia em que nós consagramos um sistema de formação profissional que é ímpar, próprio, que é único, que é esse sistema do Senai, do aprender fazendo”.

Citando o aniversario de 70 anos do Senai, Vicioni disse que poucas instituições têm tamanha longevidade.  “O Senai tem mostrado no seu dia a dia que tradição e progresso não são inimigos. O novo não deve aspirar a permanência. O novo será o germe para o novo futuro. Queremos que vocês continuem brilhando como brilharam nessa sétima Olimpíada do Conhecimento”, concluiu.

Pelo menos 3.000 pessoas, entre alunos, familiares, amigos e diretores regionais do Senai compareceram ao Ginásio Poliesportivo José Corrêa, em Barueri – mesmo local da abertura do evento.

A premiação incluiu ainda os vencedores das competições paralelas à Olimpíada do Conhecimento – a WorldSkills Americas e o Campeonato Mundial de Confeitaria. A conquista deste pódio abre portas para a participação na olimpíada internacional, o WorldSkills Competitions 2013 (www.worldskills.com), torneio internacional com estudantes de mais de 50 países, que será realizado no ano que vem, na Alemanha.

World Skills Americas 2012

O Brasil conquistou o primeiro lugar na World Skills Americas 2012. Os 34 competidores brasileiros ganharam 26 medalhas de ouro, quatro de prata e quatro de bronze.  O torneio reuniu 216 competidores de 20 países, que disputaram 34 ocupações.

Olimpíada do Conhecimento em números:

96 horas de competição
640 competidores
54 ocupações profissionais
430 toneladas de equipamentos
76 mil m² de área
250 mil visitantes