Em visita à Fiesp, governador de Iowa apresenta benefícios de investir no estado dos EUA

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073506

Paulo Skaf e governador do estado de Iowa, Terry Branstad.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, recebeu nesta segunda-feira (23/07), em seu gabinete, o governador do Estado norte-americano de Iowa, Terry Branstad.

Após o encontro, o governador reuniu-se com sua delegação e empresários para apresentar as possibilidades de investimentos nos Estados Unidos da América (EUA), e, principalmente, em Iowa (estado do centro-oeste norte-americano).

“As relações Brasil-Estados Unidos têm uma importância cada vez maior e uma visita dessas é essencial para abrir relações com o setor privado”, explicou o embaixador Rubens Barbosa, presidente do Conselho Superior de Comércio Exterior (Coscex) da Fiesp.

Barbosa ressaltou que há espaço para aumentar a cooperação entre os dois países. “A vinda do governador mostra o interesse dos EUA e de Iowa em negociar com o Brasil.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073506

Embaixador Rubens Barbosa (à esquerda) acompanha a apresentação de Terry Branstad, governador de Iowa (à direita), em encontro com empresários e diretores da Fiesp.

Terry Branstad revelou que esta visita ao Brasil é sua primeira à América do Sul e disse estar encantado com o que viu. De acordo com o governador, o estado de Iowa tem perfeita localização geográfica para a expansão das indústrias agrícola, pecuária e manufatureira, além de facilitar a exportação para os outros estados norte-americanos e outros países.

Branstad reconhece que os mercados brasileiro e de Iowa podem ser concorrentes em diversos pontos, mas disse acreditar que esse fator pode torná-los aliados.

“Trabalhar com o Brasil é uma grande oportunidade”, destacou.

De acordo com Deborah Durham, diretora do Departamento de Desenvolvimento Econômico de Iowa, o estado é o que tem menor custo para quem pretende fazer negócios nos EUA, fator que o coloca, ainda segundo a diretora, na posição de nono melhor estado nesse ranking em território norte-americano.