Ação Fiesp – Membros do CORES participam do Prêmio Global Healthy Workplace Awards

Por Karen Pegorari Silveira

O Global Healthy Workplace Awards (GHWAwards) é um prêmio de âmbito mundial que reconhece as melhores práticas no ambiente de trabalho. Foi criado para reconhecer as empresas que conseguem elaborar programas que integram as áreas assistencial, ocupacional e de qualidade de vida em torno do modelo de ambiente de trabalho saudável da Organização Mundial da Saúde (OMS) e reúne líderes globais em saúde e qualidade de vida.

Dois membros do Comitê de Responsabilidade Social (CORES) se envolveram efetivamente nessa premiação. Alberto Ogata, que também é presidente da Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV), foi o jurado representante da América Latina, e Grácia Fragalá, consultora técnica na área de Segurança e Saúde do Trabalho, representou a Telefônica do Brasil e esteve em Xangai, China, para receber o prêmio em nome da empresa.

A Telefônica (Vivo) foi finalista por desenvolver o seu próprio plano de seguro saúde na modalidade auto-gestão, com uma ampla cobertura em todo o Brasil e pelo Programa BEM PERTO, que integra as ações de segurança no trabalho, saúde ocupacional assistencial e qualidade de vida, no modelo de ambiente de trabalho saudável da OMS.

Ogata e Grácia são especialistas reconhecidos na área de Saúde e Qualidade de Vida do Trabalhador e há quase 8 anos desenvolvem ações, através do CORES, para levar informação e suporte às indústrias paulistas.

“Nós temos feito progressos significativos aqui no Brasil em relação ao aumento da conscientização sobre o investimento na saúde e qualidade de vida dos funcionários, e sentimos que isso tem se transformado em uma questão empresarial real. Nosso principal desafio continua sendo orientar a inovação e eficácia de programas com abordagens abrangentes e estratégicas”, disse Ogata.

O Global Healthy Workplace Awards é o único programa global de premiação dedicada exclusivamente ao reconhecimento de práticas e programas no local de trabalho e procura o local de trabalho mais saudável – onde as práticas e programas oferecem grande impacto na saúde e bem-estar dos empregados e suas comunidades.

A base dos critérios da premiação foi o Quadro da Saúde no Local de Trabalho da Organização Mundial da Saúde (OMS), direcionado aos funcionários no mundo inteiro com a finalidade de encorajar as empresas a utilizar modelos lógicos, permitindo que os programas ganhem escala e atinjam um maior número de empresas e trabalhadores. O modelo da OMS cobre quatro temas principais: ambiente físico de trabalho, ambiente psicológico de trabalho, recursos para a saúde pessoal e envolvimento entre empresa-comunidade. Os prêmios foram entregues em três categorias: grandes empresas, empreendimentos de pequeno e médio porte e empresas multinacionais.

Para mais informações, visite www.globalhealthyworkplace.com

Operadora reafirma meta de ampliar municípios com cobertura 3G para 2.400

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Antônio Carlos Valente, presidente da Telefonica, durante seminário na Fiesp

O presidente da Telefonica, Antônio Carlos Valente, disse na manhã desta segunda-feira (31) que a operadora deve chegar ao final do ano com 2.400 municípios atendidos pela tecnologia de 3G em telefonia móvel.

Valente participa do 3º Seminário Fiesp de Telecomunicações – O desafio da conectividade: o Brasil na era da informação, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

“Em termos de mobilidade, acho que estamos fazendo o que esperam de nós. Temos a maior cobertura de voz e somos uma empresa líder em cobertura com terceira geração”, afirmou o executivo a participar de debate no seminário.

Após a fusão concluída este ano, a Telefonica e a Vivo devem unificar as marcas do grupo no Brasil no início de 2012, prevalecendo a marca Vivo. Atualmente, os serviços de 3ª geração oferecidos pela Vivo alcançam 1.560 municípios em todo o Brasil.

Segundo Valente, a Vivo detém 68 milhões dos 83 milhões de clientes brasileiros do setor. O seminário de telecomunicações da Fiesp se encerra na tarde desta segunda-feira (31).

Telefonica cumpre acordo assumido com Ciesp e controla panes em Bauru

Agência Indusnet Fiesp (com informações da assessoria de imprensa do Ciesp Bauru)

A reunião entre a diretoria do Ciesp Bauru, associados insatisfeitos e a Telefonica, para solucionar problemas na prestação do serviço de telefonia e internet no Distrito Industrial II, foi positiva e os resultados começam a surgir.

O Ciesp saiu em defesa de seus associados, insatisfeitos com a baixa qualidade na prestação de serviços, que acarreta muitos transtornos e prejuízos materiais às empresas. Em reunião no dia 24 de janeiro, a regional fez algumas exigências e a companhia prometeu solucionar as seguidas panes no sistema sob sua concessão.

A Telefonica se comprometeu em fazer um pente fino em todas as linhas que apresentavam os problemas contínuos e acompanhar de perto a busca das soluções. O Ciesp constatou junto às empresas reclamantes que as ações corretivas já foram tomadas e os problemas estão sendo resolvidos gradualmente.

Para o diretor-titular do Ciesp local, Domingos Malandrino, as prontas ações resultaram do canal direto aberto entre a Telefonica e o Ciesp Bauru para atender as demandas de seus associados.

“Para os usuários, significa trabalhar sem os constantes impasses e prejuízos provocados pela falta de telefonia e internet. Para a companhia, é uma oportunidade de restabelecer sua credibilidade junto ao setor e buscar resgatar seus clientes que migraram para a concorrência”, avaliou Malandrino.