Encontro de Telecomunicações da Fiesp questiona o serviço do 4G no Brasil

Agência Indusnet Fiesp 

Um dos grandes avanços na expansão da banda larga no Brasil é a chegada da quarta geração de telefonia móvel (4G). A promessa é que a tecnologia permita conexões à internet até dez vezes a mais do que as redes atuais.

Será que os consumidores recebem o que o serviço promete? Esse é um dos assuntos que será discutido, no 5º Encontro de Telecomunicações, promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), no dia 7 de agosto, no hotel Unique, em São Paulo.

>> Acompanhe o evento via transmissão online 

As interrogações e expectativas sobre a utilização da nova tecnologia precisam ser acompanhadas de perto, já que não atinge o País todo. “O cronograma da Anatel é instalar 4G até 31 de dezembro de 2017, em todas as cidades com mais de 30 mil habitantes. É preciso que os órgãos fiscalizadores atuem no sentido de garantir que os consumidores tenham entrega de qualidade que a tecnologia promete”, afirma o diretor-titular do Departamento de Infraestrutura (Deinfra) da Fiesp,  Carlos Cavalcanti.

Uma pesquisa realizada pela Opera Software sobre o comportamento móvel no Brasil aponta que 92% dos usuários acessam a internet por meio dos seus dispositivos móveis. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em junho de 2013, a banda larga móvel no País totalizou 77,4 milhões de acessos, dos quais 174,1 mil são terminais 4G.

“O Brasil foi obrigado a acompanhar os avanços tecnológicos da telefonia móvel 4G. A qualidade do serviço ainda tem um caminho longo a percorrer”, ressalta Cavalcanti.

Serviço
5º Encontro de Telecomunicações
Data e horário: 07 de agosto, das 8h30 às 18h
Local: Centro de Convenções do Hotel Unique (Av: Brigadeiro Luis Antônio, 4700 – Jd Paulista – São Paulo)