Fabiana desequilibra e Sesi-SP vence Brasília na Superliga de vôlei

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539951203

Fabiana com o troféu Viva Vôlei, concedido ao melhor da partida conforme escolha da comissão técnica da equipe vencedora. Foto: Sesi-SP Vôlei

Com Fabiana inspirada fica difícil para as rivais. Principalmente em uma noite em que a central marcou 19 vezes, sendo quatro de bloqueio e dois de saque. Foi o que aconteceu na noite de terça-feira (02/12) em Taguatinga, onde a equipe do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) superou o Brasília Vôlei pelo placar de 3 sets a 1 (25/23, 28/30, 25/15, 25/17), alcançando a vice-liderança da Superliga Feminina 2014-2015, três pontos atrás do Osasco, que tem um jogo a mais.

Pela atuação, Fabiana levou o prêmio Viva Vôlei. Mas a bicampeã olímpica não foi a única que brilhou. Monique, com 18 pontos, e Bia, 16 (oito de bloqueio), também ajudaram a equipe a alcançar o resultado.

Agora, a equipe do técnico Talmo de Oliveira se prepara para a revanche contra o São Cristóvão/São Caetano – algoz nas semifinais do Campeonato Paulista. O jogo está marcado para sexta (05/12), às 19h30, na Vila Leopoldina.


O jogo

Conforme era esperado, o confronto começou equilibrado. Angélica liderava as ações pelo Brasília, enquanto Fabiana respondia do lado paulista. As duas equipes erraram bastante no set e Talmo trocou a ponteira Pri Daroit por Mari para dar mais consistência ao passe. Com as demais atacantes bem marcadas, o bloqueio foi a solução, com sete pontos. Carol usou e abusou de Fabiana pelo meio e o Sesi-SP fechou por 25/23, abrindo 1 set a 0.

No segundo set, Paula Pequeno chamou a responsabilidade no Brasília, e fez a diferença, marcando sete pontos. Fabiana continuava bem e Monique começou a aparecer. Mari atacava com precisão, mas o Brasília errou menos e aproveitou os oito pontos dados pelo Sesi-SP. A equipe da casa chegou a abrir 23/19, mas as visitantes empataram e levaram a decisão até 30/28 para o Brasília, no set mais disputado da partida.

No terceiro set, Monique continuou a disparar seu arsenal na saída de rede praticamente ignorando o bloqueio adversário. Paula Pequeno, do outro lado, não conseguia virar as bolas e o trabalho do Sesi-SP foi facilitado. O ataque das Meninas da Vila estava inspirado, marcando 15 vezes, contra apenas cinco do Brasília, fechando a etapa em 25/15, se aproximando da vitória.

E embaladas pelo set anterior, as Guerreiras do Sesi-SP continuaram atacando forte e ainda contaram com Bia mostrando a velha eficiência no bloqueio. Só nessa etapa foram oito pontos, que decidiram o set em 25/17, fechando a partida e garantindo mais três pontos para a equipe da Vila Leopoldina.