Sumaré recebe unidade móvel de Nutrição do Sesi-SP

Agência Indusnet Fiesp

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) promoverá cursos educativos dos programas “Alimente-se Bem” e “Sabor na Medida Certa” em Sumaré, de 27 de outubro a 19 de novembro. A previsão de atendimento é de 240 pessoas, divididas em oito turmas com até 30 alunos. As aulas serão realizadas em uma das cinco unidades móveis da instituição – carretas totalmente adaptadas com eletrodomésticos e utensílios de cozinha.

No curso “Alimente-se Bem” serão ensinadas receitas do livro “Frutas e Hortaliças”. Alguns exemplos são a sopa de cará com talos de brócolis, arrumadinho de berinjela, pastel assado de brócolis e cenoura, beijinho de batata e o nhoque de abacate, entre outras.

As dicas e receitas para controle e prevenção de hipertensão arterial, diabetes, colesterol e obesidade fazem parte do programa “Sabor na Medida Certa”, criado para promover alimentação saudável e corrigir excessos que comprometem a saúde.

Os alunos aprenderão receitas saborosas que inibem o uso de sal, gorduras e açúcares. Também receberão informações sobre ingredientes saudáveis, índice nutricional balanceado e técnicas dietéticas.

Unidades Móveis

Construídas no Centro de Treinamento Senai-SP de Lençóis Paulista, as cinco unidades móveis do Sesi-SP têm capacidade de atendimento para 30 participantes por turma, comportando até quatro grupos por dia. Isso é viável graças a um sistema retrátil, que faz surgir uma sala integrada à estrutura do caminhão quando ele está estacionado.

Os cursos do “Alimente-se Bem” unem teoria e prática, com o objetivo de ensinar preceitos de uma alimentação saudável, econômica e sem desperdício, além de aumentar o consumo de vegetais e a utilização integral dos alimentos.

Todas as aulas são ministradas por nutricionistas do Sesi-SP, que preparam receitas balanceadas, nutritivas, econômicas e com ingredientes de fácil acesso. Os calendários são elaborados com o intuito de atender o maior número de alunos, respeitando o máximo permitido e o horário de trabalho da equipe técnica.

Serviço

Cursos do programa Alimente-se Bem
Local para inscrições e endereço do curso: Sesi Sumaré – Rua Amazonas, 99, Jd. Nova Veneza.
Gratuito
Informações: (19) 3838-9710

Iniciativas Sustentáveis: Honda – Com projeto de parque eólico, empresa deixará de emitir mais de 2 mil toneladas de CO2 por ano

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942405

Por Karen Pegorari Silveira/ Foto: Divulgação

A iniciativa da fabricante de automóveis Honda de criar um parque eólico na cidade de Xangri-lá, Rio Grande do Sul, é inédita no Brasil e veio para suprir 100% da demanda de energia elétrica da unidade fabril de Sumaré, no interior de São Paulo. O projeto receberá investimento inicial de R$100 milhões e deve iniciar suas atividades em 2015, concretizando o compromisso da empresa em minimizar os impactos ambientais de suas atividades.

Nove turbinas de 3MW, com capacidade instalada de 27MW, representará a geração de 95.000 MW ao ano, o equivalente ao consumo de energia de uma cidade com aproximadamente 35 mil habitantes e a mesma demanda de energia elétrica da planta de Sumaré, que possui capacidade instalada para a produção de 120 mil carros por ano. Com o projeto, a empresa deixará de emitir cerca de 2,2 mil toneladas de CO2 por ano, aproximadamente 30% do total gerado pela fábrica, e diminuirá ainda 45% do custo de energia na unidade com retorno do investimento estimado para pouco mais de sete anos.

O presidente da Honda Energy, Carlos Eigi Miyakuchi, declara estar satisfeito com o início das obras do parque e ressalta que a empresa continuará neste caminho. “Estamos muito satisfeitos em iniciar as obras do parque e avançar mais um passo na utilização de energias renováveis. A Honda continuará trabalhando proativamente em busca de atividades a favor do meio ambiente”, destaca.

De acordo com a empresa, até 2020 a meta é reduzir em 30% as emissões de CO2 de seus automóveis, motocicletas e produtos de força, e também de seus processos produtivos em todo o mundo.

A Honda é uma empresa japonesa, atua no Brasil desde 1971, possui 2 parques fabris nos estados de São Paulo e Amazonas e tem a sustentabilidade como base de seus negócios. Em suas fábricas o nível de CO2 emitido é constantemente monitorado nos processos. Os conceitos de sustentabilidade adotados pela empresa também auxiliam na redução dos impactos ambientais em toda a cadeia produtiva. Das motocicletas produzidas em Manaus (AM), por exemplo, 93% são transportadas em um sistema que reduz o volume de embalagens. Desde a implantação do projeto, em 1997, até o final de 2012, deixaram de ser consumidos 137 mil toneladas de madeira; 2,7 milhões de litros de óleo de proteção; 33 mil toneladas de papelão e 143 mil toneladas de aço.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942405 VEJA OUTRAS INICIATIVAS SUSTENTÁVEIS 

Dia Mundial da Água: Fiesp firma parcerias com SOS Mata Atlântica e 11 universidades

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Na abertura do seminário “Água, Saúde, Enchentes e Escassez”, realizado na manhã desta terça-feira (18/03) na sede da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), o presidente das entidades, Paulo Skaf, parabenizou a união de vários representantes da sociedade em torno de um tema de tal relevância, ao firmar dois convênios: um com a Fundação SOS Mata Atlântica e outro com 11 universidades.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942405

Paulo Skaf destacou a importância das parcerias. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


O protocolo de cooperação entre a Fiesp e o Ciesp e a Fundação SOS Mata Atlântica visa promover o reflorestamento de áreas em todo o Estado de São Paulo. Já a assinatura da Fiesp com onze universidades lança o concurso “Água, Ideias Inovadoras, Soluções Sustentáveis”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942405

Paulo Skaf e representantes das universidades após assinatura da parceria. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Participam desse convênio as universidades Anhembi Morumbi, Cruzeiro do Sul, Centro Universitário da FEI, Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), Mackenzie, Rio Branco, São Judas, Sumaré, Faculdades Trevisan, Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp) e Universidade Santo Amaro (Unisa).

No concurso, estudantes das onze instituições parceiras estão convidados a desenvolver projetos sobre esse tema. Aqueles que venham a ser considerados os melhores de cada universidade serão premiados em setembro, nas celebrações do Dia da Árvore.

“Agradeço a todas as universidades que estão participando e desse objetivo de colocar a criatividade e o talento dos jovens para desenvolver projetos para serem apresentados no Dia da Árvore, em setembro”, destacou Skaf, que disse ter ficado bastante feliz com as parcerias firmadas durante o evento.

De acordo com o presidente da Fiesp e do Ciesp, o desenvolvimento que se busca é aquele que respeita o tripé da sustentabilidade, formado pelos pilares social, ambiental e econômico. “Todos queremos o desenvolvimento econômico, mas todos queremos respeito ao meio ambiente e à água, o não desperdício e a produção mais limpa.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942405

Na foto, Eduardo San Martin, diretor de Meio Ambiente da Fiesp e do Ciesp (da esquerda para a direita); Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp; Mario Mantovani, diretor institucional da Fundação SOS Mata Atlântica; e Nelson Pereira dos Reis, vice-presidente da Fiesp e diretor titular do Departamento de Meio Ambiente da entidade. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Skaf destacou ainda que é preciso debater os problemas, mas é importante a união na busca de soluções. “Se deixarmos represados – já que estamos falando em água – os problemas,  não vamos dar conta de outros que vão surgir.”

Eduardo San Martin, diretor do Departamento de Meio Ambiente da Fiesp e da área de meio ambiente do Ciesp, destacou a parceria firmada com a Fundação SOS Mata Atlântica.

“Particularmente, considero esse um dos momentos mais importantes dos 35 anos em que labuto na área ambiental”, disse San Martin.

“Uma parceria do setor produtivo paulista com aquela que é a mais conceituada organização não-governamental que atua na área ambiental, que é a SOS Mata Atlântica”, completou o diretor, lembrando que há quase uma década a Fiesp homenageia, por intermédio do Prêmio Fiesp de Conservação e Reuso da Água, empresas que adotam medidas efetivas na redução do consumo e do desperdício de água, gerando benefícios ambientais, econômicos e sociais e aumentando a competitividade do setor.

Mario Mantovani, diretor institucional da SOS Mata Atlântica, destacou o momento atual, com grandes transformações tecnológicas e sociais, e a importância do idealismo dos jovens.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942405

Mario Mantovani : “O que nós precisamos é de atitudes”. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Ele relembrou que, na década de 1970, ele próprio militava para grandes mudanças, muitas vezes em embates com as indústrias, mas sempre em busca de uma boa solução.  “Se naquele momento nós fazíamos desobediência civil para melhorar o sistema, também fizemos a discussão do que é hoje o Sistema Estadual de Recursos Hídricos, que foi a base para a legislação nacional.”

“O que nós precisamos é de atitudes, e de atitudes de cidadania. Eu acho que esse é o que trazemos com a SOS Mata Atlântica”, declarou.

Parte das ações da Fiesp e do Ciesp na semana de comemorações do Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março, o seminário “Água, Saúde, Enchentes e Escassez” prossegue até o final da tarde deste terça-feira (18/03), com transmissão online pelo site.

Sesi-SP leva unidade móvel de nutrição a Cotia, Ourinhos e Sumaré

Agência Indusnet Fiesp

O Serviço Social da Indústria de São Paulo  (Sesi-SP) promoverá cursos educativos do programa “Alimente-se Bem” em três cidades do interior paulista: Ourinhos (de 29 de outubro a 08 de novembro), Cotia e Sumaré (de 29/10 a 23/11). Em Ourinhos, a previsão de atender gratuitamente 180 pessoas, enquanto em Cotia e Sumaré serão mais de 400 pessoas atendidas em cada cidade.

As aulas serão ministradas nas unidades móveis do Sesi-SP – carretas totalmente adaptadas com eletrodomésticos e utensílios de cozinha. A grande novidade é o curso “Alimente-se Bem – Ceia de Natal”, que ensinará receitas especiais para as comemorações de dezembro.

Ao final do curso, o aluno poderá adquirir livro com as receitas desenvolvidas pela equipe de nutricionistas do Sesi-SP.

Unidades móveis

Construídas no Centro de Treinamento Senai-SP de Lençóis Paulista, as cinco unidades móveis do Sesi-SP têm capacidade de atendimento para 30 participantes por turma, comportando até quatro grupos por dia. Isso é viável graças a um sistema retrátil, que faz surgir uma sala integrada à estrutura do caminhão quando ele está estacionado.

Os cursos do “Alimente-se Bem” unem teoria e prática, com o objetivo de ensinar preceitos de uma alimentação saudável, econômica e sem desperdício, além de aumentar o consumo de vegetais e a utilização integral dos alimentos.

Todas as aulas são ministradas por nutricionistas do Sesi-SP, que preparam receitas balanceadas, nutritivas, econômicas e com ingredientes de fácil acesso. Os calendários são elaborados com o intuito de atender o maior número de alunos, respeitando o máximo permitido e o horário de trabalho da equipe técnica.

Serviços:

Cursos do programa Alimente-se Bem

Ourinhos
Endereço do curso: Rua Professora Maria José Ferreira, 100 – Bairro das Crianças – Ourinhos
Endereço para inscrições: Rua Professora Maria José Ferreira, 100 – Bairro das Crianças – Ourinhos
Informações: (14) 3302-3517

Cotia
Endereço do curso: Rua Mesopotâmia, 300 – Jardim Passargada – Moinho Velho – Cotia
Endereço para inscrições: Rua Mesopotâmia, 300 – Jardim Passargada – Moinho Velho – Cotia
Informações: (11) 4612-3323 Ramal 202 ou 203

Sumaré
Cursos do programa Alimente-se Bem
Endereço do curso: Rua: Amazonas, 99 – Jardim Nova Veneza – Sumaré.
Endereço para inscrições: Rua: Amazonas, 99 – Jardim Nova Veneza – Sumaré.
Informações: (19) 3854–5855.

Sesi-SP inaugura escola de ensino médio e fundamental em Sumaré; unidade tem 1206 vagas

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Sumaré

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) inaugurou nesta sexta-feira (28/06), em Sumaré, sua 13ª nova escola em 2013. Tendo como patrono Fuad Assef Maluf, a escola vai oferecer 1206 vagas, sendo 451 de ensino fundamental, 160 de ensino médio e 595 de educação de jovens e adultos.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Sesi-SP e do Serviço Nacional de Aprendizagem de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf,  esteve na cerimônia de inauguração e visitou as salas e laboratórios do local. No percurso, verificou a estrutura da escola, conversou com alunos, pais e professores e visitou uma pequena exposição sobre a vida do patrono da escola, Fuad Assef Maluf, preparada pelos estudantes, e uma feira de ciências.

Os alunos da unidade do Sesi-SP em Sumaré: educação, lazer, esporte e cultura. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Os alunos da unidade do Sesi-SP em Sumaré: educação, lazer, esporte e cultura. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Em seu pronunciamento, Skaf destacou a importância da educação. “A nossa visão de educação não é só da sala de aula e dos laboratórios, mas sim uma educação completa, que passa pela área de esportes, pela boa alimentação e pelas atividades culturais”, destacou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942405

Walter Vicioni Gonçalves, superintende do Sesi-SP, durante a inauguração da nova unidade em Sumaré. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Também presente na inauguração, o superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni Gonçalves, citou a educação oferecida nas escolas da instituição como um exemplo para o país. “O que a gente vê é que a educação se tornou um objeto de manipulação política e não uma ferramenta de desenvolvimento social e econômico”, afirmou. “Por isso que, para nós, é tão importante, por meio do Sesi-SP e do Senai-SP, promover oportunidades iguais de aprendizado.  Não basta saber, é preciso também fazer.”

Prefeita de Sumaré, Cristina Carrara foi outra personalidade a destacar a importância da abertura de escolas de alto nível de ensino. “O futuro do nosso estado, do nosso país, passa pela educação”, disse.

As filhas e mulher do patrono da unidade, Fuad Assef Maluf, também prestigiaram a cerimônia de inauguração e aproveitaram a oportunidade para fazer a doação de um piano, de cerca de cem anos, para a escola. A esposa do patrono, Rose Maluf, foi aplaudida de pé pelo público.

A escola de Sumaré está integrada com um mini Centro de Atividades (CAT), que conta  com quadras para a prática de diversos esportes, inclusive vôlei e futebol de areia e futebol society, além de uma academia. Esse espaço é aberto para uso de associados do Sesi-SP.

Jogadores da equipe adulta de vôlei masculino do Sesi-SP e da equipe de rugby também estiveram no evento e ficaram impressionados com a dimensão da nova unidade da rede. “Além da educação tradicional, o Sesi-SP oferece também uma estrutura para que os alunos recebam educação no esporte. Espero que nós, atletas, possamos ser um espelho para essas crianças que estão começando, tanto na escola como no esporte”, afirmou o central da equipe de vôlei, Rogério.

Para o líbero Serginho, o exemplo do Sesi-SP deve ser seguido por outras entidades. “O nível da educação no Brasil ainda engatinha. Por meio dessas escolas, o Sesi-SP dá um exemplo que poderia ser seguido por outras instituições. Oferecendo educação de alto nível, com professores capacitados e ótimas instalações.”

Maratona em prol da educação

 A inauguração da escola do Sesi-SP em Sumaré é mais um passo para a consolidação do modelo educacional da entidade, que oferece ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante do Senai-SP e a construção de 70 escolas em todo o estado.

Em 2013, além de Sumaré, já foram inauguradas escolas do Sesi-SP em Avaré, Descalvado, Presidente Prudente, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Jacareí, e mais duas escolas do Senai-SP, em Ourinhos e Pompeia.

Um empresário à frente do seu tempo

 Natural de Campinas, Fuad Assef Maluf cursou economia e iniciou sua carreira profissional como funcionário da indústria de produtos alimentícios Kibby. Em 1959, abriu uma pequena indústria de tecidos convencionais que, em menos de dez anos, se transformou na empresa de tecidos industriais e técnicos Têxtil Assef Maluf.

Fuad, ou Fufo, como era conhecido, participava ativamente de projetos comunitários e já tinha uma visão de responsabilidade social em sua empresa. Por atitudes assim, foi considerado um empresário de vanguarda, que vivia à frente do seu tempo. Fuad faleceu em 29 de junho de 1989.

Sesi-SP inaugura nova escola em Sumaré nesta sexta-feira (28/06)

Agência Indusnet Fiesp 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP), Paulo Skaf, inaugura, nesta sexta-feira (28/06), em Sumaré, São Paulo, às 10h30 horas, uma nova escola do Sesi-SP. A unidade fica na Rua Amazonas, 99, no Jardim  Nova Veneza.


Alunos da nova escola do Sesi-SP em Sumaré. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Alunos da nova escola do Sesi-SP em Sumaré: 18 salas de aula em três blocos. Foto: Everton Amaro/Fiesp


A iniciativa é mais um passo para a consolidação do novo modelo educacional da entidade, iniciado em 2007, que prevê a oferta de ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante do Senai-SP e a construção de 70 escolas no estado. Neste ano, já foram inauguradas 12 unidades do Sesi-SP nos municípios de Presidente Epitácio, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Descalvado, Jacareí, Avaré e duas do Senai-SP, respectivamente em Ourinhos e Pompéia.

A escola do Sesi-SP foi projetada com 18 salas de aula divididas em três blocos, três áreas de convivência, uma biblioteca escolar com acervo atualizado, um laboratório de informática educacional, um laboratório de ciência e tecnologia, um laboratório de química, biologia e física, uma sala multidisciplinar, uma sala de atendimento aos pais, cozinha com despensa e refeitório.  Os alunos também terão diferentes espaços para a prática esportiva e o lazer, como quiosques com estrutura para churrasco, duas quadras poliesportivas, uma quadra poliesportiva coberta, vestiários, campo de futebol de areia, campo de futebol society e um espaço para a prática de fitness.

A unidade oferece ensino fundamental em tempo integral, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde. Dos 1.206 estudantes, 451 serão atendidos no ensino fundamental, sendo 323 matriculados em período integral. A escola também oferecerá ensino médio para 160 alunos e educação de jovens e adultos para 595 pessoas.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia conhecida como sistema Sesi-SP de Ensino. A escola de Sumaré foi construída em terreno com 38 mil m².

Sesi de Sumaré será inaugurado este ano

Elcio Cabral, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942405

José Bacchim e Paulo Skaf, na Fiesp

Paulo Skaf, presidente da Fiesp, Ciesp, Sesi-SP e Senai-SP, reuniu-se na tarde desta quinta-feira (3), na sede da Fiesp, com o prefeito da cidade de Sumaré, José Antonio Bacchim, para falar sobre a educação no município paulista.

“O Sesi de Sumaré será inaugurado ainda este ano”, afirmou Skaf. A unidade, em fase de construção, é um complexo que permite, além do estudo, a realização de atividades físicas e recreativas.

Bacchim elogiou a qualidade do Senai-SP existente no município, e aproveitou para solicitar sua ampliação, que será estudada pela área técnica da entidade, segundo Skaf.

Fora isso, também será estudada a implantação do Sistema Sesi de Ensino nas escolas municipais de ensino fundamental.