Equipe masculina juvenil do Sesi-SP é bicampeã Paulista Sub 21

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Após se tornar bicampeão da Copa São Paulo e da Taça Paraná, o time masculino de vôlei juvenil do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) conquistou neste domingo (29) o bicampeonato do Paulista Sub 21. Jogando na Vila Leopoldina, os atletas do técnico Gerson Amorim venceram o São Caetano por 3 sets a 0 (25/18, 25/16 e 25/12) na grande decisão.

Sofrendo apenas três derrotas em dezesseis jogos da fase classificatória do Paulista, o Sesi-SP seguiu para os playoffs com a vantagem de decidir em casa com a primeira colocação na classificação geral. E, após passar pelo Vôlei Mogi nas quartas e pelo Santos na semifinal, o time da capital paulista sagrou-se mais uma vez campeão ao vencer os dois jogos contra o São Caetano. Para o técnico Gersinho, o ano foi de muito proveito, e sua equipe está pronta para os próximos passos.

“O ciclo começa com a Superliga B, entra no Paulista, Copa São Paulo, Taça Paraná e culminou agora com mais um título do Paulista. Acho que de tudo o mais importante é a condição que vem sendo dada para que essa categoria possa se desenvolver e a gente conseguir colocar mais atletas na equipe adulta. Estamos muito felizes pelo trabalho, temos alguns garotos que estão no último ano e terminaram bem, tem outros que já estão sendo aproveitados pelo adulto, o que é excelente, e outros que vão sair daqui bem encaminhados para outras equipes”, comentou o técnico, que se sente realizado ao ver seus atletas integrando a equipe adulta do Sesi-SP.

Marcos Pacheco, técnico do time adulto do Sesi-SP, também esteve presente na partida e elogiou não só a atuação dos meninos na final como todo o projeto desenvolvido para formação de novos atletas, visando ao crescimento e desenvolvimento como atleta e pessoa.

“É muito legal ver esse time jogando e jogando muito bem, com um bom padrão de jogo. Porque não é apenas ser campeão, é demonstrar um trabalho, um sistema com questões técnicas e táticas. Ver esses garotos chegando em uma fase bem complicada da vida, já que eles passam uma etapa que é o sub 21 e entram em um mercado único, onde tendo 22 anos ou 40 são iguais, é uma transição complicada, mas eles terminaram muito bem. É um trabalho muito bacana e eu fico muito contente porque o sistema está funcionando, o objetivo do Sesi-SP de formação de atleta e formação de pessoas está sendo bem cumprido e isso é muito bom”, finalizou Pacheco.

Com 13 pontos, Alan foi o maior pontuador do jogo, seguido por Johan, com 10, sendo três de bloqueio. Pelo São Caetano, Robinho marcou seis vezes e foi o atleta que mais pontuou pelo grupo. O Sesi-SP entrou em quadra com Alan, Leitzke, Luan, Rodrigo, Jonatan, Johan e o líbero Pureza. Enquanto o São Caetano mandou para o jogo Vitão, Gustavo, Bruno, Gabriel, Robinho, Caetano e o líbero Rafael.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542064184

Sesi-SP conquistou o bicampeonato de vôlei Sub 21 no Paulista. Foto: Amanda Demétrio/Fiesp