Iniciativas Sustentáveis: Grupo Sabará Beraca – Desenvolvimento Sustentável

Indústria de ingredientes naturais para segmento cosmético promove a Sociobiodiversidade com programa que beneficia a comunidade local e fomenta o uso de matérias-primas sustentáveis

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544925418

Com colaboração de Amanda Alves de Melo

Com a complexidade das cadeias de fornecimento e o surgimento de novos riscos no âmbito ambiental, social e de governança, o tema de gestão sustentável na cadeia de suprimentos (supply chain management – SCM) ganhou grande relevância e, consequentemente, a necessidade de soluções inovadoras para geri-los.

Preocupada com suas comunidades fornecedoras e os diversos fatores negativos que uma má gestão na cadeia de fornecimento pode resultar, a empresa Beraca Sabará, do segmento farmacêutico e cosmético, criou o Programa de Valorização da Sociobiodiversidade (PVSD), no ano 2000, com foco no equilíbrio do triple bottom line (tripé da sustentabilidade baseado nas três dimensões do desenvolvimento sustentável: econômica, social e ambiental). O intuito do programa é promover os negócios com desenvolvimento humano e a preservação dos bens ambientais. Segundo Tiago Terada, gerente de Sustentabilidade e Assuntos Corporativos do grupo, ”É uma plataforma que engloba todos os processos ligados à fabricação de seus produtos, desde os critérios de seleção das espécies a serem exploradas, passando pelas formulações químicas complexas e os arranjos produtivos das comunidades que efetuam o manejo das áreas verdes”, explica. Ele enfatiza ainda que a Beraca se preocupa em atender requisitos de qualidade, com o desenvolvimento social e a conservação do ecossistema que utilizam. O programa, que atua em 105 comunidades agroextrativistas, abrange os estados do Pará, Amapá, Amazonas, Maranhão Piauí e Minas Gerais.

A empresa trabalha com ingredientes naturais e orgânicos da Amazônia e de outros Biomas brasileiros, e se preocupa em garantir a boa qualidade dos insumos/matérias-primas, o bom relacionamento com as comunidades produtoras e a perpetuação dos negócios de todas as partes envolvidas. Tiago Terada explica que a Sustentabilidade na gestão da cadeia de fornecedores é vista como uma vantagem competitiva na companhia. “Hoje, a Sustentabilidade é parte central das atividades da Beraca, que visa fortalecer as comunidades fornecedoras de insumos vegetais ao mesmo tempo em que atende as demandas do mercado”.

O Programa Valorização da Sociobiodiversidade (SPDV) está comprometido com questões importantes de Responsabilidade Social como, por exemplo, a proibição do trabalho infantil ou forçado, corrupção e falta de ética. O projeto inclui ainda reforma de escolas e geração de renda através de práticas sustentáveis, entre diversos outros pontos que podem afetar o fornecimento, o desenvolvimento socioambiental e o relacionamento com as comunidades. “Nossa missão é acompanhar a rotina das comunidades e sempre reforçar as práticas que devem ser melhoradas e as que devem ser mantidas. Trabalhamos diariamente no campo com nossas comunidades fornecedoras para reduzir riscos e melhorar a atuação delas”, explica Terada.

Sobre a Beraca

Este ano o CEO do Grupo, Ulisses Sabará, recebeu o título inédito da ONU, entre lideranças empresariais do mundo todo, como um dos pioneiros na promoção da Sustentabilidade nos negócios e cadeias produtivas. A premiação SDG Pioneers para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) homenageou 10 lideranças na sede da ONU, em Nova York (EUA). O brasileiro foi reconhecido globalmente pelo trabalho da Beraca, com o Programa de Valorização da Sociobiodiversidade, alinhado ao Objetivo número 15 dos ODS – “Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres”.