Retrospectiva 2012 – Ações para inspirar e incentivar o empreendedorismo

Agência Indusnet Fiesp

Com o objetivo de fomentar o desenvolvimento de novos profissionais de negócio, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) promoveu mais uma edição de seu concurso de negócios e uma série de conferências lideradas por empresários, personalidades políticas e especialistas do Brasil e do mundo, que compartilharam com o público suas próprias experiências e bagagem profissional no quesito empreendedorismo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540313212

Thiago Cardoso, vencedor com a plataforma web Checkout, recebeu um cheque de R$ 7.000 das mãos do diretor do CJE/Fiesp, Sylvio Gomide

Em junho, o Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) realizou o evento com os 10 finalistas do II Concurso de Negócios CJE & Anjos do Brasil.

O projeto vencedor, selecionado entre mais de 900 inscritos, é a plataforma web Checkout, apresentada pelo jovem Thiago Cardoso. De acordo com Bruno Ghizoni, do CJE, a edição foi um grande sucesso. A iniciativa contou com a parceria dos Anjos do Brasil.


Comitê de Jovens Empreendedores

Em 2012, as reuniões do comitê contaram com a presença de convidados como o vice-presidente da República, Michel Temer, que destacou medidas do governo federal para combater a miséria e a desindustrialização.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540313212

Gordon Clark da Universidade de Oxford participa de encontro na Fiesp. Foto: Egberto Alves

Dentre os convidados internacionais, estavam os professores da Universidade de Oxford, da Inglaterra, Andrew Hamilton e Gordon Clark, que apresentaram um panorama da instituição e uma aula magna sobre o Mundo dos negócios e o meio ambiente na economia global, durante o Ciclo Grandes Universidades.

O arquiteto e urbanista, ex-prefeito de Curitiba e ex-governador do Paraná, Jaime Lerner, também foi um dos convidados. Ele explicou como projetos urbanísticos simples, focados em criatividade, sustentabilidade, baixo custo e agilidade de implantação, podem ajudar a resolver problemas complexos e históricos de uma cidade.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540313212

Antonio Bonchristiano, co-presidente e co-CEO da GP Investiments. Foto: Divulgação.

O CJE recebeu ainda o CEO e fundador da Localiza, Salim Mattar; o engenheiro agrônomo e membro do Conselho Superior do Agronegócio (Cosag) da Fiesp, Roberto Rodrigues; o atual sócio da BRZ Investimentos, Ricardo Propheta; o engenheiro elétrico da Poit Engenharia, Wilson Poit; o secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Antonio Ferreira Pinto; o Fundador do Sumarino.com e presidente da GP Investiments, Antonio Bonchristiano; e o cofundador da Soap, consultoria especializada em apresentações estratégicas, Rogerio Chequer.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540313212

Sylvio Gomide, durante o Pocket Empreendedor. Foto: Everton Amaro

Outros três eventos ofereceram novas visões aos jovens empresários: o seminário “Mídias Sociais, Colaboração e Empreendedorismo”, que fez parte da Social Media Week, o Pocket Empreendedor 2012 – Inovações por minuto; e o TEDa-Like, conferência com cinco convidados: o escritor Augusto de Franco, o empresário Lito Rodriguez (DryWash), o executivo Carlos Gustavo Filgueiras (Hotel Emiliano), o técnico do Sesi-SP, Giovane Gávio, e a fundadora da Casa do Zezinho, Tia Dag.

O seminário sobre mídias sociais contou com a participação da gerente de contas do Facebook, Maggie Louise Sander, da representante do Mutopo, Marina Miranda, e do advogado e conselheiro da Associação de Marketing Promocional (Ampro), Paulo Mertz Focaccia.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540313212

Pocket Empreendedor trouxe CEOs de grandes empresas. Foto: Everton Amaro

Já o Pocket teve palestras do CEO do LinkedIn Brasil, Osvaldo Barbosa de Oliveira, do CEO da Boehringer Ingelheim Brasil, Martin Nelzow, do co-fundador e CEO da Netshoes, Márcio Kumrium, e do fundador do site Veduca, Carlos Souza.

No Brasil, é impossível colocar uma campanha no ar com a mesma velocidade da internet, diz Paulo Mertz Focaccia

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540313212

Paulo Mertz Focaccia Advogado da Focaccia Amaral Salvia Advogados e diretor da Ampro

Promover sorteios e distribuir brindes exige uma série de cuidados de empreendedores interessados em atrair a atenção nos meios digitais. O alerta é do advogado e sócio da Focaccia Amaral Salvia Advogados, Paulo Mertz Focaccia.

Também conselheiro da Associação de Marketing Promocional (Ampro), Focaccia participou nesta sexta-feira (29/09) da palestra Direito aplicado a promoções e concursos culturais nas mídias sociais, no Social Media Week – evento realizado pelo Comitê dos Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

De acordo com Focaccia, está obsoleta a legislação que regulamenta a realização de sorteios na internet – a Lei n° 5.768 (de 20/12/71) e o Decreto n° 70.951 (09/08/72). “Você não pode realizar uma promoção com sorteio de prêmios no seu site sem a autorização do Ministério da Fazenda. E a aprovação demora em média 70 dias”, salientou.

“No Brasil, é impossível colocar a campanha no ar com a mesma velocidade a internet”, afirmou Focaccia, destacando em seguida que existe diferenças entre sorteio, concurso, vale-brinde e concurso cultural.

Segundo o especialista, é importante aplicar corretamente essas estratégias de ativação no Facebook e no Twitter: “Uma campanha equivocada pode trazer sérios riscos e danos à imagem da empresa”, avaliou.

Gerente de contas do Facebook fala sobre empreendedorismo nas mídias sociais

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

CJE SMW12 - midias sociais. Maggie Louise Sander. Foto: Julia Moraes

Maggie Louise Sander, gerente de contas do Facebook

Jovens estudantes, empreendedores e geeks (apaixonados por tecnologia) animados para um grande debate sobre mídias sociais e como transformá-las em empreendedorismo.

Foi esse o clima amistoso da tarde desta sexta-feira (28/09), na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), no evento “Mídias sociais, colaboração e empreendedorismo”, promovido pelo Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da entidade, e que faz parte do SMW/Shared – atividade do evento oficial “Social Media Week”, que acontece desde o dia 24 até hoje (28/09) no Museu da Imagem e do Som (MIS), na capital paulista.

Na Fiesp, o painel de abertura “Cases de empresas que usaram o Facebook para empreender”, contou com a participação da gerente de contas do Facebook, Maggie Louise Sander. Ela explicou como essa plataforma mudou a maneira de compartilhar informações no mundo e como os negócios são melhores em um mundo conectado. “A vida dentro do Facebook é reflexo da vida real”, afirmou, ao ressaltar que essa plataforma é uma oportunidade para empresas de todos os portes, inclusive as pequenas, que podem compartilhar informações com milhares de usuários.

Desafio para as marcas

“O Facebook é feito de pessoas reais que fazem coisas reais e, por isso, é um desafio para as marcas”, enfatizou ao lembrar que a plataforma serve também como um novo SAC, e é sempre importante ouvir as reclamações e opiniões dos consumidores. “Temos que lembrar este poder que temos nas mãos”, afirmou.


“Compartilhamos [na timeline] momentos íntimos para mostrar quem realmente somos”, acrescentou Maggie Louise. Segundo ela, essa é a grande oportunidade para a marca, pois pode unir-se à força que já existe, uma vez que o Facebook possui, atualmente, 1 bilhão de usuários ao redor do mundo. Além disso, sublinhou a gerente de contas, permite a vantagem de entender e dialogar diretamente com o consumidor e filtrar o público-alvo.

“Antes, a informação era solitária. Mas a web social permite que a internet seja construída ao redor de pessoas”, afirmou, lembrando que essa mudança de comportamento social gerou um grau de exigência maior dos usuários e consumidores, que não se satisfazem mais com qualquer tipo de informação: “As pessoas esperam que as marcas entreguem conteúdos tão relevantes para elas, como seus amigos o fazem em suas timelines”.

Na visão da gerente de contas, esse é o momento de os negócios mostrarem suas caras: “Qualquer marca pode ter espaço no Facebook para compartilhar suas ideias”. Maggie Louise ressaltou, ainda, que a ferramenta permite usar de informações pessoais dos curtidores para construir informações focadas em públicos-alvo fortalecidos. “O Facebook pode dar legitimidade e confiança à marca, além de facilitar a vida do usuário”, concluiu.

Jovens Empreendedores trazem discussão sobre mídias sociais e empreendedorismo para a Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

Com a participação de palestrantes nacionais e estrangeiros, o Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) promove, nesta sexta-feira (28/09), das 13h às 18h, o evento “Mídias Sociais, Colaboração e Empreendedorismo”.

Serão debatidos temas como Crowdsourcing, Direito Aplicado a Promoções e Concursos Culturais nas Mídias Sociais e Startup: Guia para Empreendedores e Investidores.

Haverá também discussões sobre Cases de Empresas que Usaram o Facebook para Empreender; Usando o E-commerce para Empreender e Sua Relação com as Mídias Sociais e Um Novo Conceito de Educação a Partir das Mídias Sociais. O evento acontece na sede da Fiesp (Av. Paulista 1313).

Veja aqui a programação.