Evento debate parcerias entre produtoras de audiovisual nacionais e internacionais

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

O Seminário Produção Internacional – Oportunidades, Aprovação e Acompanhamento de Projetos, realizado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), pelo Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp) e pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), realizado nesta quinta-feira (11/07), reuniu produtores, produtores executivos, profissionais do cinema e amantes da sétima arte na sede da federação, na Avenida Paulista, em São Paulo.

O evento contou com as presenças do diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel, e do chefe de Promoção do Audiovisual do Ministério das Relações Exteriores, José Roberto Rocha Filho.

Um dos principais temas destacados no debate foram os programas de promoção para a produção de conteúdo audiovisual brasileiro no exterior.

André Sturm, diretor-executivo do Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP) e presidente do Programa Cinema do Brasil, de exportação de filmes brasileiros, financiado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e pelo Ministério da Cultura (Minc), destacou o assunto.

Segundo Sturm, o objetivo do programa de fomento é aumentar o desempenho do audiovisual brasileiro nos mercados estrangeiros, fornecendo apoio para que produtoras nacionais possam realizar parcerias com empresas internacionais.

O presidente do programa “Brazillian TV Producers”, criado em 2004, Marco Altberg, destacou os benefícios que o projeto traz para a indústria nacional. “O programa promove oportunidades de cooperação, além de promover o audiovisual brasileiro no exterior”, disse.

Outro programa de fomento a produções internacionais foi destacado durante o encontro. De acordo com Leyla Fernandes, presidente do programa “Film Brazil”, a indústria do audiovisual nacional mostra que “é forte e está pronta para trabalhar em qualquer lugar do mundo”.

Segundo ela, em 2012 o programa movimentou mais de US$ 20 milhões em produção e, atualmente, conta com parcerias com países como Estados Unidos, Alemanha, França e Japão, entre outros.

Case de sucesso

Para contar como as produções audiovisuais entre diferentes países podem dar certo, o sócio-diretor da Gullane Filmes, Fabiano Gullane, comentou sua experiência na produção de Amazônia – Planeta verde, longa lançado em junho deste ano.  O filme foi feito por uma produtora brasileira e duas produtoras francesas, sendo orçado em 11 milhões de euros.

Para ele, o aumento no número de coproduções internacionais é um sinal de amadurecimento do mercado interno. “Hoje o Brasil é um agente do cinema internacional”, disse.

Fiesp e Sesi-SP anunciam nesta terça-feira (11/06) vencedores do prêmio de cinema

Danusa Etcheverria, Agência Indusnet Fiesp

Na noite desta terça-feira (11/06) serão anunciados, no Teatro do Sesi São Paulo, os grandes vencedores do IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema, evento que ganha dimensão nacional a partir deste ano. Concorreram à premiação 126 produções cinematográficas, sendo 83 longas e 43 curtas. O projeto tem curadoria do cineasta e presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp), André Sturm.

A cerimônia de premiação terá como apresentador o escritor e jornalista Cadão Volpato. O grande homenageado da noite será o sociólogo e fundador do Espaço Itaú de Cinema, Cinearte e Cinespaço, Adhemar Oliveira, um dos principais responsáveis por transformar a exibição de filmes no eixo São Paulo-Rio de Janeiro. A programação contará ainda com show da banda Del Rey, destaque na cena cultural por seu repertório em homenagem a Erasmo e Roberto Carlos.

O IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) e do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp). O objetivo é incentivar a produção cinematográfica nacional, divulgar o cinema brasileiro, facilitar o acesso público às produções de filmes nacionais e formar novas plateias.

Classificação

A escolha dos finalistas de cada uma das 13 categorias inscritas contemplou duas etapas: uma seletiva on-line realizada pelo público espectador da mostra IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema, realizada de 20 de maio a 10 de junho, e outra feita pelo Conselho Curatorial de Organização do prêmio.

As 13 categorias avaliadas foram: longa ficção; longa documentário; diretor; atriz; ator; roteiro; ator coadjuvante; atriz coadjuvante; direção de arte; fotografia; trilha sonora; montagem; e curta-metragem. Nesta edição, em função da dimensão nacional do prêmio, as três principais categorias – longa ficção, longa documentário e direção – terão seis finalistas. As demais categorias continuam com cinco finalistas cada. Os vencedores receberão troféus e prêmios em dinheiro que totalizam R$ 81 mil.

Entre os indicados na categoria melhor ator e melhor atriz estão nomes como Ney Matogrosso (“Luz nas trevas – A volta do bandido da luz vermelha”); Gustavo Machado e  Camila Pitanga (“Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios”); e Dira Paes (“À beira do caminho”). Já Caco Ciocler e Alice Braga concorrem ao título de melhor ator e atriz coadjuvante pela atuação, respectivamente, nos filmes “Dois Coelhos” e “Futuro do Pretérito – Tropicalismo now!”

Confira abaixo a relação completa dos finalistas:

Melhor Filme – Ficção

  • Área Q
  • Dois Coelhos
  • Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios
  • Peixonauta – Agente secreto da O.S.T.R.A
  • Sudoeste
  • Xingu

Melhor Filme – Documentário

  • A música segundo Tom Jobim
  • Marcelo Yuka no caminho das setas
  • O Liberdade
  • Quem se importa?
  • Raul Seixas, o início, o fim e o meio
  • Tropicália

Melhor Diretor

  • Beto Brant e Renato Ciasca (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Cao Hamburguer (Xingu)
  • Cíntia Langie e Rafael Andreazza (O Liberdade)
  • Daniela Broitman (Marcelo Yuka no caminho das setas)
  • Gerson Sanginitto(Área Q)
  • Mara Mourão (Quem se importa?)

Melhor Ator

  • Gustavo Machado (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Irandhir Santos (Febre do rato)
  • Isaiah Washington (Área Q)
  • João Miguel (Xingu)
  • Ney Matogrosso (Luz nas trevas – A volta do bandido da luz vermelha)

Melhor Atriz

  • Camila Pitanga (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Dira Paes (À beira do caminho)
  • Erika Altimeyer (Ponto Org)
  • Hermila Guedes (Era uma vez eu, Verônica)
  • Tania Khalill (Área Q)

Melhor Roteiro

  • Afonso Poyart  (Dois Coelhos)
  • Beto Brant, Renato Ciasca, Marçal Aquino (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Cíntia Langie e Rafael Andreazza (O Liberdade)
  • Julia Câmara & Gerson Sanginitto (Área Q)
  • Marcelo Gomes (Era uma vez eu, Verônica)

Melhor Ator Coadjuvante

  • Caco Ciocler (Dois Coelhos)
  • Felipe Camargo (Xingu)
  • João Miguel (Era uma vez eu, Verônica)
  • Murilo Rosa (Área Q)
  • Zé Carlos Machado (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Alice Braga (Futuro do pretérito – Tropicalismo now!)
  • Leuda Bandeira (Área Q)
  • Lívia de Bueno (Paraísos artificiais)
  • Silvia Buarque (Gonzaga, de pai para filho)
  • Simone Sou (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Direção de Arte

  • Akira Goto (Eu receberia a piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Bianca Dornelles (O Liberdade)
  • Cassio Amarante (Xingu)
  • Daniel Flaksman (Corações sujos)
  • Fábio Vasconcelos (Área Q)    

Melhor Fotografia

  • Adriano Goldman (Xingu)
  • Alberto Alda (O Liberdade)
  • Carina Sanginitto (Área Q)
  • Carlos André Zalasik (Dois Coelhos)
  • Lula Araújo (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Trilha Sonora

  • Avendano Jr (O Liberdade)
  • Beto Villares (Xingu)
  • Luiz Macedo (Muito além do peso)
  • Perry La Marca (Área Q)
  • Simone Sou e Alfredo Belo (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Montagem

  • André Finotti     (A Novela das oito)
  • Cíntia Langie      (O Liberdade)
  • Gustavo Giani   (Xingu)
  • Helgi Thor, David Davidson (Área Q)
  • Willem Dias (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Curta

  • A galinha que burlou o sistema
  • A Idade da Inocência
  • A Noite dos Palhaços Mudos
  • Amores (In)versos
  • Animador

Serviço

IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema
Local: Teatro do Sesi São Paulo (Av. Paulista, 1.313 – Metrô Trianon-Masp)
Data e horário: 11 de junho, terça-feira, às 20h (somente para convidados)
Informações: (11) 3146-7405 / 7406
Para confirmar presença, acesse:
http://www.sesisp.org.br/Cultura/premio-cinema-2013-contato.htm