Projeto Shakespeare 450 anos estreia em Campinas com lotação máxima

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Campinas

Para comemorar os 450 anos de nascimento do dramaturgo inglês William Shakespeare (1564-1616), o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) promove o projeto Shakespeare 450 Anos. A instituição vai levar a 15 municípios do estado cinco montagens do autor, em 55 apresentações gratuitas. Entre as estreias que aconteceram neste sábado (02/08), o Teatro do Sesi-SP de Campinas recebeu o espetáculo Ricardo III.

Com a plateia lotada, a Cia. da M.A.T.I.L.D.E. apresentou a trama sobre os bastidores do poder, que tem como figura central Ricardo, o duque de Gloucester, que realmente governou a Inglaterra de 1483 a 1485. Para chegar ao trono, o protagonista trama assassinatos, casa por interesse e trai familiares e aliados.

“A encenação dessa montagem do Ricardo IIItem como foco o desmascaramento do jogo político”, explicou o diretor do espetáculo, Marcelo Lazzaratto. “Temos uma arena, o que rompe com a relação convencional palco-plateia e se debruça sobre o espectador para reforçar a ideia de que tudo que está acontecendo nos meandros do castelo está às claras”, disse. “É bastante significativo para a época que vivemos hoje.”

Lazzaratto: “A encenação dessa montagem do Ricardo III tem como foco o desmascaramento do jogo político”. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Lazzaratto: “A encenação dessa montagem do Ricardo III tem como foco o desmascaramento do jogo político”. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Ricardo III foi a primeira peça do projeto Shakespeare 39, que tem como intuito montar as 39 peças do autor num prazo de dez anos e estreou em 2013. “Agora fomos convidados pelo Sesi-SP para fazer parte desse projeto maravilhoso, com peças gratuitas. Aproximar o público do Shakespeare é sempre muito importante”, disse Lazzaratto.

Vencedor do Prêmio Shell pela sua interpretação do protagonista de Ricardo III, o ator Chico Carvalho destacou a sua experiência com Shakespeare. “Por uma sorte do destino, tive a chance de emendar uma peça de Shakespeare na outra. Primeiro fiz Hamlet e, na sequência, veio o convite para Ricardo III”, explicou. “Foi maravilhosa a experiência de fazer esse personagem porque ele transita em faces diferentes. Além de levar um texto clássico para os tempos de hoje, que tem a ver com o nosso momento.”

Carvalho (ao centro, ajoelhado): texto clássico que tem tudo a ver com os nossos tempos. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Carvalho (ao centro, ajoelhado): clássico que tem tudo a ver com os nossos tempos. Foto: Beto Moussalli/Fiesp


Carvalho também elogiou o projeto do Sesi-SP. “Deveria haver mais iniciativas como essa. Participei de outras jornadas teatrais do Sesi-SP pelo interior, é incrível”, afirmou. “Ainda mais uma história como Ricardo III, que traz discussões como qual é o nosso papel como personagem pública e o que significa estar no poder, reconhecendo que a ganância é uma qualidade humana.”

Com a palavra, o público

O público lotou o Teatro do Sesi-SP Campinas e aplaudiu de pé a montagem de Ricardo III. O casal de professores Regis Calvi, de 30 anos, e Ana Rosa, de 29 anos, aprovou o espetáculo e a estrutura do teatro. “Fiquei surpresa com a qualidade de som, iluminação e toda a montagem. É a primeira vez que eu venho ao teatro do Sesi-SP, pretendo voltar”, disse Ana Rosa.

“Foi um excelente trabalho dos atores. A gente não tem a oportunidade de ver peças desse nível, ainda mais com entrada gratuita. É padrão Sesi e Senai de qualidade. Um grande incentivo à cultura”, completou Calvi.

Para o publicitário Felipe Barcelos de Carvalho, de 24 anos, foi um espetáculo muito interessante. “Desde o formato do cenário até a atuação do elenco, foi sensacional”, disse. “O Sesi-SP sempre tem peças muito boas, selecionadas com cuidado”.

O espetáculo também surpreendeu positivamente os atores Ernani Siquinel e Carolina Rocha Santos, ambos de 26 anos. “Já tinha ouvido falar bem da peça e gostei muito. É um trabalho maravilhoso dos atores, com uma interpretação muito precisa” disse Siquinel, que mora em Santos, onde já participou até de cursos de teatro no Sesi-SP e aproveitou a oportunidade de estar em Campinas para ver Ricardo III.

Carolina disse que a peça despertou seu interesse por Shakespeare. “Amei o espetáculo. É uma grande oportunidade que o Sesi-SP proporciona para a gente poder ter teatro de tão boa qualidade, de graça. Até passei a gostar mais de Shakespeare”.

Shakespeare 450 anos

De 2 de agosto a 16 de novembro, o Sesi-SP leva, pela primeira vez, a 15 municípios paulistas, cinco espetáculos do dramaturgo em gêneros como dança, comédia, clown e musical para todas as idades. A entrada é gratuita.

Participam do Projeto Shakespeare 450 anos as cidades de Bauru, Birigui, Campinas (Amoreiras), Cruzeiro, Itapetininga, Jundiaí, Marília, Mauá, Piracicaba, Presidente Prudente, Rio Claro, São José do Rio Preto, Sumaré, Tatuí e Taubaté.

Confira a programação completa no site da iniciativa. Para acessar, só clicar aqui.