Meninas do Sesi-SP embalam segunda vitória seguida e agora miram a Copa Brasil

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096373

Suelen ganha o troféu Viva Vôlei. Foto: Lucas Dantas/FIESP

Foi uma má-fase que passou e as meninas estão de volta. Na noite desta sexta-feira, a equipe feminina de vôlei do Sesi-SP derrotou o São Caetano por 3 sets a 0 (parciais de 21/13; 21/14; 21/17), devolvendo a derrota do primeiro turno e conquistando mais três importantíssimos pontos na tabela. Não só para efeito de classificação, o time ganhou uma posição subindo para o sexto lugar, com 22 pontos, mas para expurgar de vez a nuvem negra que pairava sobre a equipe.

Ganhadora do troféu Viva Vôlei da noite, a líbero Suelen, com defesas incríveis, afirmou que com as vitórias volta também a alegria, mas não se pode esquecer o que passou e ainda precisa corrigir muita coisa. “A parada foi boa, viemos com a cabeça diferente, tivemos pouco tempo de trabalho, mas aproveitamos muito bem. Não vamos falar que está tudo bem, tem coisa para consertar ainda, mas estamos no caminho certo. A vitória é muito bem vinda, ameniza muitas coisas que falam, mas ela não apaga tudo. Estamos no caminho certo e assim retomamos a confiança e vamos nos reencontrando”, disse a “craque” do jogo.

Agora, o Sesi-SP dá uma parada e começa a pensar na Copa Brasil, competição relâmpago que dá vaga no Sul-Americano de clubes, e que será disputada em Maringá de 16 a 18 de janeiro. A primeira partida será contra o Praia Clube e é eliminatória. O time começou o jogo com Dani Lins, Fabiana, Dayse, Ivna, Bia e Pri Daroit, além da líbero Suelen. Com 12 pontos, a oposta Ivna foi a maior pontuadora.


O Jogo

O Sesi-SP abriu os trabalhos com Pri Daroit, mas logo o São Caetano empatou em bloqueio de Ivna para fora. Em lance que  arbitragem marcou dois toques de Suelen, as rivais viraram, mas coube a Ivna e Daroit botar o time da casa na frente de novo. E nessa toada a partida seguiu, com um time passando o outro e devolvendo a liderança em seguida. Até que em jogada pelo meio, Fabiana cortou forte e fechou o primeiro tempo técnico para o Sesi-SP em 07/06.

Após a conversa com seus treinadores, o Sesi-SP voltou melhor e abriu dois pontos de vantagem, conseguindo mais tranquilidade.

Mas o momento do set foi o rally que deu ao time da casa o segundo tempo técnico. A central do São Caetano Roberta parou no bloqueio de Fabiana e Dani, mas a bola ia caíndo na quadra do Sesi, quando a mesma Fabiana salvou para trás. Pri Daroit foi no fundo buscar, mas mandou a bola direto nas mãos de Roberta, que bateu forte, porém Suelen estava atenta para fazer uma defesa incrível.

Dani passou para o outro lado e na hora de decidir, a ponteira rival Thais cortou para fora, dando o ponto para o time da indústria, muito comemorado pela torcida na Vila Leopoldina. A passagem descontrolou as adversárias que viram o Sesi-SP disparar e abrir seis pontos de vantagem com Dayse, a maior pontuadora da etapa, atacando e bloqueando com perfeição pela ponta, fazendo 19 x 13.

Bia também mostrou suas credenciais na rede e com um bloqueio certeiro marcou 20/13. E com erro de ataque de Sabrina, o time da casa fechou em 21/13 em 20 minutos.

O segundo set já começou com Bia voando pelo meio e abrindo o placar. Porém, a equipe errou seguidamente e o São Caetano aproveitou para fazer 01/03.

A vantagem não durou muito tempo. Ivna, na saída de rede, explodiu a bola no peito de Sabrina e empatou. A mesma Ivna em seguida virou com outra pancada indefensável. Thais, do São Caetano, sacou na rede e o Sesi-SP pegou o primeiro tempo técnico do set, em 07/06.

Com 12 x 09 para o time da Vila, Pri saiu machucada para entrada de Suelle e logo no seu primeiro lance, a camisa 4 fechou a rede e, de bloqueio, marcou o 13º ponto da equipe. O segundo tempo técnico veio em mais um erro das rivais, o quinto no set, marcando 14/09.

Com calma e segurança da gordura acumulada, o Sesi-SP, com ataques de Ivna e bloqueios de Suelle, foi ampliando a diferença até fechar em 21/14, com Fabiana explorando o bloqueio em 23 minutos.

O terceiro set não fugiu à regra. As duas equipes lutaram no ponto a ponto no início, e o time da casa aproveitou mais um erro das rivais para fechar o primeiro tempo técnico em 07/06. Mas o jogo seguiu bem equilibrado, sem que nenhuma equipe conseguisse escapar no placar.

Os erros diminuíram e o São Caetano se achou na partida, forçando pedido técnico de Talmo quando estava 12/13. As orientações do treinador funcionaram e o Sesi-SP virou para 14/13, fazendo o segundo tempo técnico. Com a pausa, a equipe de Talmo voltou com mais gás e conseguiu, finalmente, abrir espaço fazendo 17/15 após bloqueio de Ivna. E com Fabiana, mais uma vez decisiva pelo meio e aproveitando erro de recepção das rivais, fechou em 21/17 em 25 minutos, marcando 3/0.

No polo aquático, Sesi-SP fica com vice-campeonato inédito na Liga Nacional

Agência Indusnet Fiesp

Na final da VI Liga Nacional de Polo Aquático, o time masculino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) fez uma ótima partida na tarde de sábado (14/12) diante do Fluminense, mas não conseguiu superar a maior experiência da equipe carioca, que venceu o jogo por 13 a 9, com parciais de 3-2, 4-3, 2-2

Com o resultado, o Sesi-SP ficou com o vice-campeonato, melhor participação de sua equipe desde que começou a participar da Liga Nacional. O presidente do Sesi-SP e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, entregou o troféu e as medalhas de prata aos atletas e comissão técnica. O Fluminense, com 15 vitórias em mesmo número de jogos, conquistou o tricampeonato da competição.

O jogo foi marcado pelo duelo entre dois craques: Tony Azevedo (Sesi-SP) e Felipe Perrone (Fluminense). O carioca, que participou de duas edições dos Jogos Olímpios pela seleção da Espanha, marcou cinco gols e desequilibrou na decisão. Já Azevedo fez quatro gols.

Na análise de Azevedo, principal reforço do Sesi-SP para a temporada, a equipe fez três quartos incríveis, mas não é fácil enfrentar um time com a experiência do Fluminense. “Acho que, com poucos mais anos, o Sesi-SP pode ser uma superpotência no polo aquático.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096373

Tony Azevedo (8) marcou quatro gols no jogo. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

O técnico da equipe, André Avallone, disse que o Sesi-SP perdeu para o melhor time do campeonato. “Realmente o Fluminense é muito superior. Um time de estrelas. Nós, um time jovem, mais a experiência do Tony”, avaliou, acrescentando que depois da expulsão do capitão, Rudá, o time deu uma caída.

Ao final da partida, Paulo Skaf cumprimentou o time pelo resultado. “Segundo lugar é muito bom. O Fluminense jogou bem. Estou muito orgulhoso do nosso time polo aquático”, afirmou o presidente, depois de observar que a entrada do Sesi-SO deu um outro panorama para o polo aquático no Brasil. “Hoje temos quase 1000 jovens praticando polo aquático e há poucos anos não tínhamos nenhum. Isso só nos nossos alunos.”

De acordo com o diretor de Esporte e Qualidade de Vida do Sesi-SP, Alexandre Plufg, a campanha foi excelente. “São mais de 10 anos que as finais ficam no eixo entre Fluminense e Pinheiros. Dessa vez a equipe do Sesi-SP conseguiu quebrar esse paradigma e fazer uma final. Jogaram muito bem. O jogo foi equilibrado até o terceiro quarto”, comentou, observado a dificuldade de enfrentar um Fluminense repleto de jogadores de nível internacional. “Nosso time é 100% com garotos categoria de base. Só o Tony que veio para complementar o time nessa temporada. E o time foi muito guerreiro. O esporte é assim. Tem dia que você ganha e tem dia que você perde. Mas o importante é o exemplo que eles vão dar para a garotada.”

Grummy, um dos destaques do Sesi-SP, disse acreditar que a campanha foi muito boa. “A gente veio numa crescente na competição. Fizemos bons jogos e, às vezes, por falta de experiência, deu uma ‘abaixadinha’ no nível. Hoje foi no detalhe. Demos um bom exemplo para a criançada. Agora é continuar trabalhando para se Deus quiser melhorar ainda mais essa campanha.”

Segundo Azevedo, ver um jogo como esse incentiva as crianças e os jovens. “Isso é muito importante para as crianças: ídolos”, resumiu, acrescentando que a estrutura do Sesi-SP é similar à que estava acostumado a ver na Europa, onde jogou muitos anos.

Marcaram pelo Sesi-SP Tony Azevedo (4), Rudá Franco (2), Gabriel Salgado (1), Antonio Inserra (1) e Gustavo “Grummy” Guimarães (1). Pelo Fluminense, assinalaram gols Felipe Perrone (5) Kiko Perrone (3), Bernardo Gomes (2), Josip Vrilic (1), Ádria Delgado (1) e Bernardo Braga (1).

Equipes de vôlei do Sesi-SP realizam campanha de arrecadação de alimentos

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096373

Lorena, Cleber e Sidão divulgam a campanha.

Exemplos dentro e fora de quadra, os jogadores das equipes de vôlei feminino e masculino do Sesi-SP contam com o apoio da torcida na Campanha do Alimento – Ação Beneficente Sesi Esporte.

O projeto, idealizado pelos atletas do Sesi-SP, prevê a arrecadação de alimentos não perecíveis durante os jogos da Superliga de Vôlei 2012/13 realizados no ginásio do Sesi Vila Leopoldina, na capital. Os torcedores poderão trocar ingressos por um quilo de mantimento.

Os alimentos arrecadados serão doados para a Casa do Pequeno Cidadão Nossa Senhora da Aparecida, instituição filantrópica (localizada na Rua Aliança Liberal, 84, Vila Leopoldina, São Paulo), que acolhe crianças com idade entre zero e 14 anos, afastadas de suas famílias por meio de medida protetiva.

Entusiasta do projeto, o líbero do Sesi-SP e medalhista olímpico Serginho acredita que o apoio dos torcedores da indústria paulista será fundamental para o sucesso da campanha: “ Espero que todo mundo ajude estas crianças com alimentos e itens básicos, como xampu, sabonete, papel higiênico, mas principalmente com comida. Vá à Vila Leopoldina torcer e seja solidário”.
Participe você também deste projeto!

Leia mais

Na disputa do tie-break, Medley/Campinas vence o Sesi-SP

Com um inicio de temporada atípico na Superliga Masculina de Vôlei, a equipe do Sesi-SP somou a sua segunda derrota na temporada. Em clássico do voleibol brasileiro, a equipe do técnico Giovane Gávio não resistiu à pressão do time do Medley/Campinas, que venceu a partida por 3 sets a 2. Parciais: 23/25, 25/22, 19/25, 25/21 e 15/13, em 2h18 de jogo, realizado nesta quinta-feira (29/11),  no ginásio do Taquaral, em Campinas.

O oposto Lorena foi o principal pontuador do Sesi-SP na partida, com 21 finalizações. Um ponto a mais que o também ponteiro Murilo, outro grande destaque da partida.

Durante a partida, o time do técnico Giovane Gávio cometeu muitos erros de saque e bloqueio, falha esta aproveitada pelo time adversário, que, além disso,  soube neutralizar as jogadas de ataque do Sesi-SP, fator decisivo para vitória da equipe de Campinas.

Em busca da sua reabilitação no campeonato, o time do técnico Giovane Gávio entra em quadra nesta sábado (04/12) contra o Vôlei Futuro, no ginásio Plácido Rocha.

Ficha técnica

Medley/Campinas: Jurquin, Gustavão, Rodriguinho, Rivaldo, Renato Russomano, Roberto Purificação e Alan (líbero)
Entraram: Murilo Radke, Franco, João Rafael, Diogo e Nicolas
Técnico: Marcos Pacheco

Sesi-SP: Cléber, Tiago Barth, Lorena, Murilo, Sidão, Sandro e Serginho (líbero)
Entraram: Léo, Leandro, Ary, Mão e Thiago
Técnico: Giovane Gávio

Com Murilo e Serginho de volta, Sesi-SP busca a 13ª vitória seguida e a classificação antecipada para as semifinais

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp 

O técnico Giovane Gávio não pode reclamar. O time masculino de vôlei do Sesi-SP lidera o Campeonato Paulista com indiscutíveis 12 vitórias em 12 jogos (com apenas cinco sets perdidos) e pode se garantir na semifinal já na próxima partida, com uma rodada de antecedência. Além do retrospecto excepcional, o técnico ainda contará com a volta de dois jogadores que desde março não vestem a camisa do time em uma partida oficial. Depois do conquistar a medalha de prata nas Olimpíadas de Londres, Murilo e Serginho voltam ao time contra o Vôlei Futuro, nesta quarta-feira (26), às 20h, no Ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba. O jogo terá transmissão do SporTV.

Apesar de relacionados, os dois jogadores não tiveram a titularidade confirmada por Giovane, que prefere ir com calma para evitar alguma lesão inesperada. “Eles estão voltando agora. Seu último jogo foi pela seleção e então tiraram férias. Já faz um tempo que não entram em quadra e o jogo será contra o terceiro colocado do campeonato. Precisa ter calma, mas só o fato de já estarem relacionados dá uma alegria enorme”, declarou o técnico.

Serginho também está ansioso. O líbero está à disposição de Giovane para toda a partida, mas sabe que a falta de ritmo pode influenciar na sua escalação. “Estou feliz por voltar, ainda mais contra um time bom e que investiu bastante no vôlei recentemente. Ainda estou sem ritmo, mas estou pronto para a partida inteira. Se vou jogar, aí depende do Giovane”.

Para o Sesi-SP garantir a primeira colocação na tabela, basta apenas vencer dois sets, não importando o resultado final. Porém, o objetivo não é outro que não a vitória para continuar com uma campanha irretocável até aqui. “Vamos para a vitória. A classificação já está garantida e podemos ainda conseguir uma bela vantagem se terminarmos na ponta, mas chegamos naquele estágio que o time que vencer mais e se superar. Também tem o adversário que quer acabar com a invencibilidade, então temos que entrar mais concentrados ainda”, declarou Giovani.

Após o jogo contra o Vôlei Futuro, a equipe do Sesi-SP fechará a primeira fase em casa contra o Medley/Campinas, sábado, às 21h. Os jogos da semifinal serão nos dias 04, 06 e 09 (se necessário), ainda sem mando de campo definido.

Serviço:

Vôlei Futuro x Sesi-SP
Data – 26 de setembro de 2012 às 20h – Transmissão SporTV
Local – Ginásio Municipal de Esportes Dr. Plácido Rocha – Rua Coelho Neto s/n, Vila Santa Maria, Araçatuba, São Paulo

Sesi-SP derrota o Climed/Atibaia e chega à 11º vitória no Paulistão

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Onze partidas. Onze vitórias. Essa é a trajetória da equipe de vôlei masculino do Sesi-SP, líder isolado do campeonato paulista. Com o apoio da torcida, que compareceu ao ginásio do Sesi Vila Leopoldina, na noite desta terça-feira (18/09), o time do técnico Giovane Gávio derrotou o Climed/Atibaia por 3 sets a 0 (25/19, 25/17 e 26/24), em partida válida pela 4ª rodada do returno do Paulistão.

O resultado mantém o Sesi-SP na liderança isolada da competição, com 31 pontos – cinco a mais que o segundo colocado, o time do Medley/Campinas. Já a equipe de Atibaia permanece na quinta colocação, com 14 pontos: quatro vitórias e cinco derrotas.

Nesta quinta-feira (20/09), o time do técnico Giovane Gávio enfrenta o BMG/São Bernardo, às 18h30, no ginásio do Sesi Vila Leopoldina. A partida será transmitida pelo canal SporTV.

Leia mais

Acompanhe as notícias de esporte do Sesi-SP no site: www.sesisp.org.br

Sesi-SP perde para Sollys/Nestlé no Paulistão e termina primeira fase na terceira colocação

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Em jogo válido pela última rodada da fase inicial do campeonato paulista, o ginásio do Sesi Vila Leopoldina se transformou em um caldeirão na manhã deste sábado (15/09). Em quadra, duas potências do voleibol feminino brasileiro: Sesi-SP e Sollys/Nestlé.

Campeonato paulista de vôlei feminino. Sesi-SP x Sollys/Nestlé. Foto: Everton Amaro

Sesi-SP termina 1ª fase do Paulistão na vice-liderança. Foto: Everton Amaro

Mesmo jogando em casa, o Sesi-SP não suportou o volume de jogo do time adversário e acabou perdendo por 3 sets a 0 (26/24, 25/16 e 25/21). Com o resultado, a equipe encerra a primeira fase do paulistão na terceira colocação, com 12 pontos. Invicto na competição, o time de Osasco é lider isolado da competição.

A partida marcou a estreia da oposta Tandara e o retorno da levantadora Dani Lins, ambas medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

O técnico do Sesi-SP, Talmo de Oliveira, exaltou a qualidade da equipe adversária – o Sollys/Nestlé conta com quatro titulares da seleção brasileira (Jaqueline, Sheila, Fê Garay e Taisa, além da reserva Adenízia). Mas acredita que suas atletas estarão mais entrosadas no retorno.

Em seu retorno ao time do Sesi-SP, a levantadora Dani Lins disse acreditar que a ausência de atletas como a líbero Michele e a atacante Sassá comprometeu o rendimento do time e mostrou otimismo com o desempenho da equipe no decorrer da competição.

“A gente fez um jogo bom hoje e conseguiu manter a frente em alguns momentos. A quantidade de treino que fizemos com esta equipe foi pouca, já que as campeãs olímpicas tiveram folga após a conquista do ouro [a própria Dani Lins, Fabiana e Tandara]. Mas sabemos que para ganhar da gente o adversário vai ter que suar muito. E foi o que aconteceu hoje. Temos ainda muita coisa para corrigir. Esperamos conseguir isto no segundo turno”, afirmou.

O jogo

No inicio do primeiro set, o Sesi-SP conseguiu abrir três pontos de vantagem (12/09), mas falhas no bloqueio permitiram que o time de Osasco virasse o placar (16/ 15). A equipe do técnico Talmo de Oliveira conseguiu empatar (22/22), mas a reação não foi suficiente – Sollys/Nestlé fechou em 26/ 24 em 32 minutos de jogo.

Aparentemente desconcentrada depois do revés inicial, a equipe do Sesi-SP não fez um bom segundo set. Logo de início, o Sollys/Nestlé abriu três pontos (04/01). Com as orientações da oposta e capitã Elisângela, o Sesi-SP reagiu e conseguiu o empate (05/05), mas o bloqueio mostrou dificuldades para impedir as viradas de bola adversárias. O Sollys/Nestlé ampliou em seis pontos a vantagem no placar (15/09) e venceu a parcial por 25/16, em 26 minutos de jogo.

No terceiro set, o mais disputado da partida, o Sollys/Nestlé começou à frente no placar, mas o Sesi-SP virou com jogadas rápidas da central Fabiana (13/10). O equilíbrio permaneceu (17/17) e o Sesi-SP chegou a abrir dois pontos de vantagem (20/18). Mas prevaleceu o bom entrosamento das visitantes: 25/21 no terceiro set, 3 sets a 0.

Sesi-SP é líder isolado do Campeonato Paulista de Vôlei Masculino

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

A sétima rodada do Campeonato Paulista de Vôlei Masculino foi marcada pelo clássico entre as duas principais equipes de voleibol paulista. Em quadra, Sesi-SP e Medley/Campinas promoveram uma disputa acirrada pela liderança isolada do Paulistão.

Em ótima fase, a equipe do técnico Giovane Gávio venceu o time campineiro por 3 sets a 1. Parciais 27 a 25, 25 a 22, 22 a 25 e 25 a 17, neste sábado (01/09), no ginásio do Taquaral.

Com o resultado, o Sesi-SP permanece invicto na competição e assume a liderança isolada do Paulistão, com 19 pontos. Já o time do Medley/Campinas permanece na 2ª colocação, com 15 pontos.

Na próxima rodada, o Sesi-SP contará com o apoio da sua torcida na partida contra o São Caetano, que acontecerá no dia 06 de setembro (quinta-feira), às 18h, no ginásio do Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo.

Leia mais


Cesar Cielo elogia a estrutura do Sesi Vila Leopoldina

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

O medalhista olímpico Cesar Cielo em competição no Sesi Vila Leopoldina

Eleito o melhor atleta de nível técnico da 41ª edição do Troféu José Finkel de Natação, o nadador Cesar Cielo elogiou a estrutura do Sesi-SP Vila Leopoldina, anfitrião do evento encerrado neste sábado (25/08). “Gostei bastante da piscina, ela é rápida, bastante gente nadou bem”, comentou Cielo ao conversar com a reportagem.

“Espero que tenham mais competições aqui e que a gente utilize mais este espaço, que ficou muito bonito e muito prático para nós. Espero que tenha sido o primeiro de muitos campeonatos que a gente tenha aqui”, completou o nadador, campeão olímpico nos 50 metros livre (Pequim-2008) e bronze em Londres-2012 na mesma prova.

Para o supervisor de natação do Sesi-SP, Nilson Garbaz, quando a unidade na Vila Leopoldina se propôs a receber a competição, o objetivo era  o de oferecer uma estrutura no padrão visto em competições internacionais.

“Nós provamos que o Sesi-SP tem condições de sediar o mais importante campeonato de natação. As nossas instalações e piscinas comportaram os medalhistas olímpicos. Isso foi fundamental para mostrar para natação que nós somos uma equipe forte, poderosa e com um grande futuro pela frente”, afirmou Garbaz.


Leia mais

Vôlei feminino do Sesi-SP vence mais uma: 3 a 0 sobre Pinheiros pelo campeonato paulista

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Alunos do Sesi da região de Bauru posam com jogadoras do time feminino do Sesi-SP

Jogando em casa, a equipe feminina do Sesi-SP venceu na manhã deste sábado (25/08), no ginásio da Vila Leopoldina, o time do Esporte Clube Pinheiros por 3 a 0 (parciais de 25/22, 25/19 e 25/10), pelo campeonato paulista de vôlei.

Com o resultado, a segunda vitória em dois jogos, a equipe do Sesi-SP se mantém na liderança, com seis pontos. O próximo compromisso é diante do São Caetano, na quinta-feira (30/08), às 18h, também na Vila Leopoldina.

O time do técnico Talmo de Oliveira manteve um bom volume de jogo durante os três sets, demonstrando evolução em relação à final da Copa São Paulo duas semanas atrás (em 11/08), quando também superara o Pinheiros. Os destaques foram as atacantes Elisangela (23 pontos), Suelle (22 pontos) e Ingrid (20 pontos).

“Agora que terminou parece fácil, mas fizemos o jogo ser assim. Cometemos poucos erros, estávamos focados e o time soube se comportar muito bem. Para o próximo jogo [São Caetano] pegaremos uma equipe muito mais entrosada e com ritmo, pois vem de competições que estão disputando há mais tempo”.

O jogo contou com a presença de 160 alunos do Sesi da região de Bauru. O Sesi Vila Leopoldina realiza agendamento de grupos nos jogos dos times masculino e feminino.

Veja também


Confira o resultado dos atletas do Sesi-SP no Troféu José Finkel de Natação

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

No quinto dia de competições do Troféu José Finkel de Natação, a piscina do Sesi Vila Leopoldina recebeu na manhã desta sexta-feira (24/08) grandes nomes da natação brasileira, como as atletas olímpicas Fabiola Molina e Joana Maranhão e os medalhistas dos Jogos de Londres Cesar Cielo e Thiago Pereira, que nadaram ao lado de novas promessas da modalidade esportiva.

Cesar Cielo foi o 1º colocado geral na prova dos 50 metros borboleta, com o tempo de 23s95, um centésimo acima do índice masculino para disputa do Campeonato Mundial, em Istambul. Thiago Pereira garantiu, com facilidade, uma vaga na semifinal dos 200 metros medley, com o tempo de 1m58s57.

Na prova dos 50 metros borboleta, a atleta do Sesi-SP e campeã paulista, Gabriela Lima da Silva, foi a 6ª colocada da sua bateria, com a marca de 29s06. A nadadora da indústria paulista, Suzan Karen Oro, também foi a 6ª colocada da sua série, com 28s76. Nesta tarde, as atletas voltam participam da prova do revezamento 4×100 metros livres.

Na disputa dos 100 metros costas, Gabriela ficou com a 6ª colocação da sua bateria, marcando 1m6s28. A eliminatória contou também com a participação de Raine Rodrigues Almeida, que ficou na 6º colocação da sua série, com o tempo de 1m06s66.

Estreia

Em sua estreia no campeonato brasileiro, o nadador do Sesi-SP, Leonardo Castilho dos Santos, conseguiu o 4º colocado da sua bateria nos 200 metros medley, com a marca de 2m9s53. O resultado agradou o atleta, campeão paulista na modalidade.

“Pensei que não ia conseguir um resultado tão bom assim e fiquei muito satisfeito, pois estava desde segunda sem nadar. Minha meta era fazer 2m10s e acabei fazendo 2m09″, comemorou. Nesta tarde, Santos participa do revezamento 4×100 metros livres.

Felipe Dias de Oliveira, que também participou da prova dos 200 metros medley, terminou na 7º colocação da sua série, com a marca de 2m11s63.

Leia mais

Troféu José Finkel: Sesi-SP não avança nos 200m borboleta, mas está na final dos 50m costas

Edgar Marcel, Agência Indusnet Fiesp

Nesta quinta-feira (23/08), quarto dia do Troféu José Finkel de Natação 2012 realizado na unidade do Sesi Leopoldina, os atletas do Sesi-SP, Susan Karen Oro e Alan Galacini, não conseguiram passar das eliminatórias dos 200 metros borboleta. Susan ficou em 4° lugar com o tempo de 2m21s27, e Alan em 7° com a marca de 2m04s80.

“As duas provas estavam super fortes e eles fizeram seu melhor, mas não se classificaram para a final”, afirmou Fernando Possenti, técnico de natação do Sesi-SP. “Estamos em um campeonato adulto com uma equipe juvenil, que concorre com atletas de nível olímpico, e nosso mérito é ter classificado 13 atletas da casa para participar do torneio”, ressaltou.

A participação do Sesi-SP, porém, hoje não termina aí. No final do dia, por volta das 18h30, acontece a final dos 50 metros costas, na qual participa a jovem Gabriele Lima Silva, de 16 anos. Ela se classificou com o 7° melhor tempo na semifinal.

“Gabriele é a nadadora mais jovem desta final e vai disputar com nadadoras experientes, como a que cravou o primeiro tempo na semifinal, de 24 anos, veterana do mundial de piscina curta em Dubai dois anos atrás”, considerou Possenti.

Troféu José Finkel: atleta do Sesi-SP garante vaga na final dos 50m costas feminino

Talita Camargo e Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

No terceiro dia de competição do Troféu Jose Finkel de Natação, a atleta do Sesi-SP Gabriele Lima da Silva garantiu vaga na final dos 50 metros costas.

A nadadora de 17 anos competiu nesta quarta-feira (22/08) com o tempo de 29s14, abaixo da marca nas eliminatórias (29s09), mas o suficiente para ficar com o sétimo tempo geral e sair na raia 1 na final desta quinta-feira (23/08), no Sesi Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo.

O melhor tempo das semifinais foi de uma atleta do Flamengo, Etiene Pires Medeiros, com 26s99, novo recorde da competição. A segunda foi Kelly Marie Subbins, também do clube carioca, com 28s36. Isabela Vicente Silva, do Corinthians, ficou em terceiro, com 28s92.

Ainda nessa prova, competiram nas eliminatórias outras atletas da entidade da indústria: Raine Rodrigues Almeida (30s91) e Olívia Blaya Frutuoso Salome (30s40). Também do Sesi-SP, Tayna Aparecida Santos disputou os 100 metros medley (01m10s94).

No masculino, brilha o medalhista olímpico

Nas provas masculinas, as atenções ficaram com Thiago Pereira. O medalhista olímpico (prata nos 400 metros medley em Londres-2012) bateu recorde sul americano no 100m medley, com 52s25. O recorde antigo de Thiago Pereira era de 52s35, em 2010.

Na mesma prova dos 100 metros medley, pela manhã, o atleta do Sesi-SP Jhonathan Mendes Silva fez o tempo de 1m01s45, competindo na raia ao lado do medalhista olímpico Thiago Pereira, que ganhara a bateria com facilidade, no tempo de 54s38.

Ainda nos 100 metros medley, o atleta do Sesi-SP Alan Galacini ficou em quarto lugar de sua bateria, com 1m00s53. Participaram dessa mesma disputa mais dois atletas do Sesi-SP: Vitor de Paula Lima Mafisolli (1m00s94) e Felipe Dias de Oliveira (58s82).

Pela manhã, o destaque foi para o nadador Guilherme Guido, do Esporte Clube Pinheiros. Ele superou seu recorde sul-americano do 50 metros costas, nadando em 23s31. Com o tempo atingido, Guido conseguiu o índice para o mundial de curta (23s74). Daniel Orzechowski, outro atleta do Pinheiros, também garantiu vaga para o mundial com o tempo de 23s71.

Clique aqui para ver a programação completa do campeonato.

Leia mais 

Equipe do Sesi-SP participa da prova de revezamento 4×50 metros livres

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Equipe feminina de natação do Sesi-SP no Troféu José Finkel, na disputa dos 4x50 metros livres


Esperança de medalha do Sesi-SP na disputa do Troféu Jose Finkel de Natação, as atletas da indústria paulista Sabrina Jacob Todão, Gabriele Lima da Silva, Olivia Blaya Frutuoso Salome e Suzan Karen Oro garantiram, nesta segunda-feira (20/08), a 10ª colocação geral do revezamento 4×50 metros livres, com o tempo de 1m47s79, no Sesi Vila Leopoldina. O primeiro lugar ficou com a equipe do Flamengo, com o tempo de 1m38s52.

Atual campeã brasileira, a nadadora Susan Karen Oro está muito otimista com a disputa das provas dos 100 e 200 metros borboletas, que acontece nesta terça-feira (21/08): “É muito legal participar deste torneio, principalmente porque a competição é na nossa casa, onde a torcida é maior. Quero tentar chegar à final e abaixar o meu tempo”, disse a atleta.

Já a equipe masculina do Sesi-SP terminou a prova do revezamento 4×50 na 11º colocação. O primeiro lugar ficou com a equipe do Flamengo, liderada pelo medalhista Cesar Cielo, que quebrou o recorde sul-americano, com o tempo de 1m38s52.

O atleta do Sesi-SP, Alan Galacini, acredita que a convivência com os atletas da seleção brasileira proporcionará um grande aprendizado: “Graças ao Sesi-SP que a gente está aqui hoje, nesta competição, que é a mais importante do ano. A estrutura do Sesi-SP é uma das melhores do Brasil e eles estão apoiando bastante. Nesta competição, eu vou ganhar experiência e observar os atletas medalhistas na piscina, como o Cielo, e aprender um pouco mais”.

Clique aqui para ver a programação completa do campeonato.

Leia mais

Paulo Skaf e Walter Vicioni participam da cerimônia de abertura do Troféu José Finkel

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP), Paulo Skaf, e o presidente da Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos (CBDA), Coaracy Nunes Filho, participaram nesta segunda-feira (20/08) da cerimônia oficial de abertura do 41º Troféu José Finkel de Natação (Brasileiro Absoluto de Inverno), realizado na piscina do Sesi Vila Leopoldina.

Também estiveram presentes ao evento o superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni, o diretor da divisão do esporte do Sesi-SP, Alexandre Pflug, o diretor de obras do Sesi-SP e Senai-SP, Carlos Eduardo Cabanas, e as jogadoras do time de vôlei feminino do Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Paulo Skaf (Fiesp) e Coaracy Nunes Filho (CBDA) entregam medalhas no Troféu José Finkel


Paulo Skaf agradeceu ao presidente da CBDA pela confiança no Sesi-SP para sediar o campeonato mais importante da natação nacional: “É uma satisfação muito grande receber tantos atletas de tantos clubes aqui no Sesi-SP. Quero dar as boas vindas e que vocês sejam bem-vindos a São Paulo e ao nosso Sesi-SP”.

Durante a solenidade, Skaf destacou que o esporte ocupa um papel de destaque na formação dos alunos a instituição. “Tudo isso está acontecendo no campus de uma escola. Nós acreditamos que através da educação é que se transforma o país”, afirmou o presidente das entidades da indústria.

O presidente da CDBA, Coaracy Nunes Filho, agradeceu os esforços promovidos pelo Sesi-SP durante a organização do campeonato nacional. “É com muita alegria e orgulho que a Confederação Brasileira de Desportes aquáticos realiza o seu mais importante evento do calendário de 2012, com a presença dos nossos atletas que estiveram recentemente nos Jogos Olímpicos de Londres. Essa é a melhor forma de homenagear os atletas da natação brasileira. Isto aqui é uma maravilha”, declarou Nunes Filho.

Na ocasião, o presidente da CDBA anunciou que o Sesi Vila Leopoldina será sede do Campeonato Brasileiro de Polo Aquático. “Vamos realizar nesta piscina a liga nacional de polo aquático. O polo aquático é um esporte muito popular aqui no Sesi-SP e vamos realizar outros eventos com a mesma categoria deste torneio. Aqui foi feito tudo de um modo para que os nossos atletas se sintam em casa, com a melhor forma de esporte possível e imaginável”, completou.

Eliminatórias

Na disputa da semifinal dos 50 metros livres, Bruno Fratus foi o primeiro colocado da sua bateria, com o tempo de 21seg73. Seguido por Gabriel Vasconcelos e Marcelo Chierighini, que empataram no segundo lugar com o tempo de 22seg13.

Já o campeão olímpico Cesar Cielo conseguiu baixar seu índice e fechou a bateria com o tempo de 21seg19, seguido por Nicholas dos Santos (21seg40) e Daniel Orzechowski (22seg00).

A final da prova dos 50 metros livres acontecerá nesta terça-feira (21/08).
Nos 200 metros costas, a atleta Joana Maranhão bateu o recorde sul-americano, com o tempo de 2min8seg34.

Clique aqui para ver a programação completa do campeonato.

Leia mais

Equipe do Sesi-SP tem estreantes no Troféu José Finkel de Natação

Flavia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Jovens talentos da natação brasileira e atletas renomados da modalidade esportiva participam, nesta segunda-feira (20/08) do primeiro dia de provas do Troféu José Finkel de Natação, realizado na piscina do Sesi Vila Leopoldina. O torneio é seletiva para o Mundial em Piscina Curta de Istambul, na Turquia, que acontecerá entre os dias 12 a 16 de dezembro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Atleta Sabrina Tostão na prova do Troféu José Finkel

Em sua estreia na competição, a atleta Sabrina Todão ficou com a sétima colocação nas eliminatórias dos 50 metros livres, com o tempo de 27seg10. A prova contou com a presença da nadadora Flávia Delaroli, recordista brasileira da modalidade.

Na prova dos 200 metros costas, a atleta do Sesi-SP, Raine Rodrigues Almeida garantiu a 5ª colocação, com o tempo de 2min23seg59. Já a atleta Gabriela Lima da Silva ficou na 8ª posição, com o tempo de 2min33seg04. Um dos grandes nomes desta modalidade, a nadadora Fabíola Molina participou da competição.

O técnico da equipe de natação do Sesi-SP, Nilson Garbaz se mostrou bastante confiante com o desempenho dos atletas da indústria paulista na competição: “A gente tem uma equipe bastante nova, praticamente uma equipe de base e conseguimos classificar 11 atletas para participar do José Finkel, que é um campeonato absoluto, bastante forte e que serve de seletiva para o Campeonato Mundial. Nossa expectativa é classificar quatro ou cinco atletas para as etapas finais”

Sesi-SP vence primeiro jogo da série de amistosos contra a Austrália

Lucas Dantas – Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Sem cinco jogadores a serviço da seleção brasileira, Sesi-SP venceu Austrália: 3 a 1.

Em amistoso nesta quinta-feira (12/07), em São Paulo, o time do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) deu o ponto de partida na temporada de 2012 ao vencer a seleção da Austrália por 3 a 1 (25/18, 20/25, 25/21 e 25/22).

Mesmo desfalcada, a equipe do técnico Giovane Gávio soube impor seu jogo sobre um adversário completo e na reta final da preparação para os Jogos Olímpicos de Londres-2012.

De acordo com Giovane, a partida serviu para observações e o resultado não foi o mais importante. “Independentemente do placar foi uma boa oportunidade de treinar defesa e algumas jogadas novas, além de entrosar o pessoal. Daqui para frente o objetivo é se preparar para a Copa São Paulo”, afirmou o técnico do Sesi-SP.

As duas equipes voltam a se enfrentar em amistosos no sábado (14/07) às 11h e segunda-feira (16/07) às 19h, no mesmo local, o ginásio da Vila Leopoldina.

Nas duas partidas, o Sesi-SP não contará com os cinco jogadores à disposição da Confederação Brasileira de Vôlei: Murilo, Serginho e Sidão (treinando na seleção brasileira principal para Londres-2012) e Tiago Barth e Tiago “Mão” Welz (ambos na seleção de novos).

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Equipes têm mais dois jogos: sábado (14/07) e segunda-feira (16/07).

No primeiro set, o Sesi-SP comandou o placar. Com boas variações e jogadas que surpreenderam o adversário, a equipe aproveitou o cansaço dos australianos, que chegaram ao Brasil na véspera. Apesar da falta de ritmo, que influenciou a recepção de algumas bolas, o Sesi-SP esteve sempre melhor e fechou o o set com tranquilidade por 25/18.

No segundo set, a seleção da Austrália encaixou as jogadas e manteve uma diferença de quatro a cinco pontos no placar. O Sesi-SP apertou no final, reduzindo a diferença para três pontos (20/23), mas, com 26 minutos de jogo, Yudin empatou a contagem ao encerrar o set em 25/20.

O terceiro set foi emocionante. As equipes começaram se alternando na frente do placar até o Sesi-SP abrir vantagem de quatro pontos (10/06). A Austrália se recuperou e chegou a diminuir a diferença para um ponto. O Sesi-SP soube se controlar e voltou a acertar as jogadas até fechar o set em 25/21.

No disputado quarto set, as equipes não conseguiam abrir vantagem maior do que dois pontos. Com vários ralis emocionantes, o jogo ficou acirrado até a Austrália abrir 20/17 e forçar o pedido de tempo por parte de Giovane. A parada deu certo e o Sesi-SP conseguiu virar e fechar o placar em 25/22.

Acompanhe as notícias de esporte no site do Sesi-SP: www.sesisp.org.br/esporte

Veja mais fotos do jogo no ginásio do Sesi-SP Vila Leopoldina

 

Jogo-exibição une equipes de vôlei masculino e paralímpico do Sesi-SP na Virada Esportiva

Lucas Dantas – Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Partida reuniu equipe de vôlei masculino paralímpica do Sesi-SP e nomes como Montanaro (gestor do vôlei), Giovane Gávio (técnico da equipe masculina) e Talmo de Oliveira (técnico da equipe feminina).

Em agenda que integrou a 6ª Virada Esportiva paulistana, o Sesi-SP promoveu na manhã deste domingo (01/07), em sua unidade na Vila Leopoldina, uma partida inédita entre as equipes de vôlei masculino profissional e paralímpico. As regras aplicadas foram as do vôlei sentado.

Diante de atletas profissionais do Sesi-SP e de nomes que fazem parte da história do esporte brasileiro como  Montanaro (gestor do vôlei), Giovane Gávio (técnico da equipe masculina) e Talmo de Oliveira (técnico da equipe feminina), a equipe paralimpica levou a melhor: 25 a 19, em set único.

O placar, no entanto, pouco importou, segundo Carlos Augusto Barbosa, mais conhecido como Guto, atleta convocado para representar o Brasil nos Jogos Paralímpicos Londres-2012.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Evento fez parte da 6ª Virada Esportiva de São Paulo. Foto: Everton Amaro.

“Jogar contra eles [time profissional] é um prazer muito grande. A pegada é diferente, o deslocamento. Com certeza foi mais difícil para eles, mas tenho certeza que se treinarem também, farão um bom jogo numa próxima chance”, disse Guto, que está contando os dias para ajudar o Brasil na competição mais importante da temporada.

“Ir para Londres gera uma expectativa muito grande. Representar o Sesi-SP é muito bom e importante. Somos 5% da delegação brasileira”, completou Guto.

Derrotado no jogo-exibição, Montanaro destacou a dificuldade de adaptação ao vôlei sentado. “O mais difícil deste jogo é o deslocamento. É natural da gente se levantar e tentar o movimento, mas não é permitido. E como estamos acostumados a correr, fica bem difícil acompanhar”, explicou o gestor do vôlei do Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Giovane Gávio, técnico da equipe masculina, participou do jogo representando a equipe de vôlei profissional.

Montanaro expressou orgulho ao falar da convocação dos atletas do Sesi-SP para as competições olímpica e paralímpica. “Qualquer atleta que consegue índice olímpico no Brasil é um herói. Para conquistar uma vaga, o trabalho começa lá na infância. Para os paralímpicos é mais difícil ainda. A superação deles é comovente. É uma lição de vida.”

O medalhista de prata em Los Angeles-84 comentou ainda sua expectativa para o futuro. “Espero que com esses grandes eventos que teremos no Brasil [Copa do Mundo em 2014 e Jogos Olímpicos Rio-2016] possamos melhorar ainda mais e criar um legado para as crianças. Quando alguém ganha uma medalha, eu me emociono muito. É fantástico.”

O jogo exibição encerrou as atividades referentes à Virada Esportiva no Sesi Vila Leopoldina. Durante a manhã de domingo, centenas de crianças participaram de oficinas de natação e vôlei com as equipes profissionais.

No sábado (30/06), as atividades se concentraram na unidade do Sesi A. E. Carvalho, com oficinas de dança, jogos de futebol, natação, entre outros esportes.

Veja o álbum de fotos no Flickr do Sesi-SP:

Seleção masculina de vôlei do Brasil treina no ginásio do Sesi Vila Leopoldina

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Em mais uma etapa de preparação para os Jogos Olímpicos Londres-2012, a seleção brasileira masculina de vôlei iniciou nesta quarta-feira (20/06), no ginásio do Sesi da Vila Leopoldina, em São Paulo, um breve período de treinos. A equipe ainda treinará no local na quinta-feira (21/06), em dois períodos, e na sexta (22/06), somente na parte da manhã.

Com a participação de quatro atletas do Sesi-SP – Rodrigão, Serginho, Sidão e Murilo –, a seleção brasileira estreará na competição no dia 29 de julho, contra a Tunísia, na busca pela terceira medalha de ouro no vôlei masculino.

Serviço
Treino da seleção masculina de vôlei do Brasil no ginásio do Sesi Vila Leopoldina
Data/horário: 20 de junho de 2012, às 8h
Local: Rua Carlos Weber, 835, Vila Leopoldina, capital

Leia mais

Acompanhe as notícias de esporte do Sesi-SP no site

Sesi-SP ganha primeira piscina oficial de Polo Aquático da América Latina

Rodrigo Marinheiro, Agência Indusnet Fiesp

Foi inaugurada nesta sexta-feira (28/10) pelo presidente do Sesi-SP, Paulo Skaf, a primeira piscina oficial de Polo Aquático da América Latina. A piscina, que fica na unidade do Sesi-SP Vila Leopoldina, zona oeste da capital, foi projetada com o tamanho oficial de 33 por 25 metros e 2,2 metros de profundidade, é aquecida, iluminada, conta com aproximadamente 2 milhões de litros d’água e atende todas as solicitações da Federação Internacional de Natação (Fina).

Em toda a América Latina, pelo menos até o dia de hoje, todos os treinos e jogos oficiais da modalidade, inclusive nos Pan-Americanos, eram praticados em piscinas olímpicas ou semiolímpicas de natação, com tamanho delimitado por raias. “A inauguração desta piscina vai beneficiar o esporte aquático brasileiro”, dise Skaf. Como primeira piscina latino-americana de Polo Aquático também facilitará os treinos de natação e maratonas aquáticas, modalidades nas quais o Sesi-SP investe em atletas do alto rendimento”, garantiu.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096374

Durante a comemoração, Paulo Skaf, presidente da entidade, mergulhou na piscina com os jogadores da equipe de polo aquático do Sesi-SP

O equipamento será um centro de referência para receber atletas de todo o país em treinos e competições estaduais, regionais, nacionais e internacionais. “Nós estamos trabalhando para que o Brasil deixe de ser somente o país do futebol e assuma a condição de grande potência desportiva”, afirmou.

A nova piscina foi batizada com o nome de João Alexandre Meyer Pflug, ex-árbitro da Fina falecido em março deste ano. Com real possibilidade de treinar adequadamente, a expectativa é que o Brasil desenvolva uma seleção capaz de fazer frente às grandes potências deste esporte nos jogos olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

A última Olimpíada que o Brasil disputou foi a de Los Angeles, em 1984. Mesmo assim, nossa seleção somente participou da competição em função do boicote comunista aos Jogos. Antes disso, o Brasil disputou os Jogos Olímpicos de 1968, na Cidade do México, e ficou com o 13º lugar. Na ocasião não existia a disputa do torneio Pré-Olímpico, criado em 1980.

Polo aquático no Sesi-SP

A modalidade foi implantada em 2008 na entidade e foi a primeira das nove praticadas em alto rendimento. Desde então, o Sesi-SP investiu mais de 7 milhões de reais no Polo Aquático. Destes, 5 milhões foram empregados na construção da primeira piscina de Polo Aquático da América Latina, que foi inaugurada hoje no balneário Sesi Vila Leopoldina.

Considerando somente a prática com fim desportivo, a piscina será utilizada por pelo menos mil pessoas, dentre atletas e alunos da rede Sesi-SP. O time de Polo Aquático do Sesi-SP é o atual campeão Brasileiro e Estadual na categoria Sub-21 e vice-campeão da Copa São Paulo na categoria adulto. Os atletas Gustavo Grummy Guimarães e Rudá Franco são destaques do time da indústria e da Seleção Brasileira.

Brasil no Pan-Americano

A Seleção Brasileira masculina de Polo Aquático disputará neste sábado (29), às 18h30 no horário de Brasília, a medalha de bronze do Pan-Americano de Guadalajara. A partida é contra Cuba.

Leia mias:

Acompanhe outras notícias no site do Sesi Esporte