Sesi-SP vence Canoas/Kappesberg e está na final da Copa Brasil masculina

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Em jogo na noite desta quinta-feira (23/01), em Maringá (PR), o time do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) beirou à perfeição na disputa da semifinal da Copa Brasil ao vencer o Canoas/Kappesberg por 3 sets a 0 (parciais de 21/19, 21/13 e 21/17).

Enquanto o primeiro set foi mais equilibrado, o time paulista não teve dificuldade alguma em passar pelo segundo set e finalizar o terceiro. Se o Sesi-SP cometeu sete erros de saque no primeiro set, compensou no show de acertos e precisão que deu no segundo. O time comandado pelo técnico Marcos Pacheco jogou com inteligência, mantendo-se sempre à frente do adversário e explorando as qualidades de seus jogadores, com excelentes bloqueios e saques decisivos.

Em uma partida em que o líbero Serginho foi poupado com dores nas costas, o time paulista cometeu poucos erros e brilhou com os levantamentos de Sandro, as finalizações de Lucão, os saques de Lucarelli e as surpreendentes largadinhas de Sidão. “Eles estudam bastante a gente e sabem que temos um ataque bem forte, mas quando eu vejo o bloqueio saltando, dou uma largadinha atrás. É a tática e acaba dando certo às vezes”, afirmou Sidão.

A final do campeonato será disputada contra o Sada Cruzeiro, no sábado (25/01), às 10h, com transmissão ao vivo pela Rede Globo, menos para São Paulo – praça em que será exibida a final da Copa São Paulo de Futebol Junior . “São duas equipes de altíssimo nível. O voleibol no Brasil está em alta e temos certeza de que vai ser uma linda final. Esperamos que a torcida contribua com a gente”, completou Sidão.

Sesi-SP vence Canoas e garante vaga na final da Copa Brasil. Foto: Talita Camargo/Fiesp

 

O jogo

O primeiro set foi bastante equilibrado, com alguns erros de ataque do Sesi-SP. Uma defesa brilhante de Lucarelli e três pontos de bloqueio do Sesi-SP, fez com que o técnico adversário pedisse tempo. O levantamento espetacular de Sandro garantiu o 14o. ponto do time paulista. Mas o paredão de Thiago Salsa, do Canoas, empatou o jogo em 16/16 e provocou o pedido de tempo do técnico Marcos Pacheco. Depois disso, Lucarelli garantiu os dois pontos seguintes. Lucão finalizou o set em 21/19 para o time paulista.

O segundo set foi à feição do Sesi-SP, que errou pouquíssimo e teve aproveitamento máximo de suas jogadas. O Canoas começou com um erro de saque e teve bastante dificuldade em acompanhar o ritmo do time paulista. Murilo fez um ponto de saque e abriu vantagem no placar. O quarto ponto do Sesi-SP foi garantido por uma defesa espetacular de Sandro, deixando o placar em 04/01. Em mais um ponto de saque, o Sesi-SP abriu a vantagem para 06/03 e a boa sequência de saques, garantiu o primeiro tempo técnico a favor do time paulista, com 07/03. Evandro fez uma jogada rápida e colocou a bola no fundo da quadra, aumentando a diferença para 08/05.

Num erro de saque de Lucarelli, o Canoas diminuiu a diferença para 08/06. Mas o bloqueio duplo de Sidão e Sandro colocou a 11ª bola do time paulista no chão e o técnico adversário pediu tempo. Um peixinho do Lucão manteve a bola em jogo, mas em seguida o Canoas diminuiu para 11/07. Foi o bloqueio de Evandro que levou o Sesi-SP ao segundo tempo técnico com o placar de 14/08. Sidão fez ponto de saque aos 16/09. Foi o erro de saque de Enrico, do Canoas, que fechou o placar e garantiu a vitória do Sesi-SP no segundo set por 21/13.

O primeiro ponto do Sesi-SP no terceiro set veio de uma largadinha de Sidão. Um triplo bloqueio, com Lucão no centro, garantiu o 03/01 para o Sesi-SP. Mas o set foi mais equilibrado e, embora o time paulista tenha cometido mais erros, conseguiu marcar em todos os fundamentos. Evandro errou o saque e a diferença diminuiu para o adversário, chegando a 04/03. Lucarelli forçou o saque e a bola ficou na rede (06/04). O time paulista chegou ao tempo técnico a seu favor, com com 07/04.

O bloqueio de Sidão fez o nono ponto, mas um erro de saque deixou o placar em 09/06 para o Sesi-SP. O primeiro ponto de ataque do Canoas no terceiro set deixou o placar em 09/07. E o 11º ponto do time gaúcho apertou o placar. Mas o Sesi-SP correu atrás e aumentou a diferença para 14/11, garantindo o segundo tempo técnico.

Mais uma vez, o bloqueio do Sesi-SP garantiu a vantagem e, num belo trabalho do Thiaguinho com Lucão, a equipe abriu vantagem de 16/12. Numa sequência de acertos nos saques, o Sesi-SP disparou em 18/13, mas o adversário diminuiu a diferença e Pacheco pediu tempo aos 18/15. O 19º ponto do time paulista foi um lance polêmico, contestado pelo adversário e no erro de saque do adversário, o Sesi-SP encerrou o set em 21/17 e garantiu a vitória da partida.