Sesi-SP inaugura escola em Porto Ferreira; unidade atende 608 alunos

Felipe Agne, de Porto Ferreira, Agência Indusnet Fiesp

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) inaugurou na manhã desta sexta-feira (02/08) mais uma escola – desta vez em Porto Ferreira, município a aproximadamente 227 km da capital paulista.

A unidade atende a 608 estudantes, dos quais 225 em período integral. “A forma de atingir a independência é a educação. As pessoas não querem ajuda – querem oportunidades iguais. E você só dá oportunidades iguais através da educação”, destacou Paulo Skaf, presidente do Sesi-SP e da Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp), durante a inauguração.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539903957

Skaf: 'As pessoas não querem ajuda – querem oportunidades iguais. E você só dá oportunidades iguais através da educação.' Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

A escola está dentro do novo modelo educacional da entidade iniciado em 2007, que prevê a oferta de ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante do Senai-SP e a construção de 70 escolas no estado.

A solenidade foi acompanhada pelo superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni Gonçalves. “É a harmonia entre a educação, a tecnologia e a cultura que cria o ambiente propício ao desenvolvimento humano”, afirmou.

Em seu discurso, a prefeita de Porto Ferreira, Renata Braga, falou de sua ligação familiar com o Sesi-SP. “Meu pai foi dentista do Sesi-SP. Então, eu me sinto parte da ‘família Sesi-SP’. E muito feliz em participar da inauguração desta escola”, disse a prefeita, que aproveitou a ocasião para solicitar a construção de um teatro do Sesi-SP.

Para a diretora da escola, Paula Maria Jussiani, a unidade realiza um velho anseio. “É o sonho de todo educador ter um prédio maravilhoso. Hoje, temos tudo que é possível para fazer o melhor pelo aluno: a estrutura, os recursos tecnológicos e humanos. Esta inauguração é uma valorização da comunidade e do trabalho realizado pelo Sesi-SP”.

A nova estrutura tem 12 salas e oferece uma biblioteca com acervo atualizado, um laboratório de informática educacional, um laboratório de ciência e tecnologia, um laboratório de química e biologia, um laboratório de física, uma sala multidisciplinar, uma sala de atendimento aos pais, cozinha com despensa e refeitório e quadra poliesportiva coberta.

O ensino em tempo integral permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde.

Comunidade integrada à escola do Sesi-SP

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539903957

São 225 alunos matriculados em período integral. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Na inauguração, pais, alunos e professores demonstraram sua satisfação com as instalações. “A escola do Sesi-SP significa uma boa educação. Meu filho não estuda no ensino integral, mas quer estar na escola o dia inteiro. Ele gosta de estar na escola. E ela é o melhor lugar para um estudante estar”,  explicou Maria Eunice Martz de Oliveira, mãe de aluno.

“É uma evolução que acompanhamos. Na escola anterior já tínhamos uma boa educação. Aqui, aliamos a teoria à prática. O que é legal é que aqui temos diversos meios, como os laboratórios, para ampliar nossa aprendizagem. Há coisas que antes fazíamos em casa e hoje podemos fazer aqui, com auxílio do professor”, destacou Yure Monroy, 14 anos, aluno da 8ª série.

“A nova escola ampliou todas as possibilidades de ensino, tanto em relacionamento humano quanto didático. Investiram muito na preparação do professor e agora nós temos tecnologia, o que nos permite aprofundar o conhecimento com o aluno”, afirma Vânia Basi Rissatto, professora de matemática.

Dos 608 estudantes atendidos, 314 estão matriculados no ensino fundamental, sendo 225 em período integral. A escola também oferece ensino médio para 127 alunos e educação de jovens e adultos para 167 pessoas.