Peças ‘Vermelho-Céu’ e ‘52 Hz’ estreiam no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso

Agência Indusnet Fiesp 

Dois espetáculos antagônicos e, ao mesmo tempo, complementares, assim como são os contrastes. É assim que ‘52 Hz’, de Carla Kinzo; e “Vermelho-Céu”, de Rafael Augusto, estreiam no Espaço Mezanino do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, na Avenida Paulista, nesta quarta-feira (09/04).

As duas peças, dirigidas por Marcelo Lazzaratto, foram unidas por representarem um antagonismo, por serem, de certo modo, opostos complementares e trabalharem diversos contrastes, o frio e o quente, o mergulho e a expansão, o toque e a pancada, a suíte e o hardcore.

Os textos são contemporâneos e apresentados em sessão com duração de 90 minutos, incluindo um intervalo.

Os elementos cênicos forjados na dramaturgia exigem da encenação a clara e franca utilização dos recursos teatrais. Neles são requisitados com contundência a sonoplastia apurada, o espaço planejado, a iluminação específica e atores sensíveis com um repertório variado de recursos técnicos que expressam a sutileza e tipificação de seus personagens.

Em “52 Hz”, a presença do azul é forte. Representando o líquido, denso e profundo, a cor da memória e da interioridade remete ao mar, numa expressão lírica, de profunda tristeza e melancolia.

Do outro lado está “Vermelho-Céu”, em que a cor de sangue e de fúria é árida, intensa. Mas o vermelho também aponta para o infinito, para o que está além da lógica costumeira.

Serviço

Peças: “Vermelho-Céu” e “52 Hz”
Datas e horários: de 10 de abril a 20 de julho (de quinta-feira a sábado, às 20h30 e domingo às 19h30)
Local: Espaço Mezanino do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso (Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp)
Capacidade: 50 lugares
Ingressos: As reservas on-line para maio começam no dia 20/04, a partir das 08h, pelo site www.sesisp.org.br/meu-sesi. São distribuídos ingressos remanescentes nos dias do espetáculo, a partir do horário de abertura da bilheteria.
Para mais informações:
Tel.: (11) 3146-7405 / 7406
Site: http://www.sesisp.org.br/cultura/teatro/vermelho-ceu-e-52-hz.html

Sesi abre inscrições para cursos de música e artes cênicas em várias unidades

Dulce Moraes, Agência Indusnet

Está aberta a temporada 2014 para os cursos da área cultural do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP). Por meio de seus três Núcleos são oferecidos programas de iniciação musical e teatro para diversos públicos. Confira os detalhes abaixo:

Aprimoramento de Jovens Atores

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073416O Núcleo Experimental de Artes Cênicas oferece o aprimoramento artístico e profissional para 16 jovens atores. Com duração de 10 (meses), o programa, alia a aprendizagem técnica, a experimentação da linguagem teatral e a reflexão crítica.

As aulas serão ministradas no Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso. Os interessados devem ter entre 18 e 27 anos de idade, Ensino Médio completo e registro definitivo de ator ou figurante na Delegacia Regional do Trabalho.

Inscrições: até o dia 31 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 10 às 16 horas, na Divisão de Educação Cultura do Sesi-SP, no edifício-sede da Fiesp, na avenida Paulista, 1313, São Paulo/SP. Para saber como participar, clique aqui.


Iniciação musical (violino, viola, violoncelo e contrabaixo)

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073416O Núcleo de Música Sesi-SP oferece cursos gratuitos de iniciação musical para quem deseja aprender a tocar instrumentos de cordas, como violino, viola, violoncelo e contrabaixo.

O programa não tem caráter profissionalizante e é voltado para jovens com idade entre 7 e 19 anos.  As aulas acontecem nos Centros de Atividades do Sesi-SP (veja lista abaixo), e seguem o método Alla Corda de autoria do Professor Ênio Antunes, com a coordenação geral do maestro João Carlos Martins.

Os interessados devem procurar a Secretaria Única para realizar a matrícula de acordo com as seguintes datas:

•  Beneficiários da indústria e alunos das escolas do Sesi-SP: de 3 a 17 de fevereiro

•  Vagas remanescentes abertas a toda a comunidade: a partir de 18 de fevereiro e até que as turmas estejam completas

Para outras informações, clique aqui, ou procure as unidades do Sesi nas cidades abaixo:

Bauru – fone (14) 3104-3900
Jaú – fone (14) 3621-1042
Botucatu – fone (14) 3811-4450
Jundiaí – fone (11) 4523-5140
Diadema – fone (11) 4092-7925
Limeira – fone (19) 3451-57
Indaiatuba – fone (19) 3875-9000
São Caetano do Sul – fone (11) 4233-8000
Jacareí – fone (12) 3954-1010
São Carlos – fone (16) 3368-7133

Cursos Livres de Teatro 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073416Os Núcleos de Artes Cênicas do Sesi-SP (NACs) promovem cursos livres e gratuitos para o desenvolvimento da expressão corporal e liberdade criativa de crianças, jovens e adultos.

Os cursos não têm caráter profissionalizante, e as aulas acontecem nos Centros de Atividades do Sesi-SP.

Há cursos semestrais (para interessados na experimentação da linguagem teatral) e anuais (para alunos, previamente selecionados, que já possuem vivência teatral).

Para realizar a matrícula, os interessados devem procurar a Secretaria Única, a partir do dia 3 de fevereiro. Mais informações sobre como participar, clique aqui.

Mostra ‘Cinema e trabalho’, do Sesi-SP, leva clássicos a 47 municípios

Agência Indusnet Fiesp 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073416

'Tempos Modernos', de Charles Chaplin, é um dos destaques da mostra 'Cinema e Trabalho'

Em um projeto que envolve 52 unidades na capital e no interior do Estado, o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) promove de 10 de junho a 18 de agosto a mostra “Cinema e Trabalho”.

A iniciativa mostra as transformações das relações do homem com meios de produção, reunindo 12 longas e curtas-metragens de países como Alemanha, EUA, Itália e Brasil, com produções  que retratam os antigos operários até obras sobre as novas profissões, passando por ocupações em processo de extinção.

Para abrir a mostra, foram escolhidos os clássicos “Metrópolis” (Alemanha, 1927), “Tempos Modernos” (EUA, 1936) e “São Paulo Sociedade Anônima” (Brasil, 1965), que terão sessões gratuitas em 47 municípios.

Destaque também para três curtas nacionais: “Chapeleiros” (1984), “Antonio Ribeiro dos Santos, Cearense, RG 674.230” (1984) e “Construção” (2007), que serão exibidos em sessão única.

A programação contempla ainda debates com a presença de produtores e diretores de cinema, com convidados como o cineasta brasileiro Ugo Giorgetti.

Ao final das 10 semanas da mostra, as películas selecionadas passam a ser exibidas em 520 sessões gratuitas. O projeto pretende beneficiar cerca de 20 mil pessoas.

A concepção da mostra

Desde suas primeiras produções, o cinema abordou as relações do homem com os meios de produção. Em “Cinema e Trabalho”, o Sesi-SP irá apresentar as diferentes visões de diretores em uma série de filmes que revela o quanto os fatores organizacionais vêm se transformando no mercado mundial.

De “Metrópolis”, de Fritz Lang, e Tempos Modernos, de Charlie Chaplin, a “São Paulo Sociedade Anônima”, de Luiz Sérgio Person, as questões sobre os recursos humanos e os modos de produção têm estado nas telas com frequência, a fim de expor a vida e o mundo do trabalho e suas inter-relações com a sociedade.

Um dos primeiros filmes dos irmãos Lumière, considerados os inventores do cinema, foi “La Sortie de L’usine à Lyon” (“A Saída da Fábrica em Lyon”), exibido em Paris, em 1895, que mostra a saída de operários de uma indústria. Nesses 118 anos, filmes de ficção e documentários, curtas, médias e longas-metragens têm mostrado as relações entre empresas e empregados nas mais diversas épocas, locais e contextos.

>> Saiba mais sobre os filmes que integram a mostra ‘Cinema e trabalho’

Serviço

Mostra Cinema e Trabalho – em São Paulo (capital)
Quando: 10 de junho a 18 de agosto de 2013, com entrada gratuita.
Local: Centro Cultural Fiesp  – Ruth Cardoso – Avenida Paulista, 1313, Espaço Mezanino; Sesi Vila Leopoldina – Rua Carlos Weber, 835; SESI Vila das Mercês – Rua Júlio Felipe Guedes, 138; Sesi A.E. Carvalho – Rua Deodato Saraiva da Silva, 110.
Horário: Verifique na programação da unidade.
Entrada franca – Entrada por ordem de chegada.
Informações: (11) 3146-7405 / 7406

Sesi-SP apresenta exposição “Evita: paixão e ação” a partir de 24 de maio

Agência Indusnet Fiesp 

Seis vestidos usados por Eva Perón, Evita – a inesquecível dama que marcou o contexto político e social da Argentina –, além de fotografias, em situações diversas que expressam seu carisma, e acessórios estarão disponíveis durante a exposição “Evita: Paixão e Ação”.

A mostra especial de curta temporada acontece no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, de 24 de maio e 7 de junho, com entrada gratuita.

O lado mais humano de Evita é destacado nessa exposição, considera Gabriel Miremont, curador da mostra. A vida privada e os objetos revelam, segundo ele, que a homenageada se mostrou “uma mulher forte, com muito a dizer, propor e fazer”.

O conjunto de fotografias, vídeos, acessórios, publicações, brinquedos de época e outras peças, contam um pouco da rica trajetória de Evita. Também integram o acervo, brinquedos utilizados pelas crianças da fundação de assistência social que leva seu nome e mais criações de arte digital, do artista plástico Juan Maresca.

Evita: Paixão e Ação” marca a homenagem do 60º aniversário de sua morte. O evento faz parte, ainda, da comemoração da Revolução de 25 de Maio de 1810, data cívica máxima para os argentinos e dos 10 anos de inauguração do Museu Evita, de Buenos Aires.

Segundo o ministro do Turismo da Argentina, Enrique Meyer, a exposição representa o testamento vivo de uma das personalidades de maior destaque da história argentina. “Uma grande embaixadora de nosso país no mundo”, destaca.

Viva na memória

María Eva Duarte de Perón, nome completo de Evita Perón, propagava a máxima: “onde há uma necessidade nasce um direito”. “Sua imagem até hoje está muito viva como figura carismática que ainda é”, diz Cristina Álvarez Rodríguez, que preside o Instituto Nacional de Investigações Históricas, do Museu Evita Perón.

Cristina ressalta que a exposição que chega ao Brasil tem o objetivo de mostrar a saga de uma mulher que durante sete anos realizou intenso trabalho político e, em apenas 33 anos de vida transformou para sempre a realidade da Argentina.

Na inauguração da mostra “Evita: Paixão e Ação”, em São Paulo, estarão presentes o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, além de autoridades da Argentina: o ministro do Turismo, Enrique Meyer; o secretário da Cultura, Jorge Coscia; o embaixador da República Argentina no Brasil, Luis María Kreckler, e o cônsul-geral em São Paulo, Augustín Molina Arambarri.

Sesi-SP Cultura

Há mais de 60 anos, o Sesi-SP fomenta e difunde manifestações artísticas em diversas linguagens, contribuindo com a melhoria da qualidade de vida dos industriários e da comunidade. Os projetos culturais da entidade, que abrangem as áreas de artes cênicas, música, literatura e artes visuais, visam fortalecer e promover a multiplicidade da arte em seus aspectos estéticos, sociais e culturais, incentivando o exercício da cidadania.

Localizados em todo o Estado de São Paulo, os 55 centros de atividades culturais da instituição realizam espetáculos teatrais, musicais e de dança; encontros literários; mostras de cinema e exposições – complementados por ações educativas. Atuando efetivamente na formação de plateias, o Sesi-SP atende cerca de três milhões de pessoas anualmente.

Serviço
Exposição “Evita: Paixão e Ação
Período: de 24 de maio a 7 de junho de 2013
Horário: Segunda-feira, das 11h às 20h. Terça a sábado, das 10h às 20h. Domingo, das 10h às 19h (no dia 24, das 14h às 20h)
Local: Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso – Av. Paulista, 1313, térreo inferior, São Paulo, SP
Entrada gratuita.

Leia mais

Teatro do Sesi-SP recebe Banda Sinfônica do Estado de São Paulo para duas apresentações em junho

Bartira Betini, Agência Indusnet Fiesp 

A programação deste ano do projeto “Música em Cena”do Sesi-SP conta com a apresentação da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, corpo artístico da Secretaria de Estado da Cultura, sob a regência especial de Mônica Giardini.

Ao longo do mês de junho, a sinfônica fará dois concertos, que fazem parte da série “Pra ver a Banda Tocar!”. As duas apresentações acontecem nos dias 5 e 26 de junho, quarta-feira, às 12h, no Teatro do Sesi-SP.

A exibição da série “Pra ver a banda tocar!”permite que o público conheça toda a versatilidade e qualidade artística da Banda Sinfônica por meio de repertório variado e acessível, interpretado por solistas dos diversos instrumentos de sopros e percussão.

O concerto inclui momento interativo em que músicos da plateia vão ao palco participar com o seu instrumento de sopro na chamada “Canja Sinfônica”.

Clique aqui para mais informações.

Serviço

Música em Cena 2013
Espetáculo: Banda Sinfônica do Estado de São Paulo – Série ‘Pra Ver a Banda Tocar!’
Local: Teatro do Sesi-São Paulo – Av. Paulista, 1313, metrô Trianon-Masp, capital
Data/horário: dias 05 e 26 de junho (quarta-feira), às 12h
Entrada franca – A distribuição dos ingressos tem início a partir das 12h, horário de abertura da bilheteria. Serão distribuídos dois ingressos por pessoa.
Recomendação etária: livre
Informações: (11) 3146-7405/7406

Acompanhe a programação cultural do Sesi-SP no site: www.sesisp.org.br/cultura

Mostra sobre Fundição Artística alia preservação do patrimônio cultural e capacitação de jovens

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Quem está em busca de programação cultural gratuita e de qualidade na região da avenida Paulista encontra boas opções no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, em frente à estação de metrô Trianon/Masp.

Apesar de temáticas diferentes, as duas exposições de arte em cartaz têm em comum a formação dos artistas e o processo de produção, tecnológica ou manual, das peças.

Na mostra Arte da Tapeçaria: Tradição e Modernidade  48 murais das tradicionais tapeçarias de Portalegre, da região portuguesa do Alentejo, reproduzem obras de consagrados artísticos contemporâneos, como Le Corbusier, Vik Muniz, Burle Marx, entre outros. A mostra fica em cartaz na Galeria de Arte do Sesi-SP até o dia 10 de março.

Já a mostra Fundição Artística no Brasil – em cartaz no Espaço Fiesp até 10 de fevereiro – deve encantar principalmente os apreciadores de monumentos históricos e os interessados em desvendar os processos tecnológicos na produção de esculturas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073416

Um dos destaques é Busto D. Pedro II, datada de 1839 e de autoria de Zépherin Ferrez. A peça, pertencente ao acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo, foi recentemente fundida em bronze por alunos do Senai-SP, a partir do original em gesso pertencente a Pinacoteca, onde foram aplicados recursos tecnológicos digitais, tais como prototipagens e simulações para auxílio nos processos metalúrgicos.

Também estão expostas maquetes de monumentos de Victor Brecheret, Galileo Emendabili, Julio Guerra e Leopoldo e Silva, autores de grandes obras em espaços públicos da cidade de São Paulo.

A mostra ficará aberta ao público até o dia 10 de fevereiro. A entrada é gratuita. Mais informações, clique aqui.

Leia mais



No Centro Cultural Fiesp: Sesi-SP abre exposição que mostra todas as fases de Nelson Rodrigues

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Certa vez, Nelson Rodrigues (1912-1980) afirmou: “Sou um menino que vê o amor pelo buraco da fechadura. Nunca fui outra coisa. Nasci menino, hei de morrer menino. E o buraco da fechadura é, realmente, a minha ótica de ficcionista. Sou (e sempre fui) um anjo pornográfico.”

E é exatamente assim que o público pode enxergar Nelson Rodrigues e toda sua obra na exposição Nelson Rodrigues 100 anos: pelo buraco da fechadura. A mostra, apresentada pelo Sesi-SP e com curadoria do escritor Ruy Castro, revela Nelson nas mais diversas facetas: o jornalista, o cronista, o dramaturgo, o folhetinista, o comentarista esportivo, o pai, o marido, o amigo, o irmão, o ‘anjo pornográfico’.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073416

Entrada da Exposição: Nelson Rodrigues 100 anos. Foto: Talita Camargo.


“A exposição está maravilhosa! Muito ágil e temos a oportunidade de ver A vida como ela é… em revista em quadrinhos, ver os reclames, as roupas das pessoas, os carros e ver muita coisa do ‘velho’”, afirmou o filho do homenageado, Nelson Rodrigues Filho, o Nelsinho, durante a abertura da mostra, apenas para convidados, que aconteceu na noite desta quarta-feira (10/10).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073416

Painel com frases de Nelson Rodrigues faz parte da exposição. Foto: Talita Camargo.

“Sempre muita coisa do ‘velho’, ainda é sempre pouco, mas [a exposição] é muito bem selecionada”, ressaltou Nelsinho ao completar que o ambiente da mostra provoca boas sensações. “Eu vejo o ‘velho’, eu sinto o ‘velho’.”

A exposição permite que o visitante percorra a vida de Nelson Rodrigues por meio de suas obras, como “Vestido de Noiva”, a peça que revolucionou o teatro moderno brasileiro, apresentada em grande painel com texto e imagens que evocam o cenário da montagem original: um hospital. Além disso, é possível ouvir Nelson por meio da voz de Ruy Castro, narrando suas frases inesquecíveis. Há, também, um filme raro dirigido por João Bethencourt (1924-2006), que recupera cenas do cotidiano de Nelson em casa e na redação, em 1968, aos 56 anos.

Para o superintendente do Sesi-SP e diretor regional do Senai-SP, Walter Vicioni, a exposição este muito bem organizada. “Está maravilhosa porque retrata bem os momentos do cotidiano do Nelson Rodrigues.”

Nelsinho ressaltou a importância do trabalho feito pelo Sesi-SP com o projeto Nelson Rodrigues 100 anos, sob curadoria de Ruy Castro e o Marco Antônio Braz. “É muito importante para a cultura brasileira e fundamental para as novas gerações”, afirmou. Ao concluir, Nelsinho recomendou: “venham ver a exposição, os debates e as peças”.

Nelson mal na fita

Logo após o evento de abertura da exposição, o palco do Teatro do Sesi-SP recebeu Ruy Castro, Walter Lima Jr., Ismail Xavier e Rubens Ewald Filho para o debate “Nelson mal na fita – Por que os críticos desprezavam os seus filmes?”

Apesar de já ter lido todas as peças rodrigueanas e de ter visto todos os filmes baseados na obra do autor, Ewald Filho afirmou não se sentir preparado para comentar Nelson Rodrigues, por considerá-lo genial. “Ele era absolutamente brilhante e foi mal aproveitado pelo cinema, pois era obviamente comercial e as críticas eram sempre para os diretores, que acentuavam o grosseiro e a baixaria”.

Ewald Filho acredita que quando chegou o momento de cineastas mais importantes fazerem jus à obra de Nelson, todos os filmes já tinham sido feitos e refeitos. “O que no Brasil é muito raro, pois praticamente toda a obra dele foi filmada.”

A exposição fica aberta  até 16 de dezembro de 2012 no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso.

Serviço

Exposição Nelson Rodrigues 100 anos
Local: Térreo Inferior do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso (av. Paulista, 1.313 – Metrô Trianon-Masp)
Período expositivo: de 11 de outubro a 16 de dezembro de 2012
Datas e horários: todos os dias, das 11h às 21h, com entrada até 20 minutos antes do fechamento.
Agendamentos escolares e de grupos: de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h e das 14h às 17h, pelo telefone (11) 3146-7396
Classificação indicativa: livre


Espetáculo do Sesi-SP ganha Prêmio Shell de Teatro de São Paulo 2010

Agência Indusnet Fiesp

A figurinista mineira Wanda Sgarbi foi a grande vencedora da categoria de Melhor Figurino, na 22ª edição do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo, com o espetáculo O Capitão e a Sereia, do Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare.

A montagem, que estreou em 2009, integra o Núcleo de Montagens Profissionais do Sesi Vila Leopoldina. A premiação, realizada no último dia 12, em São Paulo, reuniu artistas de toda a Capital.

Criado em 1989, o Prêmio Shell de Teatro é referência nos palcos brasileiros. Os vencedores de cada categoria recebem uma escultura do artista plástico Domenico Calabroni e uma premiação individual de R$ 8 mil.

Projeto Viagem Teatral 2010 do Sesi-SP leva 13 espetáculos a 17 unidades do Estado

Até o dia 30 de maio, a Viagem Teatral 2010 – 1ª Temporada, projeto corporativo do Sesi-SP, apresentará gratuitamente 13 espetáculos de grupos teatrais profissionais.

As produções serão itinerantes em 17 unidades da entidade no Estado, totalizando 376 apresentações. São esperadas mais de 78 mil pessoas.

Os municípios contemplados com a programação são: A.E. Carvalho (Capital), Vila das Mercês (Capital), Santo André, São Bernardo do Campo, Mauá, Osasco, Santos, Mogi das Cruzes, Sorocaba, Araraquara, Birigui, Itapetininga, Marília, Rio Claro, Franca, Piracicaba e São José do Rio Preto.

A comissão de programação do Sesi-SP recebeu mais de 300 propostas de grupos interessados em integrar a itinerância, sendo apenas 13 selecionadas:

  • O Crápula Redimido;
  • 9:50 Qualquer Sofá;
  • Pequenas Caquinhas;
  • Amores Surdos;
  • Nonada;
  • A História de Muitos Amores;
  • In Concerto;
  • BUUUU!! A Casa do Bichão;
  • As Incríveis Histórias de Mariazinha e seu amigo Sol;
  • Histórias de Chuva – Gênese;
  • Cacoete;
  • Primeiras Rosas;
  • Pinóquio, Etc e Tal.

A pesquisa cênica, a originalidade da encenação e adequação técnica aos espaços foram alguns dos critérios para a seleção dos trabalhos.

De acordo com Ronaldo Francisco, responsável pelo projeto que mescla espetáculos de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná, a Viagem Teatral 2010 – 1ª Temporada se propõe a abranger um público totalmente distinto das outras edições.

“A sazonalidade sempre foi característica marcante dos projetos corporativos da entidade, que promovia mostras temáticas conforme cada público específico: adulto e infantil. Nesta edição, optamos por privilegiar o espectador, de maneira que o público possa apreciar um pouco de tudo o ano inteiro”, explica.

“Nossas plateias vivenciarão experiências profundas, entre a reflexão e o sonho. Assim, o teatro cumpre, mais uma vez, sua função de nos revelar um instante de eternidade e perfeição”, completa Francisco.