Na Bienal, Sesi Editora lança o Highlike book, livro conectado à nuvem

Agência Indusnet Fiesp

Com o objetivo de divulgar possibilidades ilimitadas de manifestações artísticas do nosso tempo, a Sesi-SP Editora e o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (FILE) lançarão, no dia 25 de agosto, o Highlike book, às 19h30, na Galeria de Arte do Sesi-SP, na mesma data de abertura da exposição.

Além de ser um material inédito, o ponto de maior destaque da publicação é que todo o conteúdo está na nuvem. O livro físico é apenas a porta de entrada para o resultado artístico das mais diversas técnicas utilizadas. Todas as imagens das obras publicadas terão QR (Quick Response) Code, que pode ser lido pelo celular ou tablet. O código direcionará o leitor a outras informações da obra, como vídeos ou textos.

O livro, com 584 páginas e 577 artistas de 35 países, é um anuário sobre arte e cultura contemporânea global. O Highlike book abrange uma diversidade de aspectos da cultura contemporânea e oferece ao usuário uma nova forma de apreciar o livro de arte. É um livro híbrido, que mantém seus aspectos físicos e a simultaneidade virtual da informação multimídia.

“Quando surgiram as mídias, como os tablets e smartphones, muitos acharam que os livros iam acabar e tudo se transformaria em leitura digital. Isso não ocorre, ao contrário. Mas uma das propostas do Highlike é a inversão: um livro que está conectado na rede. Cada página, cada imagem, cada elemento do livro tem uma conexão”, explica Ricardo Barreto, um dos fundadores e organizadores do FILE.

“Um complementa o outro: tem o lado digital e ao mesmo tempo o lado perceptivo do livro em papel. É um livro de arte, que pode ser apreciado simplesmente olhando as imagens, no livro físico, mas todas as outras informações estão on-line e podem ser compartilhadas”, completa.

Para Barreto, a iniciativa também é uma forma de lutar contra o “lixo digital”. “Com a internet, a gente achava que contribuiria com a humanidade, que teria mais acesso ao conhecimento. Mas o lixo contaminou tudo. Por isso, são importantes as várias iniciativas que estão sendo feitas para se contrapor a essa desqualificação quantitativa generalizada do lixo.”


Sobre a Senai-SP Editora e a Sesi-SP Editora

Criadas em sintonia com a missão do Senai-SP e do Sesi-SP de difundir o conhecimento e a cultura, as editoras têm a proposta de preencher uma lacuna editorial existente nas diversas áreas de educação, inovação e ensino, e busca difundir, de forma planejada e sistematizada, o conhecimento produzido pelo Sesi-SP nas áreas de Cultura, Educação, Esporte e Nutrição, e pelo Senai-SP nas diversas áreas tecnológicas e de inovação em que atua, assim como identificar oportunidades que possam contribuir para o enriquecimento dessas áreas. Desde sua criação, em 2011, as duas editoras já publicaram mais de 200 títulos.


Sobre o File

O FILE – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, é o principal encontro da América Latina sobre arte digital. A programação, com entrada gratuita, marca a reabertura da Galeria de Arte do SESI-SP após reforma de cinco meses – além da modernização do espaço e melhorias na infraestrutura, a galeria também inaugurará sua loja.

O festival ocupará ainda mais três espaços do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, o Espaço Fiesp, a Galeria de Arte Digital Sesi-SP (fachada do prédio) e o Espaço Mezanino. Haverá performances interativas do FILE Metrô na calçada das estações Consolação, Trianon-Masp e Brigadeiro na primeira semana do evento (de 26 a 31 de agosto).


Serviço

Lançamento Highlike book
Editora: Sesi-SP Editora
Organizador: FILE – Festival de Linguagem Eletrônica
Preço: R$ 159,90
Páginas: 584
Formato: 19,5 cm x 25 cm
Data: 25 de agosto, às 19h30
Local: Galeria de Arte do Sesi-SP (Avenida Paulista, 1313).