Senai de Itu capacita professores no ensino de Matemática para deficientes visuais

Rubens Toledo, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540174329

Livro Brafia Braile em Operações Matemáticas.

A Escola Senai Italo Bologna, de Itu, acaba de lançar o livro Grafia Braile em Operações Matemáticas, que auxilia professores no ensino dessa disciplina para deficientes visuais.

Elaborado por grupo de docentes da própria unidade, a Escola capacitou, no ano passado, 126 professores da rede Sesi/Senai em todo o Brasil, de abril a dezembro, pelo sistema de Ensino a Distância (EAD). Trata-se de curso inédito que atende solicitação do Departamento Nacional, no âmbito do Programa Senai de Ações Inclusivas.

“Nas demais disciplinas basta o domínio da leitura e escrita no sistema Braile. Mas na Matemática é preciso que o deficiente visual saiba também utilizar tábuas de cálculos, como o sorobã, que faz parte do kit didático do professor e do aluno”, explica o professor Helvécio Siqueira, diretor da Escola Senai de Itu. “A meta agora é difundir o método também nas escolas da rede pública”, acrescenta.

“Sou Capaz”

Desde janeiro de 2010, um projeto do Departamento de Ação Regional da Fiesp – o Sou Capaz – vem contribuindo para identificar e qualificar pessoas com deficiência e orientar empresas no processo de contratação.

O projeto vem sendo apresentado em todas as regiões do Estado, com a participação de governo, executivos das áreas de RH, Sesi, Senai e outras agências de capacitação profissional.

“Muitas indústrias deixam de cumprir a Lei de Cotas (legislação que determina a contratação de PcDs) porque falta qualificação ao candidato. De outras vezes, o candidato está preparado, mas é a indústria não está adaptada para recebê-lo”, conclui Helvécio.