Aluna do Senai-SP em Bauru vence concurso mundial de design

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp

As 12 horas diárias de treinamento, por dois meses, não foram em vão. Aluna cujo esforço “acima do comum” é apontado pelos professores, Larissa Moreira Antonio, de 19 anos, foi mais longe do que qualquer outro estudante do curso técnico de Design Gráfico da Escola Senai João Martins Coube, em Bauru (SP), já tinha ido. Vencedora da Design Competition, concurso promovido pela empresa Sinapse, fabricante de softwares para a indústria gráfica com sede na França, ela superou estudantes de nível técnico e superior da área matriculados em 30 instituições no mundo inteiro.

“Foi um reconhecimento maravilhoso do meu trabalho”, conta Larissa. “Quero terminar o curso e, antes de fazer faculdade, trabalhar no Senai, como trainee, para passar para outros alunos tudo o que me passaram”, diz.

Outro objetivo é a participação nas próximas Olimpíada do Conhecimento e WorldSkills, respectivamente as competições mais importantes do ensino profissionalizante a nível nacional e mundial. Em março, a estudante levou a medalha de ouro na São Paulo Skills, a disputa realizada entre os alunos do Senai-SP.

O desafio proposto na Design Competition foi a criação de um cartaz e de uma embalagem para um produto fictício: uma pílula doce capaz de aumentar a inteligência de quem a consumisse. A divulgação do resultado, em fevereiro, reconheceu a criatividade de Larissa. “Como o público alvo da pílula eram os jovens, usei cores vivas e quentes, que remetessem ao doce, nas peças”, diz. “E optei por uma mistura de tipografias, brincando com o formato das letras.”

Como prêmio, ela ganhou a viagem para visitar a feira Drupa, de produtos e serviços de impressão, em Dusseldorf, na Alemanha, no final de maio.

Dividindo os méritos de sua conquista com a escola em que estuda, ela diz que o Senai a transformou “numa pessoa mais criativa”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540080755

Larissa e o cartaz premiado na Design Competition: cores quentes e jogo com a tipografia. Foto: Divulgação


Os mesmos jurados da WorldSkills

De acordo com o instrutor do Senai-SP em Bauru e orientador de Larissa, Albino Caussero de Andrade, os jurados da Design Competition foram os mesmos da WorldSkills 2015, realizada em São Paulo, o que é um indicativo do alto nível do trabalho da aluna. “Foi uma conquista que contagiou toda a escola”, diz. “Agora todos sabem que é possível ganhar.”

Tanto que a movimentação para participar de dois novos concursos na área está grande. “Esperamos muitas inscrições no próximo concurso de cartazes da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf) e no de criação de logotipo para a Semana da Ciência e Tecnologia do Ministério da Ciência e Tecnologia”, conta Andrade.

O importante é competir

Escola com o maior número de medalhas na última edição da São Paulo Skills, a unidade do Senai-SP em Bauru tem, segundo o seu diretor, Ademir Redondo, a filosofia de estimular a participação dos alunos em competições. “Quanto mais eles participam dessas disputas, mais retorno temos da qualidade do ensino”, explica. “Isso nos ajuda a identificar pontos de melhoria.”

Para Redondo, o diferencial de Bauru está no compromisso dos docentes com o desenvolvimento dos estudantes. “Recebemos esse retorno das famílias e dos empresários da região, que dizem que nós formamos profissionais bem preparados para o mercado.”