+Saúde distribui 100 bengalas verdes para portadores de baixa visão

Agência Indusnet Fiesp

A deficiência visual é a que mais afeta pessoas no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 40 milhões de indivíduos vivem com baixa visão ou cegueira. Para que uma pessoa possa ser diagnosticada com baixa visão, é preciso que a sua acuidade visual esteja abaixo dos 30% no melhor olho. Pensando em mais de 6 milhões de brasileiros diagnosticados com baixa visão, a nova edição do +Saúde, em parceria com a iniciativa Bengala Verde e o Grupo Retina, promoveu ações que beneficiam as pessoas que vivem com esse problema, no último sábado (18/8).

A baixa visão é caracterizada por problemas que não podem ser resolvidos com óculos ou cirurgias, e acaba afetando diversas atividades comuns, como caminhar sozinho, reconhecer rostos, dirigir, cozinhar ou até praticar esportes. Como essas pessoas não são cegas e geralmente têm aparência absolutamente normal, muitas vezes sofrem preconceito nas ruas, no metrô e no trabalho. Por isso, o Grupo Retina trouxe para o Brasil a campanha Bengala Verde, que se juntou ao +Saúde para difundir este instrumento de cor específica para identificar os portadores de baixa visão, servindo para orientação, mobilidade e inclusão social.  A instituição distribuiu 100 bengalas verdes para portadores de baixa visão já selecionados.

Além disso, a ação também abordou sobre o avanço das pesquisas na área, bem como orientou sobre recursos existentes que possam melhorar a qualidade de vida das pessoas com essas doenças. O Grupo apoia pacientes com doenças degenerativas da retina, como a degeneração macular relacionada a idade (DMRI), retinose pigmentar, doença de Stargardt, síndrome de Usher e demais distrofias da retina de caráter hereditário.

E ainda, exibindo a tecnologia a favor da sociedade, esta edição levarou aos visitantes a demonstração do OrCam MyEye, dispositivo inovador produzido por uma empresa israelense que lê e identifica pessoas, cédulas, textos, embalagens, para melhorar a qualidade de vida de cegos e portadores de baixa visão.

O +Saúde é uma iniciativa do Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde e Biotecnologia (ComSaude – Fiesp) que, com o apoio de parceiros, promove a informação como forma de prevenção de riscos à saúde.

Ação na calçada da Fiesp oferece inclusão social

Campanha Bengala Verde, promovida na calçada da Fiesp. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Caminhada partindo da Fiesp promove conscientização sobre autismo

Agência Indusnet Fiesp

O Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde e Biotecnologia da Fiesp (ComSaude), em parceria com a Associação Inspirare, APABB (Associação de Pais, Amigos e Pessoas com Deficiência, de Funcionários do Banco do Brasil), Associação de Amigos do Autista, Centro LUMI, Projeto Integrar, Mãos Amigas e TEApoio, realizou neste domingo (8 de abril), das 11h às 15h, na avenida Paulista, a caminhada pelo autismo.

O objetivo do evento foi informar a população e quebrar estigmas sobre o Transtorno do Espectro do Autismo. O serviço de utilidade pública faz parte do +Saúde, programa de prevenção e educação, uma espécie de balcão de orientação.

Desde 2007, 2 abril foi escolhido pela ONU como Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A data tem como objetivo divulgar informações e derrubar preconceitos em relação ao Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), que afeta a capacidade de comunicação, socialização e comportamento, cuja incidência em crianças no mundo é maior do que a soma dos casos de Aids, câncer e diabetes juntos e atinge 1 a cada 68 crianças no Brasil.

Muito participantes da caminhada vieram com uma peça de roupa azul, cor que representa o transtorno e sua maior ocorrência em pessoas do sexo masculino (cerca de quatro vezes mais do que em meninas).

“A participação de familiares, amigos e de toda e qualquer pessoa interessada ajuda na conscientização sobre o assunto e, consequentemente, favorece a inclusão destas pessoas. Por isso, convocamos a população a se esclarecer e unir esforços por esta causa”, afirma Adriana Moral, presidente do Centro LUMI, que desde 2012 apoia esta iniciativa.

Sobre o +Saúde

A ação é uma iniciativa do Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde e Biotecnologia da Fiesp (ComSaude). Seu objetivo é promover campanhas de educação e conscientização com entidades ligadas ao Comitê, que têm como foco de suas atividades a atenção ao paciente.

O serviço de utilidade pública acontece a cada primeiro domingo do mês na calçada em frente à Fiesp. Durante o ano serão trabalhados diferentes assuntos importantes relacionados à saúde que são pauta contínua de discussão, como o diabetes e a doação de órgãos, por exemplo.

O +Saúde conta com a participação de parceiros que representam instituições sem fins lucrativos, sociedades de profissionais da saúde, entidades setoriais, hospitais, profissionais da saúde e empresas do setor.

“Esta ação demonstra o compromisso da Fiesp com a saúde da população, priorizando a informação e a educação como formas de melhoria da saúde. O objetivo do ComSaude é fazer com que os domingos na Paulista sejam não só um espaço para o lazer, mas também um ambiente de orientação e conscientização do cidadão, que passa a entender que a prevenção é o melhor caminho para uma vida saudável”, explica Ruy Baumer, coordenador-titular do ComSaude.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539818573

Caminhada pela avenida Paulista, saindo da Fiesp, promoveu conscientização sobre o autismo. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Obesidade infantil é tema do programa +Saúde, da Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

A 6ª edição do programa +Saúde, da Fiesp, realizada neste domingo (2 de julho), teve como tema a obesidade infantil, um problema sério que está crescendo a cada dia no Brasil. A ação ocorreu na calçada da Fiesp, na avenida Paulista.

Durante três horas, endocrinologistas pediátricos e nutricionistas da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP) deram orientação sobre os cuidados com a alimentação para evitar a obesidade infantil, um problema de saúde pública que hoje atinge cerca de 15% das crianças brasileiras. Só no Sudeste, a incidência de obesidade entre crianças de 5 a 9 anos é de 38,8%, de acordo com dados da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica).

Os voluntários também distribuíram material explicativo e checaram o índice de massa corporal (IMC) e circunferência abdominal dos participantes mirins.

O principal objetivo do evento é levar informação adequada, direcionar as pessoas para serviços de saúde e evitar que tantos problemas relacionados à obesidade infantil ocorram.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539818573

Endocrinologistas pediátricos e nutricionistas da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia participaram do +Saúde. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp



Sobre o programa

A ação é uma iniciativa do Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde e Biotecnologia da Fiesp (ComSaude), que tem como objetivo promover campanhas de educação e conscientização com entidades ligadas ao comitê, que têm como foco de suas atividades a atenção ao paciente.

O serviço de utilidade pública acontece no primeiro domingo de cada mês na calçada em frente à Fiesp, sempre após a apresentação cultural promovida pela Fiesp e pelo Sesi-SP. Durante o ano, serão trabalhados diferentes assuntos importantes relacionados à saúde que são pauta contínua de discussão, como o diabetes e a doação de órgãos, por exemplo.

O +Saúde conta com a participação de parceiros que representam instituições sem fins lucrativos, sociedades de profissionais da saúde, entidades setoriais, hospitais, profissionais da saúde e empresas do setor.

“Esta ação demonstra o compromisso da Fiesp com a saúde da população, priorizando a informação e a educação como formas de melhoria da saúde. O objetivo do ComSaude é fazer com que os domingos na Paulista sejam não só um espaço para o lazer, mas também um ambiente de orientação e conscientização do cidadão, que passa a entender que a prevenção é o melhor caminho para uma vida saudável”, explica Ruy Baumer, coordenador-titular do ComSaude.

Sobre a SBEM-SP

A SBEM-SP (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia do Estado de São Paulo) pratica a defesa da Endocrinologia, em conjunto com outras entidades médicas, e oferece aos seus associados oportunidades de aprimoramento técnico e científico. Consciente de sua responsabilidade social, a SBEM-SP presta consultoria junto à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, no desenvolvimento de estratégias de atendimento e na padronização de procedimentos em endocrinologia, e divulga ao público orientações básicas sobre as principais doenças tratadas pelos endocrinologistas.

Programa +Saúde, da Fiesp, dá orientação sobre doação de sangue

Agência Indusnet Fiesp

Em sua quinta edição, o programa +Saúde, da Fiesp, teve como tema neste domingo (4 de junho) a doação de sangue. Durante 4 horas, profissionais voluntários de saúde da Fundação Pro-Sangue e a Embaixada Mundial de Ativistas pela Paz deram orientação na calçada do prédio da Fiesp, na avenida Paulista, sobre a prática da doação de sangue como um ato de solidariedade para salvar vidas.

Os voluntários distribuíram material informativo sobre a importância da doação. O principal objetivo do evento foi levar informação adequada e direcionar as pessoas para serviços de saúde e locais para doação de sangue.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539818573

Em sua quinta edição, o programa +Saúde, da Fiesp, teve a distribuição de material informativo sobre doação de sangue. Foto: Fiesp

Saúde bucal é tema do programa + Saúde na Paulista

Agência Indusnet Fiesp

Preocupada com a saúde da comunidade, a Fiesp, em parceria com o Sesi-SP, realizou a segunda ação do Programa +Saúde, neste domingo (5 de março), na avenida Paulista.

Durante 4 horas, voluntários das Associações Brasileira e Paulista de Cirurgiões Dentistas (ABCD e APCD) distribuíram para o público da Paulista material informativo sobre a importância dos cuidados com a saúde bucal para a prevenção do câncer e de outros riscos à saúde.

O serviço de utilidade pública faz parte do +Saúde  – programa de prevenção e educação, uma espécie de balcão de orientação.

Sobre o Programa

A ação é uma iniciativa do Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde e Biotecnologia da Fiesp (ComSaude), que tem como objetivo promover campanhas de educação e conscientização com entidades ligadas ao Comitê, que têm como foco de suas atividades a atenção ao paciente.

O serviço de utilidade pública acontece a cada primeiro domingo do mês na calçada em frente à Fiesp, sempre após a apresentação cultural promovida pela Fiesp e pelo Sesi. Durante o ano serão trabalhados diferentes assuntos importantes relacionados à saúde que são pauta contínua de discussão, como o diabetes e a doação de órgãos, por exemplo.

O +Saúde conta com a participação de parceiros que representam instituições sem fins lucrativos, sociedades de profissionais da saúde, entidades setoriais, hospitais, profissionais da saúde e empresas do setor.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539818573

Voluntários da ABCD e APCD deram instruções ao público. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp