Iniciativas Sustentáveis: Grupo São Martinho – Preservação e recuperação de matas e nascentes

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544760189

Por Karen Pegorari Silveira

Segundo o Departamento de Meio Ambiente da FIESP, as matas ciliares exercem importante papel na proteção dos cursos d’água contra o assoreamento além de, em muitos casos, se constituírem nos únicos remanescentes florestais em determinadas regiões, sendo portanto, essenciais, inclusive, para a conservação da fauna.

Sabendo disso, o Grupo de usinas São Martinho criou o Projeto Viva a Natureza com objetivo de plantar 1 milhão de mudas nativas, em 10 anos, nas áreas de recomposição e matas ciliares. O projeto, lançado em 2000, começou suas ações no entorno da usina de Pradópolis, a maior usina de processamento de cana de açúcar do mundo, na região oeste do estado de São Paulo.

Ao longo desses 14 anos de existência, o trabalho foi realizado principalmente pelas equipes das áreas agrícola e ambiental das usinas do Grupo, e também com a participação de todos os colaboradores da companhia e ainda dos alunos das escolas localizadas nas regiões onde as usinas estão presentes. Em datas comemorativas, como o Dia da Árvore, Dia da Água e Dia do Meio Ambiente, alunos de dezenas de escolas participam do plantio de milhares de mudas em áreas de reflorestamento e recomposição. O projeto é ligado ao Centro de Educação Ambiental, também conhecido como CEA.

Para alavancar os resultados e acelerar o plano de recuperação das matas ciliares, nos últimos anos o projeto aumentou a capacidade de produção de mudas e passou de 150 mil exemplares de 150 espécies de árvores nativas para 380 mil plantas de 210 espécies diferentes por ano. Consequentemente, o plantio anual de mudas também cresceu e saltou de 70 mil para 230 mil unidades.

O diretor agroindustrial da Usina São Martinho, Mario Gandini, enfatiza que o Viva a Natureza é uma iniciativa que mobilizou toda a empresa e seus colaboradores para o plantio de árvores e a recomposição de matas ciliares. “Além do significativo resultado numérico alcançado com a campanha trazendo evidentes ganhos para o meio ambiente, o Viva a Natureza ajudou a conscientizar e a comprometer cada um de nós com a produção sustentável”, conta Gandini. 

O projeto, que agora abrange outras duas unidades do Grupo, já ultrapassou a meta e no final de 2013, chegou a marca de mais de 3,6 milhões de mudas plantadas.

Sobre a São Martinho

O Grupo São Martinho está entre os maiores grupos sucroenergéticos do Brasil, com capacidade de moagem de 21 milhões de toneladas de cana. Possui três usinas em operação: São Martinho, em Pradópolis, na região de Ribeirão Preto (SP); Iracema, em Iracemápolis, na região de Limeira (SP) e Boa Vista, em Quirinópolis, próximo a Goiânia (GO).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544760189 VEJA OUTRAS INICIATIVAS SUSTENTÁVEIS