Conheça os vencedores do Rally da Safra 2012/13

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Vencedores do Rally da Safra 2012/13. o coordenador geral do Rally da Safra, André Pessôa; a secretária da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Mônica Bergamaschi; e o presidente do Cosag/Fiesp, João de Almeida Sampaio Filho. Foto: Julia Moraes/Fiesp

O Rally da Safra 2013/13 teve os seguintes vencedores: Grupo Bom Futuro, na categoria “Produtor da década”; SLC Agrícola, em “Gestão de Propriedade Agrícola”; Cooperativa Agrária, na categoria “Alta Produtividade”; e Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), em “Excelência Agronômica”.

Segundo secretário do Ministério da Agricultura, governo está sensível aos problemas de logística que afetam agronegócio

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller. Foto: Júlia Moraes/Fiesp

O Rally da Safra é uma importante ferramenta para captar informações para elaboração do novo Plano Safra. A afirmação foi feita pelo secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, durante a cerimônia de premiação do Rally da Safra 2012/13. O evento aconteceu nesta terça-feira (26/03) na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Segundo Geller, a falta de investimento em logística é um grande gargalo para o aumento da exportação da safra brasileira. “O governo está sensível às questões importantes que estão acontecendo”, disse ele, afirmando que a solução para os problemas de logística passa por uma política que precisa ser elaborada junto com o setor.

“Estamos atentos não só com políticas de crédito, mas para fazer uma política que resolva os grandes gargalos do país”, avaliou Geller.

O secretário aproveitou para anunciar a conclusão da BR-163. A rodovia que liga o município de Tenente Portela (RS) a Santarém (PA) vai contribuir com o escoamento da produção da região norte.

De acordo com a secretária da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Mônica Bergamaschi, o apagão logístico do setor de agronegócio já era um problema anunciado há muitos anos.

“A logística não afeta apenas aos produtores de grãos. Ela tem reflexos em outros setores, o que nos traz muita insegurança. Precisamos de rodovias, mas também de hidrovias e da modernização dos nossos portos. Enquanto o setor de agronegócio não for prioridade, isso não acontecerá”, enfatizou a secretária.