Presidente da Fiesp destaca investimento de R$ 40 milhões no Senai-SP de Araraquara

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf, foi entrevistado, na manhã desta terça-feira (28/01), no programa Jornal da Cidade, da Rádio Morada do Sol, de Araraquara, no interior paulista. Na conversa, Skaf destacou os investimentos do Senai-SP no município.

“Vamos firmar um acordo com Prefeitura para a doação de 7 mil metros quadrados do terreno contínuo ao nosso do Senai”, explicou. “Com isso, vamos dobrar a área construída do Senai de Araraquara. Hoje oferecemos pouco mais de 9 mil matrículas, vamos passar a oferecer quase 13 mil matrículas quando esse investimento, de R$ 40 milhões, estiver pronto”.

E as boas notícias não pararam por aí. De Araraquara, o presidente da Fiesp seguirá para São Carlos, para a apresentação da equipe de triathlon do Sesi-SP em 2014. “Vou para São Carlos para lançar a nossa temporada do triathlon, temos uma equipe de 30 atletas. São campeões, como o Reinaldo Colucci, por exemplo”.

O reconhecimento dos talentos do esporte está ligado a um visão mais ampla da educação na rede Sesi-SP. “Acredito na educação completa que o aluno recebe desde cedo na sala de aula e nos laboratórios, mas também nas quadras de esporte, na alimentação, nas atividades culturais”, afirmou. “Construímos 104 quadras cobertas, 50 campos de futebol de grama sintética, aquecemos 50 piscinas. Além disso, apoiamos 20 esportes de rendimento”, disse. “Em 2016 devemos ter 50 atletas com as cores brasileiras formados e apoiados pela indústria de São Paulo nas Olimpíadas do Rio de Janeiro”.

Segundo Skaf, essas iniciativas são capazes de promover mudanças. “Essa é a educação completa e é nela que eu acredito”, afirmou. “Não se transforma um país e um estado se não for pela educação”.

Para crescer, país precisa derrubar a burocracia, afirma Paulo Skaf em entrevista a rádio do interior

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, foi o convidado da edição da manhã desta sexta-feira (09/08) do programa Jornal da Cidade, transmitido pela rádio Morada do Sol – líder de audiência em Araraquara (SP) e região.

Respondendo a perguntas do jornalista José Carlos Magdalena, Skaf falou sobre os investimentos da indústria em educação, a qualidade dos serviços públicos e a necessidade de dar fim à burocracia no Brasil para que o país possa crescer.

>> Ouça a entrevista: Parte 1 | Parte 2

“O que nós precisamos fazer é desburocratizar, simplificar a vida de quem quer produzir, de quem trabalha, fazer com que a vida das pessoas seja mais fácil. É muita burocracia, é muita regra, é muita exigência, é muita complicação”, assinalou, destacando a necessidade de o país retomar o crescimento para proporcionar oportunidades aos milhares de jovens que a cada ano ingressam no mercado de trabalho.

Skaf destacou a série de inaugurações de novas escolas do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da entrega de unidades em perfeito funcionamento.

“Mais do que prédio novo, dentro dessas escolas tem professores estimulados, tem alunos aprendendo, praticando esporte, tendo atividades culturais e se alimentando bem. E aí, sim, formando bons cidadãos do futuro.”

Skaf falou sobre temas como a importância de recuperação da competitividade do país, a aprovação da MP dos Portos e lutas bem sucedidas da Fiesp como a redução das tarifas de energia e a sanção presidencial ao projeto de lei que desonera os impostos federais dos produtos da cesta básica.

“Algumas coisas boas já aconteceram, mas (…) nós temos que lutar para que a gente consiga muitas outras coisas no sentido de baratear, de recuperar a competitividade do Brasil, e, com isso, nós vamos ter melhores condições de ter crescimentos maiores e, com crescimento, geração de oportunidades e empregos, que é o que mais interessa ao país.”

A entrevista pode ser ouvida em duas partes: Parte 1 | Parte 2