Orlando Silva destaca importância de projetos esportivos da Fiesp e Sesi-SP

Fábio Rocha e Edgar Marcel, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540205006

Da esq. p/ a dir.: Albano Franco, empresário; Orlando Silva, ministro do Esporte; Paulo Skaf, presidente da Fiesp; Carlos Cavalcanti, diretor de Energia da Fiesp, em almoço na federação



Durante reunião nesta segunda-feira (28) com o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, o ministro do Esporte, Orlando Silva, ressaltou a importância do Sesi-SP pelo maior projeto olímpico do Brasil promovido pela entidade. O programa mobiliza mais de 100 mil jovens em aulas de educação física e 40 mil em formação esportiva em 16 modalidades, com atletas qualificados para a Olimpíada de Londres em 2012.

Na avaliação do ministro, o apoio de entidades e empresas do setor privado é essencial para o sucesso do Brasil nos próximos jogos olímpicos. “Pedi mais suporte ao presidente da Fiesp para o esporte brasileiro e espero que ele seja um motivador para outras instituições e empresas privadas investirem no setor”, disse Orlando Silva, após encontro na Fiesp.

Para se ter uma ideia, o Sesi-SP ampliou suas modalidades esportivas e mantém um plano de investimento de R$ 33 milhões, sendo R$ 18 milhões para a implantação desses esportes e R$ 10 milhões para reformas e novas construções.

Esporte Escolar

Atualmente, mais de 40 mil jovens participam do programa Esporte Escolar, no qual podem aperfeiçoar na modalidade específica. De acordo com o Sesi-SP, a entidade já enviou ao Ministério dos Esportes um projeto que viabilize a capacitação de R$ 20 milhões em recursos para dobrar os atendimentos.

“Nosso objetivo é ter pelo menos 10% dos nossos alunos representando o Brasil na Olimpíada de 2016”, disse o presidente da Fiesp e Sesi-SP, Paulo Skaf. “Em menos de um ano, a instituição foi uma das que mais criaram condições para a formação de atletas de rendimento, visando resultados expressivos no cenário esportivo mundial”, completou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540205006

Atletas do Sesi-SP estiveram presentes ao encontro com Skaf e Orlando Silva


Skaf também ressaltou que a Fiesp vem organizando um Congresso, em parceria com o Ministério da Justiça, para tentar desenhar um único projeto de segurança pública durante a realização da Copa do Mundo de 2014 e Olimpíada de 2016.

Alguns atletas do Sesi-SP, como Murilo Endres (jogador da equipe de Vôlei masculino), além de Gustavo Guimarães (Polo Aquatico sub-17), Diego Rocha (judoca) e Suelen Lima (Vôlei Paraolímpico) participaram do almoço com o ministro.

Panorama atual

O ministro do Esporte, Orlando Silva, afirmou que vai convidar o presidente da Fifa, Joseph Blatter, a conhecer em detalhes a preparação do Brasil para a Copa 2014. Blatter fez críticas à situação atual do País, que estaria a seu ver mais atrasado que a África do Sul no mesmo período antes do mundial do ano passado.

“Tenho certeza que ele ficará muito seguro de que o Brasil realizará um grande mundial. Temos 10 dos 12 estádios com obras a pleno vapor e a confiança de que a maior parte será entregue no prazo pactuado com a Fifa”, respondeu Silva, que também manifestou preocupação com a questão dos transportes.

“Sabemos que os aeroportos são uma novela de muitos capítulos, mas a presidenta Dilma Rousseff já anunciou inovações na gestão e mudanças no comando da Infraero, e isso vai repercutir positivamente para enfrentar um dos principais gargalos do Brasil”, revelou o ministro.

Perguntado sobre a demora das obras para a Copa e jogos olímpicos, Skaf respondeu que esta é uma preocupação nacional. “É uma oportunidade de colocar o Brasil na vitrine do mundo. Os estrangeiros sabem pouco sobre nosso País, e queremos as coisas prontas e muito bem feitas para os eventos”, emendou.