Brasil é um país-chave para a Espanha, diz príncipe em mensagem gravada para fórum empresarial

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

O príncipe de Astúrias, Felipe de Bourbon, gravou uma mensagem especialmente para a solenidade de abertura do Fórum de Investimentos e Cooperação Empresarial Empresarial Brasil Espanha, realizada na manhã desta terça-feira (26/11) no hotel Tivoli, em São Paulo. A iniciativa conta com apoio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540298123

Evento exibiu vídeo com mensagem de Felipe de Bourbon especialmente gravada para a ocasião. Foto: Divulgação

Lamentando não poder comparecer pessoalmente ao evento, conforme inicialmente previsto, o príncipe de Astúrias primeiramente falou em português. “Estive em Brasil em várias ocasiões em sempre tive surpresas sobre as transformações positivas”, afirmou. “O Brasil passou de um país emergente à sétima economia mundial. O país foi capaz de tirar na última década milhões de pessoas da pobreza e está disposto a investir fortemente em infraestrutura”, completou.

Depois, já em espanhol, Sua Alteza Real destacou que o fórum faz parte das ações concebidas para impulsionar os investimentos em São Paulo e no restante do Brasil. Disse ainda que são excelentes as relações entre os dois países, mencionando a visita do presidente do governo da Espanha, Mariano Rajoy, ao Brasil, e a da presidente Dilma Rousseff a XXII Cúpula Ibero-americana, em Cádiz, ambas em 2012.

“Quero destacar que a conclusão de um acordo equilibrado de liberalização de comércio entre a União Europeia e o Mercosul redundaria, sem dúvida, em benefícios para o Brasil e a Espanha”, ressaltou, acrescentando que seu país está superando algumas das dificuldades econômicas.

“As empresas espanholas têm desempenhado papel muito importante,  nunca deixando de inovar, competir, exportar e investir no exterior. Brasil é um país-chave para as nossas empresas. É o nosso primeiro destino de investimentos no mundo. A Espanha é o segundo investidor no Brasil, só superado pelos Estados Unidos da América. Muitas empresas espanholas vivem no Brasil desde os anos 90.”

“Nossa aposta no Brasil tem sido forte e definida. E seguiremos apostando no país.”

O príncipe destacou ainda o papel das pequenas e médias empresas, responsáveis pela geração de empregos, e disse que o evento é importante para que esse tipo de empreendimento busque sócios para negócios no Brasil, na Espanha e em países terceiros.

Por fim, Felipe de Bourbon fez um agradecimento especial às instituições que patrocinam e apoiam o evento, citando a Fiesp.