Em seminário na Fiesp, empresários debatem a lei de combate à corrupção

Agência Indusnet Fiesp 

A indústria brasileira defende que a regulamentação da lei de combate à corrupção estimule as empresas a adotarem programas de integridade e que o Estado ofereça proteção aos denunciantes de atos de corrupção praticados por agentes públicos. Esses e outros pontos defendidos pelos representantes dos industriais serão debatidos no seminário “Prevenção e Combate à Corrupção: regulamentação da Lei 12.846/2013”, que será realizado na próxima terça-feira (03/12), na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em uma parceria da entidade com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo.

A Lei 12.846/2013 trata da responsabilização de pessoas jurídicas por atos de corrupção e outros atos lesivos praticados contra a administração pública. Participarão do debate o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, o conselheiro emérito da CNI, Carlos Eduardo Moreira Ferreira, e o secretário-executivo da Controladoria Geral da União (CGU), Carlos Higino Ribeiro de Alencar.
O primeiro painel será sobre o papel das empresas e do governo na prevenção e no combate à corrupção. Dele participarão o presidente do Conselho de Responsabilidade Social da CNI, Jorge Parente Frota Junior, o diretor de compliance da Siemens, Wagner Giovanini, e o secretário de Transparência e Prevenção da Corrupção da CGU, Sérgio Seabra.

O segundo painel será sobre a regulamentação da lei. Debaterão o tema o coordenador da Comissão Anticorrupção e Compliance do Instituto Brasileiro de Direito Empresarial (Embrademp), Bruno Maeda, o gerente de Relações com o Poder Executivo da CNI, Pablo Silva Cesário, e Carlos Higino Ribeiro de Alencar.

Serviço
Seminário “Prevenção e Combate à Corrupção: regulamentação da Lei 12.846/2013”
Data e horário: Terça-feira, 3 de dezembro, das 14 horas às 17h30
Local: Edifício-sede da Fiesp (Avenida Paulista, 1.313, São Paulo – 15º andar)