Diversificação no agronegócio, com empreendedorismo, para gerar trabalho, recomenda Skaf em Presidente Prudente

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, Ciesp, Sesi-SP e Senai-SP, Paulo Skaf, assinou convênios do Programa Atleta do Futuro (PAF) com seis municípios da região de Presidente Prudente nesta quarta-feira (18 de abril). Em entrevista coletiva depois da cerimônia de assinatura, Skaf destacou o potencial na região para a diversificação do agronegócio. “Do que esta região precisa é trabalho e empreendedorismo.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Paulo Skaf na cerimônia de assinatura do PAF com municípios da região de Presidente Prudente. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Assinaram o convênio os municípios de Mirante do Paranapanema, Pauliceia, Junqueirópolis, Dracena e Panorama. Além desses, o município de Presidente Prudente assina o termo de parceria em Qualidade de Vida, que beneficiará pessoas com deficiência. Depois Skaf assinou na Escola Sesi de Santo Anastácio convênio do PAF com o município.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Em todo o Estado de São Paulo são mais de 100 mil alunos beneficiados pelo programa, que envolve 187 prefeituras conveniadas. Desde 2008, o Atleta do Futuro tem estimulado a prática esportiva e a cidadania de crianças e adolescentes. Além de introduzir a prática esportiva aos participantes, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros.

Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

“A política está contaminando os negócios”, diz Skaf

Graciliano Toni, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Skaf, disse nesta sexta-feira (19/6) em Presidente Prudente que os problemas na política brasileira agravam ainda mais a crise econômica. “A política está contaminando os negócios, há falta de credibilidade, há falta de confiança, há falta de crédito”, afirmou.

Skaf criticou as ações do governo, que tenta aumentar os impostos, para acertar suas contas, “porque ele gasta muito mais do que deveria gastar, e o pior é que gasta mal, porque os serviços são ruins”, e continua a elevar a taxa de juros. “Os juros já são altíssimos, o governo está aumentando mais ainda”, disse Skaf. A mistura de fatores negativos tem resultado preocupante, na visão do presidente da Fiesp e do Ciesp. “Estamos nos colocando firmemente contra o aumento de impostos e aumento de juros”, declarou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Paulo Skaf durante reunião na Diretoria Regional do Ciesp de Presidente Prudente. Ayrton Vignola/Fiesp


Os empresários, disse Skaf, estão lutando para ultrapassar o mais rápido possível o momento que o Brasil vive, “sem crescimento, com desemprego e com dificuldades”. A meta é que haja o “menor prejuízo possível para o emprego, para as indústrias e para o desenvolvimento, mas o momento é bastante delicado e não depende só da indústria”.

Skaf vê na regulamentação da terceirização uma esperança de criação de empregos. “Sem dúvida, se for regulamentada a terceirização, as empresas tendo segurança jurídica e os trabalhadores estando mais protegidos, há uma possibilidade, sim, de aumento do número de empregos pela terceirização”, afirmou. Ele ressaltou que isso será feito sem prejuízo dos trabalhadores diretos hoje empregados. “Existem hoje muitas instituições e muitas empresas que manteriam seus quadros e aumentariam a contratação através da terceirização, buscando especialização, o que não fazem hoje por falta de regulamentação, que expõe a empresa a um problema de segurança jurídica.”

Perfil Exportador Paulista

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

O Perfil Exportador Paulista (PEP) é um relatório anual que oferece uma perspectiva mais detalhada das exportações do Estado, por meio de uma abertura setorial e também regional.  O estudo classifica os produtos conforme seu nível de intensidade tecnológica e tem por objetivo contribuir para a elaboração de políticas públicas, que aumentem a competitividade do comércio exterior paulista. As informações foram cedidas pelo Departamento de Estatística e Apoio à Exportação (Deaex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic). A elaboração da análise é do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Sesi-SP fecha convênio com 16 municípios paulistas nas áreas de esporte e educação

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp, de Presidente Prudente

Em um evento que reuniu 16 municípios de São Paulo, o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) assinou convênios dos programas Educação num Clique, Atleta do Futuro e de implantação do  Sistema Sesi de Ensino, nesta sexta-feira (28/03), no Centro de Atividades de Presidente Prudente.

A solenidade contou com a presença de prefeitos e representantes das 16 cidades e do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP, Paulo Skaf.

Com as cidades de Adamantina, Alfredo Marcondes, Caiabu, Caiuá, Emilianópolis, Irapuru, Nova Guataporanga, Oswaldo Cruz, Paulicéia, Pirapozinho e Tarabaí, foi firmado o acordo para promover, por meio do Programa Educação num Clique, o curso de inclusão digital “Aprenda a Clicar”. Serão atendidas, em cada município, 120 pessoas.

Em Dracena e Presidente Prudente, além do Aprenda a Clicar, serão oferecidos curso de inglês e espanhol (nível básico, intermediário e avançado) para 560 pessoas em cada cidade. Já em Panorama, as 120 vagas disponibilizadas serão para aulas de produção textual e inglês básico e intermediário.

O programa Educação num Clique tem o objetivo de facilitar a inserção de jovens e adultos trabalhadores no mundo digital, assim como ampliar seus conhecimentos para atuar no mercado de trabalho. Para se inscrever nos cursos, o interessado deve ter idade mínima de 16 anos e ensino fundamental completo.

Os cursos são gratuitos e incluem temas como informática, produção de textos e aulas de idiomas. São eles: Aprenda a clicar (30 horas), Produção textual (45 horas), Inglês básico (30 horas), Inglês intermediário (60 horas) e Inglês avançado (30 horas). O programa também oferece o curso de Espanhol básico (30 horas), Espanhol intermediário (60 horas) e Espanhol avançado (30 horas).

As aulas são realizadas em plataforma digital e os instrutores motivam os participantes e os auxiliam no desenvolvimento do seu potencial. Ao se familiarizar com novas tecnologias e interagir com os outros participantes, o aluno tem a oportunidade de ampliar seu conhecimento, sua cultura e estará mais apto para o mercado de trabalho.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Em Presidente Prudente, o presidente da Fiesp e do Sesi-SP assina parcerias nas áreas de esporte e educação com 16 cidades do interior paulista. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Atleta do Futuro e Sistema Sesi de Ensino

Mais dois convênios foram assinados nesta sexta-feira (28/03). Com a Prefeitura de Santo Expedito, o Sesi-SP vai oferecer a metodologia do Programa Atleta do Futuro para 500 crianças e jovens, nas modalidades futsal e vôlei.

“O nosso objetivo é ampliar a prática esportiva buscando maior número de jovens, pois esporte é educação e todos merecem”, afirmou o presidente Paulo Skaf, que assinou o convênio com o prefeito de Santo Expedito, Ivandeci José Cabral.

Já os 460 alunos das escolas municipais da cidade de João Ramalho passam a fazer parte do Sistema Sesi de Ensino. “O importante é atender as pessoas. Por meio do Sistema, o Sesi-SP vai tentar estar presente no maior número de cidades, mesmo em lugares onde ainda não há escolas do Sesi”, disse Skaf. O acordo foi assinado com o prefeito de João Ramalho, Wagner Mathias.

Presidente do Sesi-SP assina convênio que renova ‘Atleta do Futuro’ com 29 municípios do oeste paulista

Agência Indusnet Fiesp

Em Presidente Epitácio, o presidente do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e prefeitos de 29 municípios do oeste paulista assinaram na tarde desta sexta-feira (06/12) o convênio para renovação do programa “Atleta do Futuro” (PAF), desenvolvido em parceria com 27 empresas da região.

“Estou muito satisfeito em voltar a Presidente Epitácio. Comecei a agenda do ano aqui, inaugurando a escola do Sesi-SP, e é muito bom encerrar aqui”, destacou Skaf.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Paulo Skaf e prefeitos na assinatura de convênio do programa "Atleta do Futuro". Foto: Everton Amaro /Fiesp


As cidades participantes do PAF são Presidente Epitácio, Pacaembu, Flórida Paulista, Inúbia Paulista, Tupi Paulista, Lucélia, João Ramalho, Marabá Paulista, Presidente Venceslau, Osvaldo Cruz, Teodoro Sampaio, Anhumas, Alfredo Marcondes, Adamantina, Dracena, Junqueirópolis, Presidente Bernardes, Mirante do Paranapanema, Presidente Prudente, Pirapozinho, Regente Feijó, Santo Anastácio, Pracinha, São João de Pau D’Alho, Taciba, Sandovalina, Parapuã, Flora Rica e Tarabai.  Juntos, os municípios somam 15.260 participantes.

O programa reúne 72 mil alunos, entre 6 e 17 anos, em 172 municípios. As aulas são gratuitas e contemplam 27 modalidades esportivas, sendo 20 olímpicas.

Para Skaf, a grande adesão dos municípios do estado ao PAF mostra que o programa continua eficiente ao longo dos anos (existe desde 1991) porque amplia, efetivamente, as oportunidades de prática esportiva, gratuita e de qualidade, para crianças e jovens.

“O PAF é importante porque está beneficiando mais de 15 mil jovens na região. E esporte também é educação. Saúde também é educação”, afirmou o presidente da Fiesp e do Sesi-SP.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações e os alunos têm acesso aos materiais necessários para a prática das diferentes modalidades de esporte.

Sesi-SP renova convênio do programa ‘Atleta do Futuro’ com 29 municípios do oeste paulista

Agência Indusnet Fiesp

Vinte e nove municípios do oeste paulista assinam nesta sexta-feira (06/12), em Presidente Epitácio, convênio com o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP)  para renovação do programa “Atleta do Futuro” (PAF), desenvolvido em parceria com 27 empresas da região. A solenidade terá a presença do presidente do Sesi-SP e da Fiesp, Paulo Skaf, e de todos os prefeitos que estão fazendo parte da renovação.

As cidades participantes da iniciativa são Presidente Epitácio, Pacaembu, Flórida Paulista, Inúbia Paulista, Tupi Paulista, Lucélia, João Ramalho, Marabá Paulista, Presidente Venceslau, Osvaldo Cruz, Teodoro Sampaio, Anhumas, Alfredo Marcondes, Adamantina, Dracena, Junqueirópolis, Presidente Bernardes, Mirante do Paranapanema, Presidente Prudente, Pirapozinho, Regente Feijó, Santo Anastácio, Pracinha, São João de Pau D’Alho, Taciba, Sandovalina, Parapuã, Flora Rica e Tarabai.  Juntos, os municípios somam 15.260 participantes.

Hoje, o programa reúne 72 mil alunos, entre 6 e 17 anos, em 172 municípios. As aulas são gratuitas e contemplam 27 modalidades esportivas, sendo 20 olímpicas.

Para Skaf, a grande adesão dos municípios do estado ao PAF mostra que o programa continua eficiente ao longo dos anos (existe desde 1991) porque amplia, efetivamente, as oportunidades de prática esportiva, gratuita e de qualidade, para crianças e jovens.
“O ‘Atleta do Futuro’ foi pensado para estimular a prática esportiva e preparar nossos jovens para o futuro, pois a atividade física também contribui para a formação de cidadãos com mais saúde e disciplina. Mas, por ser um programa que dá oportunidade a todos, também é uma forma de revelar novos talentos para diferentes modalidades esportivas.”

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações e os alunos têm acesso aos materiais necessários para a prática das diferentes modalidades de esporte.

Confira a relação das prefeituras com as respectivas empresas parceiras do projeto:

. Prefeitura Municipal de Presidente Epitácio
. Prefeitura Municipal de Pacaembu
. Prefeitura Municipal de Flórida Paulista
. Prefeitura Municipal de Inúbia Paulista
. Prefeitura Municipal de Tupi Paulista
. Prefeitura Municipal de Lucélia
. Prefeitura Municipal de João Ramalho
. Prefeitura Municipal de Marabá Paulista
. Prefeitura Municipal de Presidente Venceslau
. Prefeitura Municipal de Osvaldo Cruz
. Prefeitura Municipal de Teodoro Sampaio
. Prefeitura Municipal de Anhumas
. Prefeitura Municipal de Alfredo Marcondes
. Prefeitura Municipal de Adamantina
. Prefeitura Municipal de Dracena
. Prefeitura Municipal de Junqueirópolis
. Prefeitura Municipal de Presidente Bernardes
. Prefeitura Municipal de Mirante Do Paranapanema
. Prefeitura Municipal de Presidente Prudente
. Prefeitura Municipal de Pirapozinho
. Prefeitura Municipal de Regente Feijó
. Prefeitura Municipal de Santo Anastácio
. Prefeitura Municipal de Pracinha
. Prefeitura Municipal de São João De Pau D’alho
. Prefeitura Municipal de Taciba
. Prefeitura Municipal de Sandovalina
. Prefeitura Municipal de Parapuã
. Prefeitura Municipal de Flora Rica
. Prefeitura Municipal de Tarabai


Sesi-SP inaugura escola e lança modalidade esportiva em Presidente Prudente; Skaf anuncia campo de futebol e pista de atletismo

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp, de Presidente Prudente

O dia começou agitado para os alunos João Vitor Corazza Santos e Isabella Cristina Marques. Ambos têm 15 anos e cursam o primeiro ano do ensino médio da escola do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) em Presidente Prudente, no interior paulista. Sem esconder a ansiedade, aguardavam pela cerimônia de inauguração da unidade, realizada na manhã desta sexta-feira (13/09), com a presença do presidente do Sesi-SP e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Escola tem capacidade para 843 estudantes. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


“Estudando aqui eu sei que tenho o futuro encaminhado”, disse João Vitor. “O Sesi-SP nos ajuda nos estudos e na nossa formação como pessoas”. Ao lado dele, Isabella tinha opinião parecida. “O clima é muito bom e os professores são nossos amigos.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Paulo Skaf: “O mais importante é que milhares de crianças vão passar por aqui, adquirir conhecimento por décadas". Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Skaf lembrou que toda semana inaugura uma ou duas escolas nos mesmos moldes da unidade de Presidente Prudente. “A gente consegue fazer as coisas porque tem o apoio da indústria de São Paulo”, disse. “Há nove anos todas as nossas votações são unânimes. Existe união e a gente deixa de lado as coisas pequenas em nome de um objetivo maior”, afirmou.

O presidente da Fiesp e do Sesi-SP lembrou de iniciativas da indústria paulista como a luta pelo fim da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), e as campanhas pela redução de impostos da cesta básica e da conta de luz. “É muito gratificante trabalhar para as pessoas”, disse.

Sobre a unidade de Presidente Prudente, ele elogiou o espaço e disse que o terreno ao lado, hoje sem uso, receberá um campo de futebol com grama sintética e uma pista de atletismo em volta. “Então, está resolvido, vamos fazer e inaugurar em março”, anunciou.

Hora de jogar badminton

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Badminton já está fazendo o maior sucesso na escola, disse aluno do 6º ano. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Skaf recebeu ainda o time de basquete juvenil do Sesi-SP de Franca. E lançou uma nova modalidade dentro do Programa Atleta do Futuro (PAF), o badminton – um  jogo de raquete com peteca, que tem alguma semelhança com tênis. A ideia é ampliar as oportunidades de formação esportiva e revelar novos talentos. Na ocasião, foi feita uma apresentação curta do esporte para o presidente da Fiesp e do Sesi-SP. “Nas próximas Olimpíadas vamos colocar 50 atletas formados pela indústria de São Paulo para representar o Brasil”, explicou.

Um dos participantes do PAF na nova modalidade na escola, o estudante Thiago Barros Torres, de 11 anos, do 6º ano, disse que o jogo é um “exercício de coordenação motora e reflexão”. “O badminton já está fazendo o maior sucesso na escola”, explicou.

As aulas de badminton são gratuitas e voltadas a crianças e adolescentes da rede e da comunidade em geral. Os participantes devem ter entre 6 e 17 anos. Especificamente para a modalidade, as aulas, oficinas e eventos serão realizados nas escolas do Sesi-SP de Presidente Prudente.

Atualmente, o PAF promove 27 modalidades esportivas, sendo 20 olímpicas. E envolve cerca de 70 mil alunos distribuídos em 106 municípios do estado. Em Presidente Prudente e região são atendidos 15 mil estudantes, em 28 municípios, com a parceria de 29 empresas.

Cuidado com a educação

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Walter Vicioni destacou o padrão de qualidade da rede de ensino do Sesi-SP. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Presente à cerimônia de inauguração, Walter Vicioni, superintendente do Sesi-SP e diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), disse que se emocionou na cerimônia de inauguração ao ouvir a música “Cuida de Mim”, de Angélica, cantada pelos estudantes para receber Skaf. “Isso é o que o Sesi-SP tem feito”, afirmou.  “O futuro não está escrito, é filho do sonho e motivado pela necessidade e pelo desejo. Acreditar no impossível e querer acima de tudo”, destacou.

Segundo ele, o padrão de qualidade encontrado na rede também está ligado ao estilo de liderança do presidente da instituição. “Paulo Skaf mantém acesa a chama e o desejo de construir um Brasil melhor”, disse. “Essa escola é mais um fruto da diligência e da perseverança dele”, explicou. “Vamos formar aqui novos construtores na nação brasileira”.

Já o prefeito da cidade, Milton Carlos de Mello, disse que as comemorações do aniversário do município, em 14 de setembro, “começaram da melhor maneira possível, com a inauguração de uma escola”. Ele lembrou que Presidente Prudente ocupa a 25ª posição no ranking nacional do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). “Hoje, o Sesi-SP oferece mais salas e mais equipamentos para quem estuda”, afirmou. “Paulo Skaf acredita no desenvolvimento da nossa cidade.”

Ensino em tempo integral 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562809

Alunos fazem apresentação na visita de Paulo Skaf. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Para a administradora da unidade, Rosimeire Vargas Lucheta, trabalhar na escola da rede em Presidente Prudente é motivo de orgulho e reconhecimento. “O que eu aprendi trabalhando no Sesi-SP eu não teria aprendido em lugar nenhum”, diz. “Todo dia é um aprendizado novo”, explicou.

A unidade do Sesi-SP em Presidente Prudente fica na rua Alfa Boscoli, s/nº, no bairro Jardim Vila Real. E é mais uma iniciativa no sentido de consolidar o modelo educacional da instituição, sempre com o objetivo de fazer do ensino um aliado do desenvolvimento econômico e social. Até 2014, a meta é construir 70 escolas no estado, das quais 50 do Sesi-SP e 20 do Senai-SP.

O local foi projetado com 16 salas de aula, duas áreas de convivência, uma biblioteca escolar com acervo atualizado, dois laboratórios de informática educacional, um laboratório de ciência e tecnologia, um laboratório de química e biologia, um laboratório de física, uma sala multidisciplinar, uma sala de artes cênicas, uma sala de música, uma sala de treinamento, uma sala de atendimento aos pais, cozinha com despensa e refeitório e quadra poliesportiva coberta.

A unidade oferece ensino fundamental em tempo integral, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde. Dos 843 estudantes, 515 serão atendidos no ensino fundamental, sendo 417 matriculados em período integral. A escola também oferecerá ensino médio para 128 alunos e Educação de Jovens e Adultos (EJA) para 200.

“O mais importante é que milhares de crianças vão passar por aqui, adquirir conhecimento por décadas”, disse Skaf. “Não adiantaria nada termos escolas bonitas e vontade de investir em educação se nós não tivéssemos os atores principais que são os educadores, para os quais peço aplausos.”

Novas escolas

Neste ano, já foram inauguradas 16 unidades do Sesi nos municípios de Presidente Epitácio, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Descalvado, Jacareí, Avaré, Sumaré, Porto Ferreira, Jardinópolis, Lençóis Paulista e duas do Senai-SP, respectivamente, em Ourinhos e Pompeia.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia conhecida como sistema Sesi-SP de Ensino que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem. A escola foi construída em terreno com 32,4 mil m².

Sobram motivos de orgulho por trabalhar na escola do Sesi-SP, afirmam profissionais da unidade de Presidente Prudente

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp, de Presidente Prudente

Para os profissionais que trabalham na nova escola do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) de Presidente Prudente, no interior paulista, estar ali é um diferencial de carreira. E uma oportunidade de crescimento e realização pessoal. Tudo isso num ambiente acolhedor e de cooperação mútua, em que um ajuda o outro e todos estão comprometidos em nome de uma educação completa, diferenciada, atraente e, por que não, divertida.

O analista de informática Alexandre Francisco Soriano da Silva faz parte desse time. Há cinco meses na escola, ele se encanta ao ver alunos de todas as idades com os olhos fixos nas aulas e treinamentos de robótica. “As crianças me param na escola e me pedem para ir ao laboratório”, conta. “A robótica nas escolas do Sesi-SP é realmente um diferencial. Até aqueles que têm menos atenção se concentram aqui.”

Paulo Skaf e a equipe de profissionais do Sesi-SP em Presidente Prudente: clima de cooperação e estímulo. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Paulo Skaf e a equipe do Sesi-SP em Presidente Prudente: clima de cooperação. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Professora de física, Elaine Pereira Alves concorda que a tecnologia “move os alunos”. “As aulas práticas são de encher os olhos”, diz. “Nos nossos laboratórios podemos trabalhar conteúdos que vão do movimento à eletricidade. Eles adoram”.

E que ninguém pense que só a tecnologia atrai os estudantes. Responsável pela biblioteca da unidade, a bibliotecária Michele Tavares da Silva Bacega também é alvo de muitas demandas. “Às 7h55 já tem aluno na porta para devolver livros e pegar outros na sequência”, diz. “Muitas vezes, eu nem bati o ponto ainda e eles já estão aqui”. Segundo ela, os campeões das estantes são autores como Ziraldo, entre os mais jovens, e H.J.Larry, autor de “Zac Power – Aventura no Espaço”, entre os adolescentes.

A empolgação não é menor com as artes de modo geral. Professora da disciplina na escola, Adhiny Garbuglio trabalha conteúdos como teatro, música, artesanato e até escultura com os seus alunos. E isso dentro e fora da sala de aula. “Já criamos até instrumentos aqui, como chocalhos, por exemplo”, diz. “Não é porque o aluno não é músico que ele não pode ter noção de ritmo.”

Adhiny e Paulo Cesar: trabalho completo com os alunos na escola. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Adhiny e Paulo Cesar: trabalho completo com os alunos na escola. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Professor do quarto ano do ensino fundamental, Fábio Ramos da Silva é outro entusiasta da matéria, principalmente das chamadas vivências, aulas mais experimentais, em artes e em outras disciplinas. “São experiências muito interessantes, poderíamos ter até mais”, afirma.

Diferencial de carreira

O orgulho pelo trabalho realizado, no caso desse time, anda junto com o diferencial de carreira que eles trazem no currículo por trabalharem numa escola do Sesi-SP. “Somos muito respeitados lá fora por trabalharmos aqui”, diz Eurídice Junqueira de Paula Arduini, professora de história e sociologia. “A qualidade do ensino é excelente e o nosso material didático é muito bom”.

Eurídice se refere à metodologia conhecida como Sistema Sesi-SP de Ensino, usada na rede e que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem.

Eurídice: “Somos muito respeitados lá fora por trabalharmos aqui”. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Eurídice: “Somos muito respeitados lá fora por trabalharmos aqui”. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

“Temos uma base boa para trabalhar, um material didático de qualidade”, afirma o professor de ciências e biologia Carlos Henrique Gomes de Souza, “O Sesi-SP oferece um ensino articulado”, diz.

Tempo integral

Outro destaque apontado pelos profissionais da unidade do Sesi-SP de Presidente Prudente é a oferta de ensino em tempo integral de fato pensado para ser de tempo integral, ou seja, com atividades que motivem as crianças e os jovens a ficarem no local durante o dia inteiro. “Aqui temos nutricionistas para cuidar da alimentação, esportes, bons laboratórios”, explica o professor de matemática Paulo Cesar Chaves. “Não adianta oferecer tempo integral sem motivar os alunos”.

Márcio, à esquerda, e Carlos Henrique: bom material didático para trabalhar. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Márcio, à esquerda, e Carlos Henrique: bom material didático para trabalhar. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Ex-aluna da escola, estagiária e hoje professora do ensino fundamental na unidade, Karina de Souza Monteiro é outra que acha que, de tédio, ninguém sofre na escola. “Fazemos muitos trabalhos diferenciados, como as aulas de Lego com os pequenos”, diz. “Eles adoram e essa também é uma forma de estimular várias áreas do conhecimento”.

Para o analista técnico educacional Luis Fernando Lopes, até a paisagem ajuda. “Trabalhamos num ambiente harmônico e bonito do ponto de vista da estrutura física, do paisagismo”, diz.

O que eles acham de trabalhar na escola do Sesi-SP de Presidente Prudente 

“Faz toda a diferença a gestão e a orientação que temos aqui. Existe coerência entre a teoria e a prática”. (Vânia Rúbia, professora)“Entrei aqui como estagiária e sou apaixonada por esse projeto de ensino. Estamos sempre voltados para o crescimento”. (Iara Anaí Raimundo, professora de educação física)“As discussões pedagógicas coletivas realizadas todas as semanas nos ajudam muito a trabalhar e a aprimorar o ensino”. (Daniela de Cássia Mauri Pinheiro, professora de inglês)

“A supervisão estratégica para os professores ajuda a enxergar o lado humano desses profissionais. Ajuda todos a trabalhar melhor”. (Márcio Martins da Silva, analista técnico educacional)

“Trabalhamos para apoiar os professores”. (Diego Duráes, analista técnico educacional)

“A grande aposta é romper com a ideia de ficar no computador escrevendo modelos de ensino prontos: a gente acompanha mesmo os professores”. (Saulo Françoso, supervisor técnico educacional)

“A atuação do analista é estar realmente perto do professor, estar presente no dia a dia, é fundamental essa troca”. (Daniele da Silva Carvalho, analista técnica educacional)

“Antes daqui, nunca tinha tido esse contato com os analistas in loco, é uma ferramenta de crescimento para os professores e para a rede”. (Gladys Usher Zorzetto, auditora de educação)



Brasil precisa simplificar a vida de quem quer trabalhar, diz presidente da Fiesp em entrevista

Agência Indusnet Fiesp

Em entrevista à rádio Globo de Presidente Prudente (1380 AM), o presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Skaf, disse que um dos maiores desafios do país é reduzir a burocracia.

“Há muitas pedras no caminho de quem quer trabalhar honesto, de quem quer tocar seu dia a dia, quer dar oportunidade, gerar emprego. Precisamos simplificar as coisas no Brasil, desburocratizar, fazer com que as pessoas sejam respeitadas no sentido de serem honestas até que prove o contrário, e não ter tanta burocracia, tanta arrumação, como se fosse desonesto”, disse Skaf.

>> Ouça o áudio com a íntegra da entrevista de Skaf


Educação

O presidente da entidade falou ainda sobre os investimentos do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) em Presidente Prudente, onde Skaf inaugura nesta sexta-feira (13/09) mais uma nova escola. Comentou ainda sobre as obras do novo Centro de Atividades do Sesi-SP no município e o processo de modernização das instalações do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP). “Só em Prudente, entre o que já foi feito e o que será investido, são cerca 60 milhões de reais. E na região, 120 milhões.”

Skaf falou ainda da importância de construir novas escolas para implantar o ensino em tempo integral. “Crianças têm que ter satisfação, têm que ter ambiente adequado, têm que ter área de esporte e alimentação. Por essa razão que estamos construindo e inaugurando [escolas] todas as sextas-feiras. E são 100 escolas como essa [de Presidente Prudente], que permitiram implantar de forma responsável e equilibrada o ensino fundamental em tempo integral. Milhares de crianças vão aproveitar para ter boas oportunidades na vida.”

Sesi-SP inaugura escola em Presidente Prudente nesta sexta-feira (13/09)

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, inaugura, nesta sexta-feira (13/09), em Presidente Prudente, no interior paulista, às 9h, a nova escola do Sesi-SP no município. A unidade, que fica na rua Alfa Boscoli, s/nº, no bairro Jardim Vila Real, é mais uma iniciativa no sentido de consolidar o modelo educacional da instituição, sempre com o objetivo de fazer do ensino um aliado do desenvolvimento econômico e social. Até 2014, a meta é construir 70 escolas no estado, das quais 50 do Sesi-SP e 20 do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP).

E tem mais: além da inauguração da escola, a sexta-feira vai ser de lançamento de uma nova modalidade dentro do Programa Atleta do Futuro (PAF), o badminton. A ideia é ampliar as oportunidades de formação esportiva e revelar novos talentos.

Outra atividade programada para o dia é a inauguração de uma quadra poliesportiva na Escola Sesi Carlos Arruda Garms, na cidade de Paraguaçu Paulista. O espaço vai homenagear o atleta Orlando Theodoro da Silva, conhecido como Orlandinho. Ex-jogador de tênis pelo Paraguaçu Tênis Clube, Orlandinho foi campeão por dezessete vezes consecutivas dos Jogos Regionais. E agora será o patrono do espaço dedicado ao esporte na unidade.

Ensino em tempo integral

A nova unidade do Sesi-SP na cidade foi projetada com 16 salas de aula, duas áreas de convivência, uma biblioteca escolar com acervo atualizado, dois laboratórios de informática educacional, um laboratório de ciência e tecnologia, um laboratório de química e biologia, um laboratório de física, uma sala multidisciplinar, uma sala de artes cênicas, uma sala de música, uma sala de treinamento, uma sala de atendimento aos pais, cozinha com despensa e refeitório e quadra poliesportiva coberta.

A unidade oferece ensino fundamental em tempo integral, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde. Dos 843 estudantes, 515 serão atendidos no ensino fundamental, sendo 417 matriculados em período integral. A escola também oferecerá ensino médio para 128 alunos e Educação de Jovens e Adultos (EJA) para 200.

Neste ano, já foram inauguradas 16 unidades do Sesi nos municípios de Presidente Epitácio, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Descalvado, Jacareí, Avaré, Sumaré, Porto Ferreira, Jardinópolis, Lençóis Paulista e duas do Senai-SP, respectivamente, em Ourinhos e Pompéia.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia conhecida como sistema Sesi-SP de Ensino que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem. A escola foi construída em terreno com 32,4 mil m².

Badminton

As aulas de badminton são gratuitas e voltadas a crianças e adolescentes da rede e da comunidade em geral. Os participantes devem ter entre 6 e 17 anos. Especificamente para a modalidade, as aulas, oficinas e eventos serão realizados nas escolas do Sesi-SP de Presidente Prudente.

Atualmente, o Programa Atleta do Futuro promove 27 modalidades esportivas, sendo 20 olímpicas. E envolve cerca de 70 mil alunos distribuídos em 106 municípios do estado. Em Presidente Prudente e região são atendidos 15 mil estudantes, em 28 municípios, com a parceria de 29 empresas.

Homenagem em Paraguaçu Paulista

Patrono da quadra esportiva da Escola Sesi Carlos Arruda Garms, em Paraguaçu Paulista, Orlando Theodoro da Silva, o Orlandinho, tem hoje 86 anos e, em sua carreira, também jogou futebol no antigo Clube Primeiro de Maio e basquete, nos anos 40, modalidade que defendeu em competições amistosas e oficiais. A escola fica na Rua Prefeito José Deliberador, 300 no bairro de Vila Athaide. A homenagem está programada para as 15h.

Entretanto, foi como tenista que alcançou seu maior reconhecimento, promovendo nacionalmente o nome do Paraguaçu Tênis Clube e da cidade ao conquistar, por dezessete vezes consecutivas, o título de campeão dos Jogos Regionais.

Hoje, atua em conselhos ou diretorias de entidades e clubes locais. Foi por mais de trinta anos membro do Conselho Deliberativo do Paraguaçu Tênis Clube, participando muitas vezes de sua Diretoria Administrativa.

No campo pessoal, casou-se com D. Maria de Lourdes Cunha Silva. Teve três filhos: Flávia, Flávio e Nanci; e é avô de Vivien, Rodrigo Augusto e Heloisa.


Evento Fiesp/Ciesp facilita acesso de MPMEs a financiamentos bancários

Djalma Lima, Agência Indusnet Fiesp

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), por meio do Departamento da Micro, Pequena e Média Indústria (Dempi), e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) de Presidente Prudente promovem no próximo dia 29 de agosto, a partir das 9h, a Sala de Crédito destinada a empresários e dirigentes das micro, pequenas e médias empresas do Estado.

A Sala de Crédito faz parte da série de eventos programados pela entidade da indústria para este ano. Em Presidente Prudente, os empresários terão a oportunidade de conhecer as facilidades para acesso ao crédito, com atendimento empresarial exclusivo, e as melhores e mais adequadas linhas de financiamento.

O participante poderá tirar dúvidas e ser atendido por técnicos da entidade e seus parceiros em relação a crédito para compras de máquinas e equipamentos, construções ou reformas de instalações, projetos de pesquisas e desenvolvimento, exportação, projetos de sustentabilidade, capital de giro, compra de matéria-prima e financiamento do 13º salário.

A Sala de Crédito é uma parceria da Fiesp e do Ciesp com grandes instituições financeiras como Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Santander e Nossa Caixa Desenvolvimento.

Dois Workshops serão realizados durante o período da manhã do dia 29 de agosto: um sobre como negociar com os bancos neste momento de redução de juros e outro sobre liderança e trabalho de equipe.

Serviço
Atendimento para Micro, Pequenas e Médias Empresas
Data/horário: 29 de agosto, das 9h às 17h
Local: Escola Senai ‘Santo Paschoal Crepaldi’
Endereço: Rua Rodrigo Mange, 151 – Jardim Marupiara – Presidente Prudente, SP
Informações e agendamento de horário: tel. (18) 3222-1488, e-mail ciesppte@stetnet.com.br

Visite o hotsite: www.fiesp.com.br/atendimento

Fórum Capital Humano discute Capacitação e Inclusão de Pessoas com Deficiência no Mercado

Agência Indusnet Fiesp,

I Fórum Capital Humano em Presidente Prudente, que acontece na próxima quinta-feira (29), em Presidente Prudente (SP), pretende discutir e informar os empresários da região sobre a Capacitação e Inclusão de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho na busca de facilitadores para o cumprimento da ”Lei de Cotas” pela indústria.

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), por meio de seu Departamento de Ação Regional (Depar), identificou a importância de caracterizar e compreender o Capital Humano nas indústrias paulistas, criando o programa Capital Humano, com o objetivo de torná-las mais competitivas no mercado nacional e internacional.

O projeto “Sou Capaz” foi elaborado para auxiliar a indústria paulista no cumprimento da legislação de inclusão de pessoas com deficiência no trabalho. De acordo com a “Lei de Cotas” (nº 8213/91), 2% a 5% do quadro de funcionários das empresas devem ser reservados a pessoas com deficiência. Para cumprir a lei, no entanto, algumas organizações vêm encontrando entraves que têm gerado passivos jurídicos.

O projeto da Fiesp visa, principalmente, à criação de facilitadores para o cumprimento da “Lei de Cotas” pelas indústrias e a efetiva e eficiente inserção das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Por meio do “Sou Capaz”, as empresas têm acesso a:

  • Orientação sobre assuntos legais, jurídicos e institucionais relacionados às pessoas com deficiência;
  • Otimização da capacitação profissional com observância de tendências e vocação dos setores industriais preponderantes nas regiões do estado de São Paulo,

Criação de sinergia entre empresas, órgãos públicos e entidades, a fim de iniciar uma inclusão efetiva e eficiente deste capital humano no mercado de trabalho.


Serviço:
Evento: I Fórum Capital Humano em Presidente Prudente – Capacitação e Inclusão de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho
Data: 29 de julho de 2010, às 9h
Local: Tênis Clube de Presidente Prudente
Endereço: Av. Washington Luiz, 1841, Presidente Prudente, SP
Informações: (18) 3221-7511/3226-4211