Piñera pede ajuda a empresários brasileiros para a reconstrução do Chile

Agência Indusnet Fiesp

Sebastián Piñera, presidente do Chile, recebe de Paulo Skaf, presidente da Fiesp, a Ordem do Mérito Industrial, maior condecoração da entidade destinada a personalidades e instituições nacionais e estrangeiras, consideradas dignas do reconhecimento e admiração da indústria

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, que chegou na noite desta quinta-feira (8) ao País, fez uma rápida parada no Palácio dos Bandeirantes, onde se encontrou com o governador do Estado, Albert Goldman e com José Serra. Depois, seguiu direto para a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde foi recebido pelo presidente da entidade, Paulo Skaf.

Na Fiesp, o governante chileno pediu ajuda dos empresários brasileiros no processo de reconstrução de seu país, após o terremoto que causou quase 500 mortes e destruiu casas e diversas obras públicas.

“Queremos convidar os empresários brasileiros, especialmente os de São Paulo, a participarem do enorme esforço de reconstrução que vamos fazer no Chile”, disse o governante chileno. “Temos que levantar o Chile novamente, pois infelizmente foi um dos cinco piores terremotos na História da humanidade, causando destruição em escolas, hospitais, casas, pontes, aeroportos e portos”, explicou.

Piñera disse ainda que Brasil e Chile devem se unir em prol do objetivo do povo sul-americano de erradicar a pobreza e elevar a igualdade social.

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, se comprometeu em mobilizar as indústrias paulistas, principalmente aquelas ligadas ao setor de construção e de alimentos, para participarem do processo de reconstrução da parte chilena arrasada pelo terremoto. “A Fiesp está à disposição para ajudar o Chile a se erguer novamente”, disse.

Skaf também ressaltou as boas relações comerciais que os dois países mantêm. No entanto, aproveitou para cutucar o presidente chileno sobre alguns contenciosos que ainda engasgam no comércio bilateral.

“Nossa relação é muito boa, mas há alguns pontos específicos que poderiam ser diferentes, como na questão da carne [embargo chileno para alguns estados brasileiros] e na do etanol [a Fiesp pleiteia a adição de 10% do produto brasileiro na gasolina chilena]”, pontuou.

Após o discurso, o presidente da Fiesp agraciou Piñera com a Ordem do Mérito Industrial – maior condecoração da entidade, destinada a personalidades e instituições nacionais e estrangeiras consideradas dignas do reconhecimento e admiração da indústria.