Conheça os destaques do prêmio ‘Municípios que Fazem Render Mais’

Agência Indusnet Fiesp

Dezesseis municípios receberam o reconhecimento do Prêmio Municípios que Fazem Render Mais. O resultado foi anunciado na tarde desta segunda-feira (04/06), em cerimônia promovida pelos realizadores da iniciativa: a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), com metodologia da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).

Da esq. p/a dir.: Prefeitos Ricardo da Silva Sobrinho (S. Antonio da Alegria); Gutemberg Adrian de Oliveira (Aguaí); Aparecido Sério (Araçatuba); João Paulo Tavares Papa (Santos); João Guilherme Sabino Ometto, vice-presidente da Fiesp; Eduardo Cury (S. José dos Campos); Oswaldo Barba (São Carlos) e Celso Torquato Junqueira Franco (Sud Mennucci) receberam troféus de destaque no prêmio "Municípios que Fazem Render Mais"

Da esquerda para a direita: prefeitos Ricardo da Silva Sobrinho (S. Antonio da Alegria); Gutemberg Adrian de Oliveira (Aguaí); Aparecido Sério (Araçatuba); João Paulo Tavares Papa (Santos); João Guilherme Sabino Ometto, vice-presidente da Fiesp; Eduardo Cury (São José dos Campos); Oswaldo Barba (São Carlos) e Celso Torquato Junqueira Franco (Sud Mennucci) receberam troféus de destaque no prêmio 'Municípios que Fazem Render Mais'. Foto: Julia Moraes

 

 

 

 

Conheça a lista de sete municípios que ganharam troféu de destaque e os respectivos prefeitos representantes:

Categoria até 50 mil habitantes:

Aguaí – Prefeito Gutemberg Adrian de Oliveira
Santo Antônio da Alegria – Prefeito Ricardo da Silva Sobrinho
Sud Mennucci – Prefeito Celso Torquato Junqueira Franco

Categoria de 50 mil a 250 mil habitantes:

Araçatuba – Prefeito Aparecido Sério
São Carlos – Prefeito Oswaldo Barba

Categoria acima de 250 mil habitantes:

Santos – Prefeito João Paulo Tavares Papa
São José dos Campos – Prefeito Eduardo Cury

Agora, conheça a lista de municípios que receberam certificados de participação e seus respectivos prefeitos representantes:

Araçatuba – Prefeito Aparecido Sério
Araraquara – Prefeito Marcelo Barbieri
Catanduva – Fabio Manzano (representando o prefeito Afonso Macchione Neto)
Embu das Artes – Prefeito Chico Brito
Guararema – Prefeita Sirlene Moraes
Ilha Solteira – Prefeito Edson Gomes
Itapetininga – Prefeito Roberto Ramalho Tavares
Monte Mor – Prefeito Rodrigo Maia Santos
São Carlos – Prefeito Oswaldo Barba
São João da Boa Vista – Prefeito Nelson Nicolau
Sud Mennucci – Prefeito Celso Torquato Junqueira Franco
Taboão da Serra – Prefeito Evilásio Farias

 

Fiesp e Ciesp anunciam destaques e certificados do prêmio ‘Municípios que Fazem Render Mais’

Agência Indusnet Fiesp

 

As boas práticas de gestão de recursos públicos renderam a 16 municípios o reconhecimento do Prêmio Municípios que Fazem Render Mais. O resultado foi anunciado na tarde desta segunda-feira (04/06), em cerimônia promovida pelos realizadores da iniciativa: a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp). O processo de avaliação foi conduzido pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).

Da esq. p/a dir.: Prefeitos Aparecido Sério (Araçatuba); Marcelo Barbieri (Araraquara); Fábio Manzano (representante de Catanduva); Oswaldo Barba (São Carlos); Paulo Francini, diretor do Depecon/Fiesp; Nelson Nicolau (S. João da Boa Vista); Chico Brito (Embu das Artes); Roberto Ramalho Tavares (Itapetininga) e Evilásio Farias (Taboão da Serra) receberam os certificados de participação no prêmio "Municípios que Fazem Render Mais"

Da esq. p/a dir.: Prefeitos Aparecido Sério (Araçatuba); Marcelo Barbieri (Araraquara); Fábio Manzano (representante de Catanduva); Oswaldo Barba (São Carlos); Paulo Francini, diretor do Depecon/Fiesp; Nelson Nicolau (S. João da Boa Vista); Chico Brito (Embu das Artes); Roberto Ramalho Tavares (Itapetininga) e Evilásio Farias (Taboão da Serra) receberam os certificados de participação no prêmio "Municípios que Fazem Render Mais". Foto: Julia Moraes

Os destaques foram os municípios de Aguaí, Santo Antônio da Alegria e Sud Mennucci (categoria até 50 mil habitantes); Araçatuba e São Carlos (de 50.001 a 250 mil habitantes) e Santos e São José dos Campos (acima de 250 mil habitantes).

Ficaram com certificados de participação os municípios de Guararema, Ilha Solteira, e Monte Mor (categoria até 50 mil habitantes); e Araraquara, Catanduva, Embu das Artes, Itapetininga, São João da Boa Vista e Taboão da Serra (de 50.001 até 250 mil habitantes).

Cerimônia de premiação

Prefeitos, autoridades e representantes das cidades finalistas lotaram o Espaço Nobre da sede da Fiesp e do Ciesp para a entrega dos troféus e certificados de participação.

Logo após a entrega dos troféus para os prefeitos das cidades que se destacaram, João Guilherme Sabino Ometto, vice-presidente da Fiesp, declarou que a correta administração pública requer eficiente aplicação de verbas, aproveitamento dos talentos humanos e envolvimento das pessoas nas ações de cidadania.

“A boa gestão dos municípios, que é o principal objeto desta premiação, significa mais do que transparência na prestação de contas, é uma ação cidadã que demanda muito esforço dos prefeitos e dos servidores públicos”, afirmou Ometto.

Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp, destacou a preocupação da entidade com o tema da gestão pública, ressaltando que a abrangência do gestor público é muito maior do que a do gestor privado. ”Até pela natureza dos seus acionistas, que são os cidadãos do município; portanto, não é fácil a tarefa do gestor público, que é fundamental para o desenvolvimento do país”.

A Fiesp pretende ampliar a abrangência do prêmio para todo o país. O objetivo é contar com a colaboração de outras federações e entidades interessadas.

 

‘Municípios que Fazem Render Mais’: saiba como foi o processo de avaliação

Agência Indusnet Fiesp

A Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) cuidou do processo de avaliação do Prêmio Municípios que Fazem Render Mais, iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).

Ao longo de quatro etapas, a FGV-SP avaliou o desempenho de 74 municípios inscritos com base em sete critérios: sustentabilidade das ações; transparência da gestão pública por meio da publicação de dados; abertura à participação dos cidadãos nas decisões governamentais; contribuição da administração ao desenvolvimento local; relação entre custeio e investimento; qualidade dos investimentos públicos; responsabilidade fiscal e social.

Nas duas etapas iniciais foram escolhidos 32 municípios pré-finalistas. Destes, foram eleitos 16 finalistas, distribuídos nas três categorias conforme tamanho populacional: municípios de até 50 mil habitantes; com mais de 50 mil até 250 mil habitantes; e com mais de 250 mil habitantes.

“O difícil e zeloso processo de pesquisa envolveu cerca de 60 pessoas ao longo de mais um ano, em três comitês independentes que avaliaram questionários e indicadores públicos. As particularidades de cada município também foram levadas em conta, de maneira apartidária”, explicou durante o evento o professor de Ciências Políticas da FGV-SP, Francisco Fonseca. 

Agenda: Fiesp premia na segunda municípios que ‘fazem render mais’

Katya Manira, Agência Indusnet Fiesp

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) anuncia nesta segunda-feira (04/06), a partir das 15h, as cidades vencedoras do Prêmio Municípios que Fazem Render Mais.

Das 74 cidades inscritas em três categorias (até 50 mil habitantes, de 50 mil a 250 mil habitantes e acima de 250 mil habitantes), apenas 16 chegaram à final. Após quatro etapas de qualificação realizadas ao longo de um ano, as oito cidades destaques serão conhecidas durante evento na sede da federação, na capital.

O objetivo da premiação é identificar, reconhecer e disseminar as melhores práticas de gestão dos recursos públicos, valorizando os esforços voltados à melhoria da capacidade de planejamento, inovação e prestação de serviços das Prefeituras para os cidadãos.

Os 16 municípios finalistas são: Aguaí, Guararema, Ilha Solteira, Monte Mor, Santo Antonio da Alegria, Sud Mennucci, Araçatuba, Araraquara, Catanduva, Embu das Artes, Itapetininga, São Carlos, São João da Boa Vista, Taboão da Serra, Santos e São José dos Campos.

Serviço
Prêmio Municípios que Fazem Render Mais
Local: Av. Paulista, 1313 – 15º andar (Espaço Nobre)
Data/horário: 4 de junho de 2012, às 15h

Dezesseis cidades paulistas vão para a final do Prêmio Municípios que Fazem Render Mais

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Nesta quarta-feira (7), foram divulgados os 16 municípios classificados para a final do Prêmio Municípios que Fazem Render Mais.

Promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o prêmio tem por objetivo identificar, reconhecer e disseminar as melhores práticas de gestão dos recursos públicos, valorizando os esforços voltados à melhoria da capacidade de planejamento, inovação e prestação de serviços das prefeituras para os cidadãos.

A metodologia e o processo seletivo do prêmio foram conduzidas pelo Centro de Estudos em Administração Pública e Governo da Fundação Getúlio Vargas. Nos próximos meses, os municípios classificados serão visitados por um grupo de técnicos da FGV para continuidade da avaliação.

Com essa iniciativa, a Fiesp pretende identificar e divulgar, no primeiro trimestre de 2012, os nove melhores municípios paulistas nos quesitos Sustentabilidade; Transparência; Participação Popular; Contribuição para o Desenvolvimento Local; Custeio e Qualidade do Investimento; Responsabilidade Fiscal e Social.

Esta primeira edição do Prêmio no Estado de São Paulo contou com a inscrição de 73 municípios (11% dos municípios paulistas) que, juntos, somam mais de 10,5 milhões de habitantes (25,5% da população do estado e 35% da população do interior paulista).

Municípios classificados para a final

Até 50 mil habitantes Aguaí, Guararema, Ilha Solteira, Monte Mor, Santo Antônio da Alegria e Sud Mennucci
De 50 mil a 250 mil habitantes Araçatuba, Araraquara, Catanduva, Embu das Artes, Itapetininga, São Carlos, São João da Boa Vista e Taboão da Serra
Acima de 250 mil habitantes Santos e São José dos Campos

Para saber mais sobre o Prêmio, clique aqui.

 

Mais de 70 cidades concorrem ao “Municípios que Fazem Render Mais”

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

No primeiro trimestre de 2012 serão conhecidos os nove municípios paulistas vencedores do Prêmio Municípios que Fazem Render Mais.

Promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o prêmio tem por objetivo identificar, reconhecer e disseminar as melhores práticas de gestão dos recursos públicos, valorizando os esforços voltados à melhoria da capacidade de planejamento, inovação e prestação de serviços das prefeituras para os cidadãos. A metodologia e o processo seletivo do Prêmio são conduzidos pelo Centro de Estudos em Administração Pública e Governo da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Na primeira edição do concurso no Estado de São Paulo, 74 prefeituras inscreveram-se. Nos próximos meses, especialistas da FGV avaliarão a gestão desses municípios sob os critérios de sustentabilidade, transparência, participação popular, contribuição para o desenvolvimento local, custeio e qualidade do investimento e responsabilidade fiscal e social.

Leia mais:

Prêmio Municípios que Fazem Render Mais