Curador do Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema destaca diversidade da produção nacional

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

Nome importante para o cinema brasileiro, André Sturm é o curador do Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema que, em 2014, chega à sua 10ª edição. Atualmente, Sturm é diretor do Museu da Imagem e do Som (MIS), além de ser presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp), administrador do Cine Belas Artes – que deve ser reaberto em maio – e cineasta.

Ele destacou a amplitude que o prêmio alcançou nessas dez edições. “A Fiesp e o Sesi-SP são instituições de âmbito estadual, por isso, além do Prêmio, temos a exposição da mostra nas unidades de todo estado. É muito importante ter esse apoio e esse espaço”, disse.

“Mas, no ano passado, premiamos vários artistas de outros estados. Também é muito importante a Fiesp/Sesi-SP ter esse papel de abertura, de não restringir o prêmio apenas a São Paulo, mas se preocupar com o cinema como um todo.”

Sturm: cinema brasileiro em seu melhor momento. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Sturm: cinema brasileiro em seu melhor momento. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Sobre os filmes que concorrem, Sturm avalia que eles refletem o momento positivo da produção cinematográfica no país. “O cinema brasileiro vive seus melhores momentos. Ano passado, 22% ingressos foram de filmes brasileiros, o que é uma marca muito importante”, disse. “A mostra que exibiu os filmes que concorrem ao prêmio retrata isso. Tem comédias populares, jovens cineastas, produções mais ousadas e artísticas. É um painel da diversidade.”

Para o cineasta, iniciativas como a produção da Mostra e do Prêmio de Cinema valorizam as produções nacionais.  “O Prêmio Fiesp/Sesi-SP representa uma marca de reconhecimento de qualidade cinema brasileiro pela principal entidade da indústria do país.”

Sobre o prêmio

O Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema tem como objetivo incentivar a produção cinematográfica nacional, divulgar o cinema brasileiro, facilitar o acesso público às produções de filmes nacionais e formar novas plateias. O evento é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp).

No ano passado, os grandes vencedores foram os filmes “Xingu”, que recebeu prêmios nas categorias longa-metragem de ficção, direção (Cao Hamburger) e trilha sonora, e “Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios”, também com tripla premiação: atriz (Camila Pitanga), ator coadjuvante (Zé Carlos Machado) e fotografia (Lula Araújo).

A entrega do Prêmio será na noite desta terça-feira (01/04). Antes disso, foi realizada no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso a Mostra de Cinema, que exibiu todos os filmes concorrentes. A mostra será exibida também em outras unidades do Sesi-SP no estado de São Paulo.

Para mais informações sobre a edição 2014 do Prêmio, só clicar aqui.

Fiesp e Sesi-SP anunciam nesta terça-feira (11/06) vencedores do prêmio de cinema

Danusa Etcheverria, Agência Indusnet Fiesp

Na noite desta terça-feira (11/06) serão anunciados, no Teatro do Sesi São Paulo, os grandes vencedores do IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema, evento que ganha dimensão nacional a partir deste ano. Concorreram à premiação 126 produções cinematográficas, sendo 83 longas e 43 curtas. O projeto tem curadoria do cineasta e presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp), André Sturm.

A cerimônia de premiação terá como apresentador o escritor e jornalista Cadão Volpato. O grande homenageado da noite será o sociólogo e fundador do Espaço Itaú de Cinema, Cinearte e Cinespaço, Adhemar Oliveira, um dos principais responsáveis por transformar a exibição de filmes no eixo São Paulo-Rio de Janeiro. A programação contará ainda com show da banda Del Rey, destaque na cena cultural por seu repertório em homenagem a Erasmo e Roberto Carlos.

O IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) e do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp). O objetivo é incentivar a produção cinematográfica nacional, divulgar o cinema brasileiro, facilitar o acesso público às produções de filmes nacionais e formar novas plateias.

Classificação

A escolha dos finalistas de cada uma das 13 categorias inscritas contemplou duas etapas: uma seletiva on-line realizada pelo público espectador da mostra IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema, realizada de 20 de maio a 10 de junho, e outra feita pelo Conselho Curatorial de Organização do prêmio.

As 13 categorias avaliadas foram: longa ficção; longa documentário; diretor; atriz; ator; roteiro; ator coadjuvante; atriz coadjuvante; direção de arte; fotografia; trilha sonora; montagem; e curta-metragem. Nesta edição, em função da dimensão nacional do prêmio, as três principais categorias – longa ficção, longa documentário e direção – terão seis finalistas. As demais categorias continuam com cinco finalistas cada. Os vencedores receberão troféus e prêmios em dinheiro que totalizam R$ 81 mil.

Entre os indicados na categoria melhor ator e melhor atriz estão nomes como Ney Matogrosso (“Luz nas trevas – A volta do bandido da luz vermelha”); Gustavo Machado e  Camila Pitanga (“Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios”); e Dira Paes (“À beira do caminho”). Já Caco Ciocler e Alice Braga concorrem ao título de melhor ator e atriz coadjuvante pela atuação, respectivamente, nos filmes “Dois Coelhos” e “Futuro do Pretérito – Tropicalismo now!”

Confira abaixo a relação completa dos finalistas:

Melhor Filme – Ficção

  • Área Q
  • Dois Coelhos
  • Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios
  • Peixonauta – Agente secreto da O.S.T.R.A
  • Sudoeste
  • Xingu

 

Melhor Filme – Documentário

  • A música segundo Tom Jobim
  • Marcelo Yuka no caminho das setas
  • O Liberdade
  • Quem se importa?
  • Raul Seixas, o início, o fim e o meio
  • Tropicália

 

Melhor Diretor

  • Beto Brant e Renato Ciasca (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Cao Hamburguer (Xingu)
  • Cíntia Langie e Rafael Andreazza (O Liberdade)
  • Daniela Broitman (Marcelo Yuka no caminho das setas)
  • Gerson Sanginitto(Área Q)
  • Mara Mourão (Quem se importa?)

 

Melhor Ator

  • Gustavo Machado (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Irandhir Santos (Febre do rato)
  • Isaiah Washington (Área Q)
  • João Miguel (Xingu)
  • Ney Matogrosso (Luz nas trevas – A volta do bandido da luz vermelha)

 

Melhor Atriz

  • Camila Pitanga (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Dira Paes (À beira do caminho)
  • Erika Altimeyer (Ponto Org)
  • Hermila Guedes (Era uma vez eu, Verônica)
  • Tania Khalill (Área Q)

 

Melhor Roteiro

  • Afonso Poyart  (Dois Coelhos)
  • Beto Brant, Renato Ciasca, Marçal Aquino (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Cíntia Langie e Rafael Andreazza (O Liberdade)
  • Julia Câmara & Gerson Sanginitto (Área Q)
  • Marcelo Gomes (Era uma vez eu, Verônica)

 

Melhor Ator Coadjuvante

  • Caco Ciocler (Dois Coelhos)
  • Felipe Camargo (Xingu)
  • João Miguel (Era uma vez eu, Verônica)
  • Murilo Rosa (Área Q)
  • Zé Carlos Machado (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

 

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Alice Braga (Futuro do pretérito – Tropicalismo now!)
  • Leuda Bandeira (Área Q)
  • Lívia de Bueno (Paraísos artificiais)
  • Silvia Buarque (Gonzaga, de pai para filho)
  • Simone Sou (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

 

Melhor Direção de Arte

  • Akira Goto (Eu receberia a piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Bianca Dornelles (O Liberdade)
  • Cassio Amarante (Xingu)
  • Daniel Flaksman (Corações sujos)
  • Fábio Vasconcelos (Área Q)    

 

Melhor Fotografia

  • Adriano Goldman (Xingu)
  • Alberto Alda (O Liberdade)
  • Carina Sanginitto (Área Q)
  • Carlos André Zalasik (Dois Coelhos)
  • Lula Araújo (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

 

Melhor Trilha Sonora

  • Avendano Jr (O Liberdade)
  • Beto Villares (Xingu)
  • Luiz Macedo (Muito além do peso)
  • Perry La Marca (Área Q)
  • Simone Sou e Alfredo Belo (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

 

Melhor Montagem

  • André Finotti     (A Novela das oito)
  • Cíntia Langie      (O Liberdade)
  • Gustavo Giani   (Xingu)
  • Helgi Thor, David Davidson (Área Q)
  • Willem Dias (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

 

Melhor Curta

  • A galinha que burlou o sistema
  • A Idade da Inocência
  • A Noite dos Palhaços Mudos
  • Amores (In)versos
  • Animador

 

Serviço

IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema
Local: Teatro do Sesi São Paulo (Av. Paulista, 1.313 – Metrô Trianon-Masp)
Data e horário: 11 de junho, terça-feira, às 20h (somente para convidados)
Informações: (11) 3146-7405 / 7406
Para confirmar presença, acesse:
http://www.sesisp.org.br/Cultura/premio-cinema-2013-contato.htm

Cinema: veja a programação deste sábado (01/06) no Centro Cultural Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

O Centro Cultural Fiesp promove até o dia 10 de junho sessões gratuitas dos filmes que participam do IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema.

São 41 longas e 35 curtas-metragens que estão concorrendo ao prêmio. No dia 11 de junho sai o resultado dos vencedores nas 13 categorias premiadas: Filme de Ficção, Filme Documentário, Filme de Curta-metragem, Diretor, Atriz, Ator, Atriz Coadjuvante, Ator Coadjuvante, Roteiro, Montagem, Fotografia, Direção de Arte e Trilha Sonora.
Para este sábado (01/06) está programada a exibição de dois filmes: “Disparos”, dirigido por Juliana Reis, e “Um homem qualquer”, de Caio Vecchio.

As sessões acontecem no Espaço Mezanino do Centro Cultural Fiesp (Avenida Paulista, 1.313), com entrada gratuita. A capacidade da sala é de 50 lugares.

Confira a programação deste sábado (01/06):

Horário: 14h
Filme:
‘Disparos’
Diretor: Juliana Reis
Duração: 82 minutos
Classificação indicativa:
Livre 
Sinopse:
O fotógrafo Henrique (Gustavo Machado) se envolve em um caso de violência pela cidade ao ser assaltado por motoqueiros, que são atropelados por um carro não identificado. Após recuperar sua câmera, ele percebe que precisa voltar ao local para encontrar o seu cartão de memória. Questionado por um policial (Sílvio Guindane), ele é acusado do crime por omissão de socorro e, consequentemente, é levado a uma delegacia. Lá precisa lidar com Freire (Caco Ciocler) e Gomes (Thelmo Fernandes), que não estão dispostos a facilitar a situação para ele.

Horário:
16h
Filme:
‘Um Homem Qualquer’
Diretor: Caio Vecchio
Duração:
90 minutos
Classificação indicativa:
12 anos
Sinopse: Aos 30 anos de idade, Jonas (Eriberto Leão) vive em São Paulo, está desempregado e cansado da vida na metrópole. Em busca de alguma motivação para viver, ele acaba conhecendo Lia (Nanda Costa) naquele que seria o pior dia de sua vida. O que ele não sabe é que Lia já o acompanhava há algum tempo, juntamente com o colega de teatro Ígor (Pedro Neschling). Os dois o observavam como laboratório sobre a vida de um homem qualquer, para aplicar nas aulas de teatro. Só que logo Lia se apaixona por Jonas, se envolvendo também em um projeto de sequestro idealizado por Tico (Norival Rizzo), amigo de sua atual paixão.

Veja programação completa do IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema:

 

Cinema: veja a programação desta sexta-feira (31/05) no Centro Cultural Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

O Centro Cultural Fiesp promove até dia 10 de junho sessões gratuitas dos filmes que participam do IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema.

Neste sábado (31/05) serão exibidos dois filmes: às 14h, “Vale dos esquecidos”; às 16h, “Uma longa viagem”.

As sessões acontecem no Espaço Mezanino (Avenida Paulista, 1.313), com entrada gratuita. A capacidade da sala é de 50 lugares.

Confira a programação desta sexta (31/05):

Horário: 14h
Filme: “Vale dos esquecidos”
Diretor: Maria Raduan
Duração: 74 minutos
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: Este documentário relata a briga pela posse de terras no Mato Grosso. Todos os lados são escutados: índios, fazendeiros, sem-terras e posseiros mostram seus pontos de vista, citando especialmente o caso da fazenda Suiá-Missu, conhecida nos anos 70 como o maior latifúndio brasileiro.

 

 

Horário: 16h
Filme: Uma longa viagem
Diretor: Lucia Murat
Duração: 95 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Sinopse: O documentário revela a história de três irmãos, tendo como fio condutor a trajetória do mais novo, que viaja para Londres em 1969, enviado pela família para que não participasse da luta armada contra a ditadura no Brasil, seguindo os passos da irmã, que acabou tornando-se presa política. Misturando depoimentos e memórias dos irmãos com nove anos passados no exterior pelo caçula, o filme detalha cartas e também entrevistas com ele, que chegou a ser internado em instituições psiquiátricas. Um relato triste e ao mesmo tempo bem humorado de um núcleo familiar e suas convicções.

Prêmio

Desde segunda-feira (20/05), o público pode assistir, gratuitamente, aos 41 longas e 35 curtas-metragens que estão concorrendo ao prêmio.

As exibições serão realizadas até o dia 10 de junho, de segunda-feira a domingo, no Espaço Mezanino do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso (Av. Paulista, 1313, em frente ao Metrô Trianon), na capital.

No dia 11 de junho sai o resultado dos vencedores nas 13 categorias premiadas: Filme de Ficção, Filme Documentário, Filme de Curta-metragem, Diretor, Atriz, Ator, Atriz Coadjuvante, Ator Coadjuvante, Roteiro, Montagem, Fotografia, Direção de Arte e Trilha Sonora.

Veja a programação completa: