Homem de La Mancha vence 7 categorias do Prêmio Bibi Ferreira

Agência Indusnet Fiesp

O musical O Homem de La Mancha, produzido pelo Sesi-SP e dirigido por Miguel Falabella, venceu na noite desta quarta-feira (14) sete categorias no Prêmio Bibi Ferreira, em cerimônia no Theatro Municipal de São Paulo.

O espetáculo, indicado para concorrer em 11 categorias, foi premiado como Melhor Musical (crítica e voto popular), enquanto Miguel Falabella levou o prêmio de Melhor Direção. O maestro Carlos Bauzys foi premiado na categoria Melhor Direção Musical, e a coreógrafa Kátia Barros trouxe o prêmio de Melhor Coreografia para o musical, que também ganhou em Melhor Figurino, por Cláudio Tovar, e Melhor Desenho e Luz, por Drika Matheus.

Releitura de Miguel Falabella da obra Dom Quixote de La Mancha, de Miguel de Cervantes, o musical ficou em cartaz no Teatro Sesi-SP até junho deste ano. A montagem também recebeu o Prêmio APCA de Melhor Espetáculo e de Melhor Ator, para Cleto Baccic, Melhor Musical do Guia da Folha, segundo o Júri Técnico 2014, e o 3º Prêmio Aplausos Brasil de Teatro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544884633

O musical O Homem de La Mancha em sua última apresentação no Teatro do Sesi-SP. Foto: Everton Amaro/Fiesp


‘A Madrinha Embriagada’ recebe quatro prêmios Bibi Ferreira

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544884633

Ao lado do ator Cleto Baccic, o superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni, discursa durante cerimônia de premiação. Foto: Everton Amaro/Fiesp

O espetáculo “A Madrinha Embriagada” venceu três categorias do mais importante prêmio do teatro musical brasileiro, o Bibi Ferreira, em cerimônia realizada na noite de segunda-feira (13/10), no tradicional Theatro São Pedro, na Barra Funda, zona Oeste de São Paulo.

A peça foi eleita como melhor musical pelo voto popular. Kiara Sasso conquistou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante, por sua interpretação da personagem ‘Eva’, Fause Haten venceu na categoria Melhor Figurino e Gabriel D’Angelo levou o troféu de Melhor Desenho de Som.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544884633

Kiara Sasso agradece pelo prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante. Foto: Everton Amaro/Fiesp

O Sesi-SP conquistou ainda a Medalha Arthur Azevedo – Prêmio Bibi Ferreira pelo Projeto Educacional em Teatro Musical. A premiação tem como objetivo de homenagear instituições que contribuem para o crescimento e o fortalecimento do teatro musical no país. A medalha foi concedida ao Sesi-SP pelas ações, que incluem o curso de formação de atores, as oficinas de vivência em teatro musical e a montagem “A Madrinha Embriagada”.

Produzido pelo Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e pela Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp), “A Madrinha Embriagada” foi o espetáculo que concorreu no maior número de categorias, com 10 indicações.

O superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni Gonçalves, participou da cerimônia de entrega dos prêmios.

Criado em 2012, o Prêmio Bibi Ferreira celebra o crescimento dos musicais no país e já se tornou referência para artistas, público e crítica. Anualmente, o evento premia as produções e profissionais de teatro musical de destaque na cidade de São Paulo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544884633

Fause Haten foi o vencedor na categoria Melhor Figurino. Foto: Everton Amaro/Fiesp

‘A Madrinha Embriagada’ tem maior número de indicações ao Prêmio Bibi Ferreira

Agência Indusnet Fiesp 

Na segunda edição do mais importante prêmio do teatro musical brasileiro, o Bibi Ferreira, o espetáculo “A Madrinha Embriagada” recebeu 10 indicações. É o musical que concorre no maior número de categorias.

Cena de “A Madrinha Embriagada”: peças leves e femininas, que lembram lingerie. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Sara Sarres concorre ao prêmio de melhor atriz pela interpretação de Jane Valadão em “A Madrinha Embriagada. Foto: Everton Amaro/Fiesp

“A Madrinha Embriagada” foi indicada aos prêmios de melhor musical, melhor atriz (Sara Sarres), melhor ator (Ivan Parente), melhor atriz coadjuvante (Kiara Sasso), melhor direção (Miguel Falabella), melhor coreografia (Kátia Barros), melhor direção musical (Carlos Bauzys), melhor figurino (Fause Haten), melhor desenho de som (Gabriel D’Angelo) e melhor versão (Miguel Falabella).

Produzido pela Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), “A Madrinha Embriagada” ficou em cartaz por 11 meses, no Teatro do Sesi São Paulo, com a distribuição gratuita de cerca de 150 mil ingressos (saiba mais no infográfico sobre o espetáculo).

As indicações divulgadas são para a escolha do júri. Os indicados a melhor musical – voto popular serão divulgados no dia 15 de agosto. O prêmio será entregue no dia 13 de outubro, em uma cerimônia que terá Chico Buarque como homenageado.

Mais informações no site do Prêmio Bibi Ferreira.

Espetáculo exibido no Centro Cultural Fiesp recebe três prêmios Bibi Ferreira

Agência Indusnet Fiesp

O espetáculo músico-teatral “Lampião e Lancelote”, que ficou em cartaz entre 14 de março e 30 de junho no Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp, foi premiado na noite desta segunda-feira (09/09) com três prêmios Bibi Ferreira, nas categorias “Melhor Musical”, “Ator revelação em Teatro Musical” [Daniel Infantini] e “Melhor Figurino” [Márcio Vinicius]. O objetivo do prêmio é valorizar talentos do chamado teatro musical, transformando-se em selo de qualidade e excelência dos espetáculos do gênero em São Paulo.

Adaptação da obra homônima de Fernando Vilela, a montagem tem direção de Débora Dubois e trilha de Zeca Baleiro. A narração, feita por Cássio Scapin, retrata o encontro inusitado entre o cavaleiro medieval Lancelote (Leonardo Miggiorin) e o cangaceiro Lampião (Daniel Infantini).

A diretora de "Lampião e Lancelote", Débora Dubois recebe o prêmio de Melhor Musical. Foto: Naira Messa

A diretora de "Lampião e Lancelote", Débora Dubois recebe o prêmio de Melhor Musical. Foto: Naira Messa


Além dos três prêmios, o espetáculo também recebeu indicações em mais cinco categorias: “Melhor musical por voto popular”, “Melhor musical brasileiro”, “Melhor diretor [Debora Dubois]” e Melhor cenário [Duda Arruk]”.

As indicações em 15 categorias foram definidas por um comitê formado por cinco jurados: Rubens Ewald Filho, Ricardo Monteiro, Edna Ligieri, Michel Fernandes e Jamil Dias, em processo de seleção iniciado em julho de 2012.

Mais informações sobre o prêmio Bibi Ferreira no site: www.facebook.com/PremioBibiFerreira

Espetáculo exibido no Centro Cultural Fiesp recebe oito indicações no Prêmio Bibi Ferreira

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544884633

Lancelote (Leonardo Miggiorin) e a bruxa Morgana (Vanessa Prieto) no palco do Sesi-SP. Foto: João Caldas/Divulgação

O espetáculo músico-teatral “Lampião e Lancelote”, que ficou em cartaz entre 14 de março e 30 de junho no Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp, recebeu oito indicações para o Prêmio Bibi Ferreira, iniciativa que valorizar talentos do chamado teatro musical, transformando-se em selo de qualidade e excelência dos espetáculos do gênero em São Paulo.

As indicações foram nas seguintes categorias: “Melhor musical por voto popular”, “Melhor musical”, “Melhor musical brasileiro”, “Melhor Atriz [Luciana Carnieli]”, “Ator revelação em teatro musical [Daniel Infantini]”, “Melhor diretor [Debora Dubois]”, Melhor cenário [Duda Arruk]” e “Melhor figurino [Marcio Márcio Vinicius]”.

Adaptação da obra homônima de Fernando Vilela, a montagem tem direção de Débora Dubois e trilha de Zeca Baleiro. A narração, feita por Cássio Scapin, retrata o encontro inusitado entre o cavaleiro medieval Lancelote (Leonardo Miggiorin) e o cangaceiro Lampião (Daniel Infantini).

A cerimônia de premiação está marcada para o dia 9 de setembro, com entrega das estatuetas e a exibição de números musicais pela mestre de cerimônias, Alessandra Maestrini, e por estrelas do teatro musical, acompanhados pela Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo.

O prêmio faz uma reverência a uma diva do teatro musical brasileiro, Abigail Izquierdo Ferreira, mais conhecida como Bibi Ferreira, que vai receber uma homenagem na categoria “Premiação de Honra”.

As indicações em 15 categorias foram definidas por um comitê formado por cinco jurados: Rubens Ewald Filho, Ricardo Monteiro, Edna Ligieri, Michel Fernandes e Jamil Dias, em processo de seleção iniciado em julho de 2012.

A entrega dos prêmios será feita pelo “Comitê de Nomeação” do ano 2012/2013, formado por 25 profissionais de diversas áreas do Teatro Musical.

Mais informações: www.facebook.com/PremioBibiFerreira