Rally da Pecuária: vencedores da premiação em 2014 são apresentados na Fiesp

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

O Rally da Pecuária anunciou, na noite desta quarta-feira (04/06), em solenidade realizada na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), os vencedores da edição 2014 da premiação.

Confira a seguir a relação de premiados.

Excelência Zootécnica

Na categoria Excelência Zootécnica, o vencedor foi Cláudio Fernandes Braga, da fazenda Conforto, localizada em Nova Crixás, no estado de Goiás.

A propriedade, de 9 mil hectares e lotação permanente de 23 mil cabeças em recria e engorda, é a primeira no Brasil a implantar o floculador de grãos. Além disso, já trabalha com software de gerenciamento de rastreabilidade bovina, sistema de pestejo rotacionado irrigado via pivô central e sistema de pestejo rotacionado em sequeiro.

Manejo de Pastagens

Na categoria Manejo de Pastagens, o vencedor foi Eire Enio de Freitas, proprietário da fazenda Medalha Milagrosa, em Prata, Minas Gerais. Freitas optou pela integração lavoura e pecuária, trabalhando em áreas já abertas com produtividade e qualidade.

Freitas: integração entre lavoura e pecuária. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Freitas: integração entre lavoura e pecuária. Foto: Everton Amaro/Fiesp

A fazenda opera em um área de 617 hectares para pastagens, dos quais 70% são fertilizados anualmente, com 3,2 cabeças de gado por hectare, produzindo entre 6 e 7 mil litros de leite por dia.

Pecuarista do Ano

Diogo de Castilho Neto, proprietário da fazenda Tabapaju, em Sales, São Paulo, recebeu o prêmio de melhor pecuarista de 2014 do Rally da Pecuária.  Neto opera com 4,6 cabeças por hectare ao ano em média, utilizando sistema de recria e engorda, integrando pastagens bem manejadas e programas de suplementação a pasto.

Neto: o pecuarista do ano. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Neto: o pecuarista do ano. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Na área fertilizada, em torno de 150 hectares, a fazenda mantém 22,8 cabeças por hectare. Nessa área, a estimativa é de produtividade de 96 arrobas por hectare/ano.

Prêmio “Régis Alimadro” de Jornalismo

A vencedora do prêmio dedicado à imprensa especializada foi Suzana Inhesta, da Agência Estado.

Homenagem ‘in memorian’ a Gustavo Silva Camarotti

O engenheiro agrônomo Gustavo Silva Camarotti, falecido em dezembro de 2012, foi homenageado na solenidade pelos serviços prestados e pela contribuição para a criação de metodologias de análise de campo que hoje são referência no mercado pecuário.

Os familiares do homenageado, Tereza e Luis Camarotti, receberam a honraria.

Prêmio Gustavo Camarotti – Jovem Talento da Pecuária

O vencedor da primeira edição do prêmio, cujo objetivo é reconhecer a atuação de novos talentos do setor, foi Rosler Dallamaria, de apenas 23 anos.

Dallamaria: novo talento da pecuária reconhecido. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Dallamaria: novo talento da pecuária reconhecido. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Dallamaria é o proprietário de duas fazendas no norte do Mato Grosso do Sul, as quais, somadas, possuem área de 16 mil hectares de pastagens, dos quais seis mil são corrigidos e fertilizados ao ano.

A ocupação, nas duas propriedades somadas, é de 23 cabeças por hectare, com produtividade de 10,6 arrobas por hectare/ano.

Empreendedores do agronegócio premiados pelo Rally da Safra na Fiesp

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp

A noite desta terça-feira (01/04) foi de reverência aos empreendedores do agronegócio nacional. Para fechar as atividades do Rally da Safra 2014, levantamento com projeções da safra de grãos no país, foram premiados os destaques do setor em cerimônia realizada na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O evento teve a participação do diretor da Agroconsult, André Pessoa, que apresentou os resultados do estudo de campo realizado este ano. A consultoria é a responsável pela iniciativa.

Além disso, estiveram presentes na ocasião o segundo vice-presidente da Fiesp, João Guilherme Sabino Ometto, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Nery Geller, o membro do Conselho Superior do Agronegócio (Cosag) da Fiesp, coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas e ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues e o diretor titular do Departamento de Agronegócio (Deagro) da Fiesp, Benedito da Silva Ferreira.

“O André Pessôa, como um verdadeiro bandeirante, adentrou as áreas de plantio do país para fazer o Rally da Safra”, disse Ometto.

De acordo com o segundo vice-presidente da Fiesp, 24% da representação da entidade está ligada à indústria de insumos e alimentos. “Temos uma grande vocação na área”, disse. “Estamos aqui para trabalhar para o Brasil, todas as nossas posições são construtivas”.

Ometto: “Estamos aqui para trabalhar para o Brasil, todas as nossas posições são construtivas”. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Ometto: “Estamos aqui para trabalhar para o Brasil”. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Segundo diretor titular do Deagro, as condições enfrentadas pelos produtores rurais muitas vezes são “adversas”. “Por isso a importância de iniciativas como essa: a cada edição do Rally da Safra nos sentimos mais motivados a estreitar essa parceria”.

Em sua apresentação, Pessôa lembrou que o Rally é um esforço no sentido de “reduzir a assimetria das informações no agronegócio”. “Percorremos 65 mil quilômetros de praticamente todas as regiões do país, mobilizando uma equipe de 112 pessoas e envolvendo 2,2 mil produtores”, afirmou.

Ao longo do levantamento feito pelo Rally da Safra, conforme Pessôa, até mesmo as condições das estradas e as características físicas e nutricionais da soja no Brasil foram consideradas.

Quem tem compromisso

Para o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, é preciso ajudar a “reduzir os gargalos que atrapalham o desenvolvimento”. “Temos que trazer para dentro do agronegócio quem tem compromisso com a produção”, disse Geller.

Geller: para promover a inovação tecnológica. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Geller: foco na inovação tecnológica. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

“No ministério, estamos focados em trazer conhecimento para ajudar a resolver problemas”, afirmou. “Não é só disponibilizar recursos, mas também promover programas de acesso à inovação tecnológica”.

O homem que empurra o barco

Alvo da homenagem especial do prêmio Rally da Safra 2014, o fundador do Grupo Manah, de fertilizantes, Fernando Penteado Cardoso, emocionou a plateia ao destacar a “força humana” do agronegócio. “Parabenizo todos os premiados pela sua eficiência”, disse. “Que continuem a representar a força humana da nossa agricultura. A qualidade do homem que empurra o barco é muito importante”.

Representante do Grupo Bom Jesus, do Mato Grosso, na cerimônia, Nelson Vígolo recebeu o prêmio de “Produtor do Ano”. “Essa é uma grande satisfação para mim e para a minha família, que acreditou no cerrado e na produção de soja”, disse. “O Brasil é gigante na agricultura e pode crescer bem mais”.

Já a jornalista Sônia Bridi, da Rede Globo, destacada com o “Prêmio Especial Régis Alimandro de Jornalismo”, fez questão de citar a sua história pessoal com o campo. “Fiquei mais do que envaidecida e orgulhosa com esse prêmio: sou da primeira geração da família Bridi que nasceu fora da lavoura”, contou. “Foi a expansão da lavoura no país que mudou o meu destino”.

Para Sônia, é importante lembrar que existe um Brasil agrícola “eficiente e de altíssima produtividade”.

Confira abaixo a relação completa de premiados pelo Rally da Safra 2014:

Produtividade

Irmãos Cambruzzi (SC)

Excelência Agronômica

Geraldo H. Morsink (PR)

Gestão da Propriedade Agrícola

Fazenda Progresso (PI)

Produtor do Ano

Grupo Bom Jesus (MT)

Prêmio Régis Alimandro de Jornalismo

Gustavo Bonato – Thomson Reuters

Prêmio Especial Régis Alimandro de Jornalismo

Sônia Bridi – Rede Globo

Homenagem Especial

Fernando Penteado Cardoso (Fundador do Grupo Manah, de fertilizantes)

O Rally da Safra

Iniciado em 2004, o Rally da Safra vai a campo, todos os anos, para avaliar as condições das lavouras de soja e milho no Brasil. A expedição é realizada entre janeiro e março. O roteiro é escolhido com o objetivo de percorrer os principais polos produtores.

GT de Direito Concorrencial debate nesta quinta (09/05) premiação internacional na área

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

A premiação internacional entra na pauta de discussões do Grupo de Estudos de Direito Concorrencial da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Nesta quinta-feira (09/05), o grupo recebe três convidados para debater casos do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) indicados para reconhecimentos internacionais de direito antitruste: Cimpor (do setor de construção) e Philip Morris.

Os convidados são:

  • José Del Chiaro; da advocacia homônima, é especialista em direito da concorrência e sócio-fundador do Instituto Brasileiro de Estudos de Concorrência, Consumo e Comércio Internacional (Ibrac);
  • O mestrando Ademir Antonio Pereira Jr., da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP);
  • Lauro Celidonio Gomes dos Reis Neto, vice-presidente e coordenador do Comitê Jurídico da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústria de Base (Abdib) e sócio da Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados.

Serviço
Reunião do Grupo de Estudos de Direito Concorrencial da Fiesp
Quinta-feira (09/05) , às 14h
Local: 11º andar do edifício sede da Fiesp (Avenida Paulista, 1313 – São Paulo – SP)

Termina no dia 18 de março prazo para inscrições no Prêmio de Mérito Ambiental da Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

Com o objetivo de incentivar o setor produtivo a desenvolver boas práticas ambientais, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo promove anualmente, desde 1995, o “Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental”.

Para a edição de 2013, as empresas poderão inscrever, no máximo, dois projetos em duas categorias distintas: micro e pequeno porte (até 99 empregados) e médio e grande porte (a partir de 100).

As empresas interessadas em participar devem fazer sua inscrição preenchendo o formulário online disponível na página do Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental.

A ficha de inscrição e o envio dos trabalhos que concorrem ao prêmio devem ser enviados até o dia 18 de março.

Premiação e forma de avaliação

As vencedoras receberão troféu e também o selo do Mérito Ambiental.O resultado será divulgado durante a solenidade de premiação, em junho de 2013.

Os critérios de julgamento levarão em conta a otimização do uso de recursos naturais, além dos resultados obtidos com a implementação do projeto. A Comissão Julgadora é constituída por representantes de mais de uma dezena de entidades e universidades.

Edição anterior

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626Na edição de 2012 do Prêmio foram recebidos 41 cases. A Honda Automóveis venceu na categoria média e grande empresa com o projeto “Redução na emissão de Compostos Orgânicos Voláteis (VOC) nos processos produtivos“, ao motivar os funcionários no desenvolvimento de projetos na área de gestão ambiental e adotar políticas de sustentabilidade.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626Na categoria micro e pequena, o primeiro lugar ficou com a Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda, com a “Viabilidade da melhoria competitiva através da sustentabilidade e gestão do meio ambiente”.

A empresa desenvolveu projetos socioeducativos na área ambiental junto aos funcionários, nos últimos dez anos, percebendo novas oportunidades para o negócio.

Paulo Skaf participa do Anuário Época Negócios 360º, que premia as melhores empresas do país

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp), Paulo Skaf, participou nesta terça-feira (25/09)  do Anuário Época Negócios 360º, promovido pela revista Época Negócios. O evento, em sua primeira edição, premiou as melhores empresas do país a partir da análise de seis dimensões de atuação (resultados financeiros, governança corporativa, capacidade de inovação, políticas de recursos humanos, responsabilidade socioambiental e visão de futuro).

As dez empresas mais bem colocadas foram Natura, Vale, CPFL, Souza Cruz, Samarco, Hospital A. C. Camargo, Embraer, Ambev, Itaú Unibanco e Cielo.

Realizado na Casa Fasano, em São Paulo, o evento reuniu presidentes e representantes das melhores empresas do país, além do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin; do vice-governador, Guilherme Afif Domingos e do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Paulo Skaf entregou os prêmios para os representantes das empresas Tangará Foods, Ambev, Copasa e Souza Cruz (veja galeria de fotos abaixo).

Meninas do Sesi-SP derrotam Pinheiros e conquistam Copa São Paulo de vôlei feminino

Agência Indusnet Fiesp, com informações da assessoria de imprensa da Federação Paulista de Volleyball

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626

Equipe comemora o título com troféu e medalhas ao lado do presidente do Sesi-SP e da Fiesp, Paulo Skaf

Pouco depois do ouro olímpico pelas companheiras Dani Lins, Fabiana e Tandara, a equipe do Sesi-SP entrou na quadra do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo, na tarde deste sábado (11/08) para enfrentar as donas da casa.

E o resultado foi mais um pódio. O time comandado pelo técnico Talmo de Oliveira venceu por 3 sets a 1 16/25, 25/18, 25/20 e 25/17, em uma hora e 46 minutos.

O título foi conquistado de forma invicta, com outras duas vitórias: Sesi 3 x 1 BMG/São Bernardo (na sexta, 10/08) e Sesi/SP 3 x 1 Uniara (na quinta, 09/08).

A cerimônia de premiação contou com a presença do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP), Paulo Skaf.

O torneio serve de preparação para o Campeonato Paulista Adulto da Divisão Especial, com início programado para esta semana.

O jogo

A final da Copa São Paulo começou equilibrada, mas a partir do primeiro tempo técnico, o Pinheiros assumiu o controle do jogo, defendendo bem e aproveitando as chances de contra-ataque, fechando o parcial em 25/16.

No segundo set, o Sesi-SP voltou melhor. A série seguiu praticamente igual até o segundo tempo técnico, quando o Sesi passou à frente e empatou o jogo: 25/18.

Apesar do equilíbrio nos sets seguintes, prevaleceu a maior experiência do Sesi-SP, principalmente a boa atuação da ponteira Elisângela. A levantadora Marcela também se saiu bem, assim como a líbero Vere. Com mais paciência e tranquilidade nos pontos decisivos, o Sesi-SP venceu por 25/20 e 25/17 e conquistou o primeiro título da temporada 2012.

De acordo com Talmo de Oliveira, técnico do Sesi-SP, o destaque da equipe foi a recuperação após perder o primeiro set. “Tivemos sobriedade para recuperar a confiança, mesmo jogando na casa do adversário. O grupo percebeu que tem de pensar em cada ponto por vez e todos estão de parabéns pela virada e conquista importante. Sem dúvida, dará mais confiança para os futuros desafios”, afirmou.

A Copa São Paulo Feminina 2012 tem organização e promoção da Federação Paulista de Volleyball.


Entrevista: Alisson Sato, 2º colocado no II Concurso de Negócios CJE & Anjos do Brasil

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Com o projeto Eco Tampas Qualinova, Alisson Heidi Sato recebeu um cheque de R$ 5.000 relativo à segunda colocação do II Concurso de Negócios CJE & Anjos do Brasil. O evento de premiação aconteceu na noite de quarta-feira (27/06) em realização conjunta do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626

Alisson Sato, 2º colocado no Concurso, recebeu um cheque de R$ 5.000

Engenheiro com MBA em “Gestão com Ênfase em Empresas Industriais”, pela Unindus, Alisson Sato mantém desde 2009 na região metropolitana de Curitiba (PR) uma indústria de bebidas, a Qualinova, que, segundo ele, tem seus esforços direcionados para a inovação.

Leia a entrevista por e-mail:

Explique seu projeto, o Eco Tampas Qualinova.

Trata-se de uma embalagem no formato de uma tampa, encaixável nos modelos padronizados de garrafas PET de água mineral. Dentro da tampa, vários compostos nutritivos, de diferentes sabores, podem ser acondicionados para se misturar à água no momento do uso.

Qual foi o ponto de partida para o desenvolvimento?

O desenvolvimento do projeto Eco Tampas foi um afunilamento de várias ideias. Verificamos que o mercado de bebidas tem alguns fatores críticos de sucesso que tornam difícil a competição com as grandes indústrias. Trata-se de um mercado competitivo, no qual qualquer redução de custo é expressiva para os resultados e, sem economia de escala, fica muito difícil. Decidimos agregar valor, reduzindo custos logísticos e de produção através da inovação. Apresentamos um projeto ao CNPq [Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico], um parceiro que apoiou nossa causa e nos fornece mão de obra especializada. Hoje temos dois mestres trabalhando na empresa.

Quais os benefícios oferecidos pelo produto?

Nosso produto tem os principais diferenciais: ser ecologicamente correto, ter menores custos de produção – e consequente menor preço – e nos permitir utilização de uma infinidade de matérias-primas.

Quais foram os principais desafios nesse processo? E em que estágio o projeto se encontra?

A viabilidade técnica e econômica do projeto já foi realizada. Estamos buscando investidores que tenham know how comercial e possibilitem o lançamento do produto numa escala maior. Nossos maiores desafios estão por vir: a explicação clara dos conceitos aos consumidores e a “pulverização” dos produtos nos pontos de venda.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626

Alisson Sato: ser ecologicamente correto, ter menores custos de produção e nos permitir utilização de uma infinidade de matérias-primas são os diferenciais do Eco Tampas Qualinova

Caso algum investidor-anjo venha a se interessar pelo projeto, de que modo serão aplicados os recursos?

Os recursos serão utilizados para aquisição de maquinário e capital de giro.

Quais são as perspectivas de retorno para o investimento?

Nossa perspectiva é haver um retorno do investimento em 24 meses. Mas nós sabemos que esse tempo será possível (podendo inclusive ser bem reduzido) com o apoio de um investidor com conhecimento de mercado e uma rede de contatos forte.

Visando lançar esse produto, quais os próximos passos para a sua empresa?

Nós temos em mente que sempre teremos que inovar. O mercado é muito competitivo e, sem inovação, nenhuma empresa sobrevive dois anos.

O que significa ter sido o projeto escolhido na segunda colocação entre os mais de 900 inscritos neste concurso do Comitê dos Jovens Empreendedores da Fiesp?

A segunda colocação ainda nos parece um sonho. Sabemos que existem excelentes projetos dentro desse grupo de mais de 900 inscritos, e ficar na segunda colocação nos enche de orgulho e disposição para continuar trabalhando e inovando.

Como você começou a empreender?

Desde pequeno tinha o sonho de montar meu negócio e meus pais – como empreendedores – sempre me incentivaram. Na época do vestibular, tive a ideia de montar uma indústria de bebidas e decidi cursar engenharia de alimentos. Desde então, meu foco foi sempre tornar esse sonho uma realidade. Agora, meu objetivo é fazer a empresa crescer de forma sustentável para um dia (quem sabe?) me tornar um empreendedor Endeavor.

Fiesp revela indústrias vencedoras do 18º Prêmio de Mérito Ambiental

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

18ª Edição do Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental

18ª Edição do Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental

Com o objetivo de incentivar o setor produtivo a desenvolver boas práticas ambientais, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo promove anualmente o Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental, criado em 1995, e que chega agora à sua 18ª edição.

A edição deste ano recebeu um total de 41 cases, inscritos nas categorias micro e pequeno porte (até 99 empregados) e médio e grande porte (a partir de 100), sendo oito os finalistas. Os vencedores serão conhecidos nesta quarta-feira (27/06), durante a solenidade de premiação, e receberão troféu e o selo do Mérito Ambiental.

Serviço
Cerimônia do 18º Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental
Data: 27 de junho de 2012, quarta-feira, a partir das 19h
Local: Salão Nobre, 15º andar, na sede da Fiesp, Avenida Paulista, 1313

Humanidade 2012 recebe premiação do ‘Heróis do Futuro’

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626Viagens, tablets e consoles para videogames. Estes são os prêmios destinados aos vencedores do concurso “Heróis do Futuro”, iniciativa do Sistema Firjan, entidade representante da indústria carioca, em parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, com a participação do Sistema Fiesp, por meio da rede Sesi-SP e Senai-SP.

A cerimônia de premiação está marcada para o dia 14 de junho, no Forte de Copacabana, local do Humanidade 2012, evento da Fiesp e parceiros que acontece em paralelo à Rio+20.

O projeto “Heróis do Futuro” mobilizou alunos entre 10 e 15 anos, da rede Sesi-Senai dos dois estados, e de escolas municipais e particulares do Rio, para participarem de um jogo online que incentiva uma reflexão para os desafios de um desenvolvimento sustentável no mundo.

O projeto foi dividido em duas partes: uma presencial e outra online. A primeira, realizada por meio de visitas de monitores às escolas participantes, promoveu debates sobre a sustentabilidade. A segunda etapa, com o site aberto a todos, era possível encontrar, além de diversas informações, o jogo em formato de concurso cultural com premiação.

Os prêmios variam de viagens para Fernando de Noronha (PE), iPads e Playstations. Para mais informações: acesse www.heroisdofuturo.com.br. Além disso, é possível acompanhar o projeto nas redes sociais: Twitter, Facebook e blog.

O Humanidade 2012 é uma realização da Fiesp, do Sistema Firjan, da Fundação Roberto Marinho, do Sesi-SP, Senai-SP, Sesi Rio e Senai Rio, com patrocínio da Prefeitura do Rio e do Sebrae.


Premiação emociona e surpreende pais e alunos do Senai-SP

Edgar Marcel, Agência Indusnet Fiesp

Sorrisos, euforia, lágrimas de alegria e muita comemoração. Estes foram os ingredientes da premiação da Olimpíada do Conhecimento 2011 do Senai-SP – Estadual São Paulo, realizada nesta sexta-feira (11/11), no Palácio de Convenções do Anhembi, na capital.

Alunos de diferentes áreas tecnológicas, de unidades escolares do Senai de todo o Estado, participaram de competições durante toda a semana por meio de provas teóricas e práticas em 52 modalidades, que têm como objetivo avaliar e propiciar a melhoria de qualidade da educação profissional.

A cerimônia de encerramento recebeu todos os participantes, que entraram segurando com orgulho as bandeiras de suas cidades, e logo tomaram o auditório. A expectativa pelo anúncio dos vencedores era grande, visível no rosto de cada um deles.

“Nosso sonho de trazer a Olimpíada do Conhecimento para o Anhembi se tornou realidade, graças ao trabalho árduo de nossos professores, alunos e diretores que mostram a força do Senai-SP e do Sesi-SP, celeiro de tantos talentos do nosso País”, declarou Paulo Skaf, presidente da Fiesp/Senai-SP/Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626

Paulo Skaf, presidente da Fiesp (à dir.), e Walter Vicioni, diretor regional do Senai-SP (à esq.) cumprimentaram os vencedores e entregaram medalhas

Ele chamou ao palco os diretores responsáveis pelo evento para um agradecimento especial e homenageou também os alunos do Senai-SP que conquistaram o segundo lugar no World Skills 2011, realizado em outubro em Londres, Inglaterra.

“O Brasil ficou diante do mundo, superando Estados Unidos, Suíça, Alemanha, Reino Unido, entre outras nações. Nossos representantes estiveram lá e mostraram a vibração do povo brasileiro”, enalteceu Skaf, após a exibição de um vídeo com os melhores momentos do evento.

Walter Vicioni, diretor regional do Senai-SP, saudou o público e agradeceu pela participação de todos os envolvidos, principalmente ao presidente Paulo Skaf. “Fazer a maior Olimpíada das Américas confirma e reforça o que nós sabemos de sua gestão, que se preocupa em investir nas pessoas”, exclamou.

Felicidade à flor da pele

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626

Show do Charlie Brown Jr. encerrou a premiação

A premiação foi regida pela comoção de pais e alunos vitoriosos. A cada nome convocado pelos mestres de cerimônia a buscar sua medalha, companheiros de competição extravasavam a adrenalina acumulada após uma semana de intensas atividades. Muitos vencedores não contiveram o choro e abraçavam seus companheiros com muita alegria.

No meio da entrega de prêmios aos melhores colocados, o ilusionista Mario Kamia fez uma rápida intervenção com uma apresentação de mágica, que empolgou a plateia. No final, ele retornou para um novo número, desta vez inusitado: colocou biombos no palco para causar suspense, e de trás deles surgiu a banda Charlie Brown Jr., que fez um show surpresa.

“Parabéns ao Senai-SP pelo evento, do qual saem todos vencedores pelo conhecimento que adquirem. Nos envaidece tocar para essa galera tão representativa”, afirmou Alexandre Chorão, vocalista da banda.

Confira a lista dos aluno vencedores da Olimpíada do Conhecimento 2011.

Olimpíada do Conhecimento em números:

  • 1 ano de planejamento e preparação
  • 3.000 toneladas de máquinas e equipamentos
  • 19 áreas tecnológicas
  • 22.000 refeições servidas
  • R$ 43 milhões em máquinas e equipamentos
  • 50.000 visitantes
  • 52 modalidades disputadas
  • 83 escolas Senai envolvidas
  • 80.000 copos de água consumidos
  • 250 caminhões utilizados
  • 800 alunos competidores

Leia mais:

Saiba mais sobre o maior evento de educação profissional da América Latina
Acesse a página do Senai-SP no Facebook

Conheça as invenções campeãs do Inova Senai 2011

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

A sétima edição do Inova Senai, realizada de 7 a 9 de novembro no Pavilhão de Exposições do Anhembi, na capital paulista, terminou nesta sexta-feira (10) com a premiação de 25 trabalhos de alunos e docentes de 54 escolas da rede Senai no estado. Os projetos premiados passaram pelo crivo de 77 avaliadores de empresas, universidades, escolas técnicas e institutos de pesquisa.

A Escola Senai Mário Amato, de São Bernardo do Campo, ganhou quatro premiações, incluindo a primeira colocação na categoria Equipamentos, uma medalha de prata na categoria Materiais e Produtos e dois bronzes, respectivamente, nas categorias Processos e Materiais e Produtos.

A Escola Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, de Campinas, levou as três medalhas da categoria Alimentos, e a Escola Senai Theobaldo de Nigris, da Capital, levou para casa o ouro com o trabalho Equipamento Didático produzido por docente e prata na categoria responsabilidade social, destinada a alunos.

A Escola Senai Márcio Bagueira Leal, do município de Franca, se destacou em duas das três categorias de docentes, conquistando dois bronzes nas categorias Produto Inovador e Processo Inovador.

Outra unidade que também conquistou premiações foi a Escola Senai Gaspar Ricardo Junior, do município de Sorocaba, com duas medalhas de bronze nas categorias Equipamento e Inova-Design.

O trabalho que conquistou a simpatia popular entre os mais de 14 mil votos depositados nas urnas eletrônicas do evento foi o Roupeiro para Cadeirante, da Escola Senai Almirante Tamandaré, de São Bernardo do Campo, que ainda conquistou a primeira colocação na categoria Responsabilidade Social.

Confira a lista completa dos vencedores.

Projetos do Inova Senai revelam preocupação dos alunos e docentes com temas sociais

Danusa Etcheverria, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626

Kit para motos Wi-Light Security concorre à premiação na categoria Equipamentos

Equipes compostas por jovens alunos e professores do Senai-SP apresentaram seus projetos e invenções no Pavilhão de Exposições do Anhembi, zona norte da capital, durante a tarde desta segunda-feira (7) no Inova Senai.

Ao todo estão expostos 100 trabalhos inéditos – 16 de docentes e 84 de alunos –, em forma de equipamentos, materiais ou pesquisas em processos divididos em oito categorias.

Os trabalhos foram desenvolvidos por alunos dos cursos de Aprendizagem Industrial, Técnico e Tecnólogo e docentes de 54 escolas da instituição do estado de São Paulo. O objetivo é disseminar a cultura para a inovação tecnológica por meio do desenvolvimento de projetos e processos.

Muitos dos projetos revelam grupos de alunos sensibilizados e engajados com temas sociais, como a inclusão de deficientes e a segurança no trânsito. É o caso do Kit para motos Wi-Light Security desenvolvido por alunos da Escola Senai Hessel Horácio Cherkassky, em Cubatão, que concorre à premiação na categoria Equipamentos.

A invenção conecta os comandos de freio e setas da motocicleta com o capacete fazendo com que os alertas sejam visíveis, simultaneamente, na traseira do veículo e na cabeça do piloto. Uma das inventoras, Emanuella Santos Guimarães, de 19 anos, após pesquisa in loco com motociclistas e motoqueiros, observou que muitos acidentes de trânsito acontecem por problemas na sinalização. O grupo revela ainda expectativa de que o acessório torne-se de uso obrigatório de acordo com as leis de trânsito brasileiras.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626

Roupeiro que facilita a rotina doméstica dos cadeirantes concorre na categoria Responsabilidade Socia

Dois armários também chamaram a atenção do público e dos avaliadores. Um foi pensando especialmente para facilitar a rotina doméstica dos cadeirantes e o outro promete secar e deixar as roupas prontas para uso.

O primeiro concorre na categoria de Responsabilidade Social e foi desenvolvido por duas alunas do curso de Madeira e Mobiliário, da Aprendizagem Industrial.

Thayná Florentino e Maria Clara Marotti, ambas de 16 anos, planejaram e construíram um roupeiro que visa à inclusão social de pessoas com deficiência, mas que também pode ser aproveitado por portadores de nanismo e pessoas de baixa estatura. “Os cadeirantes e os baixinhos têm que fazer um verdadeiro malabarismo para alcançar compartimentos mais altos”, defenderam.

Um motor semelhante aos usados em automóveis para comandar o sobe e desce dos vidros das portas é a chave principal do projeto que eleva e abaixa, com segurança, prateleiras localizadas no alto. Ao toque de um botão, o compartimento móvel desce na altura da cintura dos cadeirantes. Com a customização realizada por meio da automação, a dupla espera alcançar uma medalha na competição acadêmica e, também, levar seu produto para o mercado moveleiro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540127626

Armário que seca e deixa a roupa pronta para o uso em uma hora concorre na categoria Equipamentos

O segundo armário foi pensado após um morador de uma quitinete reclamar da falta de espaço para secar as roupas. O prático móvel feito de MDF e revestido de PVC seca até três quilos de roupas em apenas uma hora de funcionamento, gastando cerca de 1kw/h. E o melhor: as roupas já saem prontas para o uso.

De acordo com as pesquisas mercadológicas, o armário poderia ser vendido por cerca de R$ 2.000, já com uma margem de lucro de 30%. Este projeto concorre na categoria Equipamentos e já está ganhando a preferência do público.

Premiação

Os projetos serão avaliados por especialistas das oito categorias inscritas – cinco de alunos e três de docentes –, e os três melhores trabalhos de cada uma receberão medalha e certificado de participação. Design e segurança serão consideradas categorias transversais, abrangendo todas as categorias e áreas tecnológicas.

Embasado nos critérios de criatividade, originalidade e inovação, método científico, desenvolvimento do trabalho, demonstração, montagem final e resultados, o julgamento será realizado por comissão composta por representantes do meio acadêmico, instituições tecnológicas e empresas.

Os visitantes também poderão eleger o trabalho mais criativo. A votação será feita por meio de duas urnas eletrônicas instaladas nas extremidades da exposição. A premiação acontecerá na quinta-feira (10), às 15h, no Auditório Elis Regina.

Serviço
Inova Senai – 2011
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209, Capital
Visitação: de 7 a 9 de novembro de 2011, das 9h às 17h
Entrada franca

Leia mais:

Acesse a página do Senai-SP no Facebook

Acompanhe as novidades do Inova no Twitter do Senai-SP

Concurso de poesia do Sesi-SP e do Senai-SP revela novos talentos

Agência Indusnet Fiesp

Os 33 melhores trabalhos de um total de 99.259 inscritos no  3º Concurso de Poesias do Sesi-SP e Senai-SP serão premiados no dia 30 de novembro, às 10h30, no Teatro do Sesi São Paulo, localizado no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, à Avenida Paulista, 1313, Capital.

Voltada a alunos das diferentes vertentes de ensino das duas entidades, a iniciativa tem como objetivo promover o gosto e a prática pela escrita e o hábito da leitura.

Em sua primeira edição, em 2006, concorreram 42.442 trabalhos com o mote Cidadania. Na segunda, em 2008, o concurso buscou inspiração no tema ecológico O Planeta Terra Pede Socorro, reunindo 94.712 poemas.

Neste terceiro ano, o concurso foi dividido em três etapas: local, regional e estadual. As obras inscritas foram separadas em 11 categorias, de acordo com a faixa etária e o nível de escolaridade dos autores. As idades dos concorrentes, portanto, variam de 5 a 70 anos.

Participaram da última seletiva os 209 melhores trabalhos classificados nas etapas anteriores. O julgamento das obras em cada fase foi feito por comissões compostas por professores, pedagogos, mestres e doutores da instituição em Língua Portuguesa.

Antologia

Os 11 melhores trabalhos de cada modalidade farão parte de uma antologia publicada pelo Sesi-SP e que será entregue aos participantes durante a solenidade. O evento será encerrado com um pocket show do cantor e compositor Nando Reis.

Serviço
Premiação do 3º Concurso de Poesia do Sesi-SP / Senai-SP
Data/Horário: 30 de novembro, terça-feira, às 10h30
Local: Centro Cultural Ruth Cardoso – Teatro do Sesi São Paulo
Endereço: Av. Paulista, 1313, Capital

Sesi-SP premia industriários no Festival Sesi Música 2010

Agência Indusnet Fiesp

No último domingo (26/9), cerca de 300 pessoas conferiram no Teatro do Sesi São Paulo a premiação de seis dos dez finalistas da edição estadual do Festival Sesi Música 2010, evento destinado a revelar talentos artísticos da indústria paulista.

Wandi Doratiotto apresentou a cerimônia que contou com um júri composto por Fernanda Porto, Adélia Issa e Filó Machado e foi encerrada com show da cantora Maria Alcina.

Os seis vencedores dividiram-se em duas categorias: interpretação e composição inédita. Acompanhados por uma banda profissional, surpreenderam pela diversidade de ritmos musicais, passando pela bossa nova, samba, pop-rock, música de raiz e clássicos da MPB.

O primeiro lugar na categoria composição inédita coube a Adriano Porto, representante da Ford de São Bernardo do Campo, que interpretou a canção Azul.

Na categoria interpretação, Bruno Eloy Abate de Oliveira, dos Correios de Bauru, venceu pela segunda vez ao cantar Sangrando, de Gonzaguinha.

Os candidatos classificados em primeiro, segundo e terceiro lugares em cada categoria amealharam, respectivamente, R$ 5.000, R$ 3.000 e R$ 2.000.

Além dessa premiação, o primeiro colocado em cada categoria representará o Estado na Edição Nacional, que ocorrerá em Belo Horizonte (MG), no mês de novembro.

Confira a lista dos vencedores:

Categoria Composição Inédita

  • 1º lugar
    Adriano Porto
    São Bernardo do Campo – Ford Motor Company
    Música: Azul

  • 2º lugar
    Anderson Antonio da Silva
    Franca – Rafarillo Calçados
    Música:Quando amor chegar

  • 3º lugar
    Gilmar Gomes e Sheyla de Brito
    Bauru – Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos
    Música: Isso é o futebol

Categoria Interpretação

  • 1º lugar
    Bruno Eloy Abate de Oliveira
    Bauru – Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos
    Música: Sangrando (Gonzaguinha)

  • 2º lugar:
    Jefferson Carlos da Silva
    Cotia – Plastwal Latino Americana.
    Música: Beatriz (Chico Buarque / Edu Lobo)

  • 3º lugar
    Guilherme Cavalcante e Fernando Costa
    Agudos – Duratex S/A
    Música: Sem você (Guilherme de Sá)