Ramirez desequilibra e Sesi-SP perde para Praia Clube na Superliga Feminina

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Em uma partida importante para garantir boa vantagem antes do clássico, o time feminino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) não conseguiu repetir as últimas atuações e acabou derrotado pelo Praia Clube, em Uberlândia, Minas Gerais, na noite desta terça-feira (3/3), pelo placar de três sets a zero (27/25, 25/19, 25/20), mantendo-se com 55 pontos na segunda colocação. Agora, o time volta para São Paulo onde se prepara para o confronto contra o Osasco, nesta sexta-feira (6/3), na Vila Leopoldina.
A equipe de Talmo de Oliveira não conseguiu mostrar seu melhor voleibol. Com muita dificuldade para superar o bloqueio adversário, Fabiana e companhia ainda enfrentou uma iluminada Ramirez, que pontuou 22 vezes e levou o Viva Vôlei da noite. Mesmo com o equilíbrio entre as equipes, o placar de três a zero refletiu a superioridade do Praia nos momentos cruciais, que errou menos nos fundamentos. Talmo tentou mexer bastante na equipe, utilizando Mari, Monique e Claudinha em diversos momentos, mas não foi a noite do Sesi-SP.

Sesi-SP em disputa pela Superliga contra o Praia Clube.Foto: Cairo César Silva/Divulgação

O jogo

Jogando em casa e empurrado pela torcida, o Praia começou melhor o primeiro set. Ramirez e Tandara eram as principais opções ofensivas, mas o time não conseguia abrir vantagem larga, sempre sendo apertado pelo Sesi-SP. O primeiro bom momento das mineiras foi após a parada técnica, quando abriram 7/10, mas as Meninas da Vila buscaram e empataram. Tandara atacou para trás e colocou as paulistas na frente da quadra, mas Fabiana “devolveu” e deixou o placar igual em 15/15. O Sesi-SP ficou com a segunda parada técnica e aumentou a vantagem, que chegou a 20/17 após Bia bloquear Tandara. Mas o time não soube fechar e, depois de ter o set point em 24/22, deixou o Praia virar e ficar com a parcial em 25/27, após bloqueio sobre Monique.
O Sesi-SP começou irreconhecível o segundo set. Puxadas por Ramirez, as jogadoras do Praia abriram logo quatro pontos de vantagem. As visitantes encostaram, mas o Praia abriu novamente mais quatro pontos e manteve a vantagem. Com 8/12 contra, Talmo trocou Suelle por Mari para dar mais força ao ataque. Bia diminuiu com ace, mas Tandara marcou de novo, mantendo a diferença de quatro pontos. E quando o Sesi-SP chegava, Ramirez atacava e marcava. Com a cubana inspirada, as donas da casa se mantiveram à frente durante toda a etapa, até fechar com bloqueio de Tandara sobre Barbara, marcar 25 a 19 pontos, e abrir dois a zero na partida.
O Sesi-SP voltou para o terceiro set pressionando e forçando o erro do Praia. Deu certo e o time ficou na frente na primeira metade da etapa, mas acabou deixando o Praia virar, mais uma vez com Ramirez explorando o bloqueio. E o que se viu em seguida foi uma sucessão de erros do time da Vila, que viu as donas da casa abrirem cinco pontos de diferença em momento crucial da partida (10/15). O Sesi-SP se perdeu e então assistiu ao Praia abrir vantagem sem parar, até fechar com Tandara em 25 pontos contra 20 pontos do time da indústria.

Sesi-SP perde por 3 sets a 1 para Praia Clube pela quinta rodada da Superliga feminina

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

No último ponto do terceiro set, vencido pelas anfitriãs por 22/20. Imagem: Reprodução Sportv

Em jogo realizado em Uberlândia (MG), pela quinta rodada da Superliga 2013/14, a equipe feminina de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) foi derrotada a noite desta segunda-feira (28/10) pelo Banana Boat Praia Clube. O placar foi de 3 sets a 1 (18/21, 21/15,22/20 e 21/12) em 1h45 de jogo.

O Sesi-SP venceu o primeiro set por 21/18, mas, depois de ajustar a linha de passe e de se destacar na defesa, a equipe mineira empatou. No terceiro set, mais disputado, uma decisão da arbitragem muito questionada pelas jogadoras do Sesi-SP tirou a concentração da equipe, que perdeu o quarto set por uma placar mais elástico.

Segundo a ponteira do Sesi-SP, Pri Daroit, que levou uma advertência que valeu um ponto para a equipe adversária em momento crucial do jogo, a arbitragem cometeu um erro, mas isso não justifica a derrota do time.

“Ficamos um pouco ansiosos no terceiro set. Estávamos na frente e o time não soube lidar com a vantagem e nós perdemos”, reconheceu a jogadora. “Também ocorreram alguns erros da arbitragem. O que aconteceu foi que ele [juiz] errou no final do terceiro, com placar 21 a 20. Ele me deu uma invasão que não existe”, defendeu. “Mas não vou justificar a perda do jogo por causa dele. O time tem de entrar com mais calma”, ponderou Pri Daroit.

A oposto Monique, do time anfitrião, foi a maior pontuadora da partida, com 17 acertos. Já a levantadora Juliana Carrijo, também do Praia Clube, levou o troféu Viva Vôlei, concedido à melhor da partida, em escolha feita pelo técnico do time vencedor.

Na avaliação da jogadora, a equipe mineira conseguiu ganhar força ao longo do jogo. “O grupo chegou muito quebrado, mas aos poucos fomos retomando esse volume de jogo que muitas equipes também não têm”, disse a levantadora. “Pouco a pouco a gente vai retomando e criando essa equipe”, completou.

O Sesi-SP acumula duas vitórias e três derrotas na competição. A próxima partida pela Superliga está programada para o final do mês de novembro, no dia 29/11, às 19h, diante do Barueri, no ginásio da Vila Leopoldina.

O jogo

O Sesi-SP começou o jogo de forma contundente e marcou 03/00 no primeiro minuto de jogo, vencendo o primeiro set da partida por 21/18. No segundo set, a equipe perdeu o ritmo e perdeu para o Praia Clube por diferença de seis pontos (21/15).

O terceiro set foi marcado pelo equilíbrio. Com placar de 20/20. O Sesi-SP levou uma advertência com cartão amarelo por invasão de quadra. O Praia Clube aproveitou o nervosismo das visitantes e marcou os dois pontos para fechar o set.

O quarto set começou com a expulsão de Pri Daroit e ponto para as adversárias do Praia Clube. Com um placar veloz, o time mineiro abriu vantagem de oito pontos (14/06) e resolveu a partida com vantagem de nove pontos (21/12).