Presidente da Fiesp destaca educação em formatura da Trevisan Escola de Negócios

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, esteve, na noite desta terça-feira (18/06), na formatura do curso de pós-graduação em Gestão Sindical da Trevisan Escola de Negócios. O evento contou ainda com a presença do presidente da Trevisan Escola de Negócios, Antoninho Marmo Trevisan, além de diretores da Fiesp e presidentes dos sindicatos.

Skaf: educação é prioridade para a Fiesp e para a indústria. Foto: Julia Moraes

Skaf: educação é prioridade. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Em seu discurso aos formandos e professores, Skaf agradeceu o convite para estar presente “numa noite de festa” como aquela. E destacou o compromisso da Fiesp e da indústria com a educação. “Estão todos de parabéns. A educação é uma prioridade nossa”, disse. “O conhecimento é o maior patrimônio de uma pessoa”.

O presidente da Fiesp lembrou ainda as ações do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP). “Estamos com 1 milhão de matrículas no Senai esse ano e com 350 mil no Sesi”, afirmou. “Isso além de 100 novas escolas. Temos um projeto ambicioso em educação”.

A cerimônia de formatura de pós-graduação em Gestão Sindical da Trevisan Escola de Negócios. Foto: Julia Moraes/Fiesp

A cerimônia de formatura da pós-graduação da Trevisan Escola de Negócios. Foto: Julia Moraes/Fiesp

A Fiesp, por intermédio de seu Departamento Central de Serviços (CSER), desenvolveu o Programa de Educação Continuada – Aprimoramento em Gestão Sindical, em parceria com a Trevisan Escola de Negócios. A iniciativa tem como foco a capacitação e o aprimoramento de profissionais nos sindicatos patronais. E é voltada para presidentes, diretores, colaboradores e parceiros dos sindicatos e das associações da indústria, sendo coordenada pelo professor de Estratégia e Técnicas de Negociação Irani Cavagnoli.

O programa foi dividido em três módulos de 120 horas cada um. Entre os assuntos trabalhados em sala de aula, estão a valorização dos sindicatos e entidades patronais e o desenvolvimento de produtos e oportunidades para as empresas associadas.