Dois espetáculos estão em cartaz no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso

Evelyne Lorenzetti, Agência Indusnet Fiesp

Dois espetáculos da temporada 2010 estão novamente em cartaz no  Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso: Pororoca Quem tem medo de Curupira?. A entrada é franca.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545009594

Cena da peça Curupira

Pororoca é uma tragicomédia do maranhense Zen Salles, montada pelos atores profissionais do Núcleo Experimental do Teatro do Sesi São Paulo. O dramaturgo foi buscar nas lendas e mitos de sua terra natal a matéria-prima para a construção dessa peça, narrando todo o impacto que a pororoca – que significa “onda destruidora” no dialeto indígena – causa entre os ribeirinhos do Mearim. Intercalando cenas tensas e descontraídas, a peça fala da alegria e do senso de humor característico do povo brasileiro, apesar de todas as dificuldades.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545009594

Cana da peça Quem tem medo do curupira?

Já Quem tem Medo de Curupira é um musical, com texto de Zeca Baleiro e direção da premiada Débora Dubois, focado no público juvenil e que destaca personagens da fábula brasileira pouco explorados na dramaturgia. Resgata o folclore brasileiro das regiões norte e nordeste do País para a realidade urbana das metrópoles. Além disso, propõe uma reflexão subliminar sobre a própria migração interna e a imensa mudança de valores que ela acarreta.

Serviço
Entrada: franca. A distribuição dos ingressos tem início a partir da abertura da bilheteria no mesmo dia do evento. Horário de funcionamento da bilheteria: de quarta a sábado, das 12h às 20h30; domingo, das 11h às 19h30. São distribuídos dois ingressos por pessoa.
Telefone para informações: (11) 3146-7405

  • Pororoca

Local: Teatro do Sesi São Paulo
Endereço: Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp, Capital
Datas e horários: de 3 a 27/02, de quinta-feira a domingo, às 20h
Capacidade: 456 lugares
Duração: 90 minutos
Gênero: tragicomédia
Recomendação etária: Não recomendado para menores de 18 anos

  • Quem tem medo de Curupira?

Local: Teatro do Sesi São Paulo – Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp, Capital
Datas e horários: de 5 a 27/02 – sábados e domingos, às 16h
Capacidade: 456 lugares
Gênero: musical
Duração: 90 minutos
Recomendação etária: Não recomendado para menores de 10 anos

Autor da peça Pororoca concorre ao prêmio CPT 2010

Por Karina Silva

O dramaturgo maranhense Zen Salles, que integrou a segunda turma do Núcleo de Dramaturgia Sesi-British Council, é um dos indicados ao Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro 2010, pelo texto Pororoca.

A peça foi escrita durante as atividades do Núcleo, sob orientação da dramaturga e jornalista Marici Salomão. Pororoca foi selecionada para montagem, escolhida entre os 12 textos finalizados pelos participantes da segunda turma.

Salles concorre com outros importantes autores, como Luís Alberto de Abreu e Rogério Toscano, na categoria Dramaturgia – Criação individual ou coletiva em espetáculo apresentado em sala convencional, rua ou espaço não convencional.

O anúncio e a entrega do prêmio serão realizados no dia sete de fevereiro, no Teatro Coletivo – Rua da Consolação, 1623, São Paulo, Capital.

Lendas e mitos

No texto, inspirado em lendas e mitos brasileiros, o autor apresenta personagens marcantes e trilha sonora composta por canções populares maranhenses tocadas ao vivo. A peça retrata o impacto e as transformações que a Pororoca – ou “onda destruidora”, no dialeto indígena – causa nos ribeirinhos de Mearim.

Pororoca teve lotação de público durante temporada no Mezanino do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, entre setembro e novembro de 2010. Quase 3.000 pessoas assistiram ao espetáculo do jovem autor, cujo texto ganhou a direção de Sério Ferrara e um elenco de batutas, como Juçara Freire e Rogério Brito. A peça terá reestreia em fevereiro, de quinta-feira a domingo, no Teatro do Sesi.

Mais informações pelo telefone (11) 3146-7406.