Sesi-SP vence 1º torneio de polo aquático na Vila Leopoldina

Agência Indusnet Fiesp

A equipe principal do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) foi a grande vencedora do 1º Torneio Sesi-SP de Polo Aquático, realizado de 15 a 17 de maio, na piscina do Centro de Atividades (CAT) Gastão Vidigal, na Vila Leopoldina.

A equipe derrotou no último dia de competições o Clube Atlético Paulistano, por 15 a 11, depois de vencer na quinta (15/05) a equipe B do próprio Sesi-SP e o Clube Jundiaiense na sexta (16/05).

Na avaliação do técnico André Avallone, o último jogo foi muito importante para dar responsabilidade a jogadores mais jovens como Beto de Freitas, Henrique Lopes e Gabriel Salgado. “Por dois momentos da partida chegamos a ficar atrás por três gols, mas conseguimos manter a calma e recuperar. No último quarto, entramos com muita calma e decididos taticamente”, explicou Avallone.

O principal objetivo do torneio foi colocar em atividade as equipes que estão paradas desde março por conta do calendário.

Avallone destacou a importância de competições como essa. “Não estamos aqui apenas para vencer ligas e campeonatos, e sim para desenvolver a modalidade. Esse torneio serviu para que mais atletas tivessem a oportunidade de jogar.”

Polo Aquático do Sesi-SP encara Botafogo em busca da final da VI Liga Nacional

Agência Indusnet Fiesp 

O time masculino adulto de polo aquático do Sesi-SP disputa sábado (07/11) e domingo (08/11), na piscina da Escola Naval, no Rio de Janeiro, as duas partidas da semifinal da VI Liga Nacional Polo Aquático, contra o Botafogo. Terceira colocada na fase classificatória, a equipe comandada por André Avallone obteve seis vitórias e cinco derrotas, ficando atrás do próprio Botafogo e do Fluminense, líder invicto com 12 vitórias em 12 jogos.

Pode ser a primeira vez que o Sesi-SP chega a uma final de Liga Nacional, desde que a equipe adulta foi criada em 2010. Para atingir o objetivo, o time da indústria terá que reverter a vantagem do Botafogo pela posição na tabela. O time carioca joga por dois resultados iguais. Caso cada equipe vença uma partida, o classificado será aquele com melhor saldo de gols nos jogos.

Devido a esse equilíbrio, os dois jogos serão completamente imprevisíveis. Na fase de classificação cada equipe venceu um jogo, sempre por uma pequena diferença. Para Avallone, o nível se manterá, mas o Sesi-SP sabe o que precisa fazer para vencer o adversário e finalmente conquistar o direto a disputar a final do campeonato nacional.

“Vamos entrar muito focados. O jogo que nós perdemos foi porque jogamos muito mal. Não tiro os méritos do Botafogo, mas aquele não foi o nosso jogo. Dessa vez, nós entendemos a possibilidade de pegar essa final e vamos fazer de tudo para conseguir. Vamos botar na partida tudo o que treinamos exaustivamente o ano todo”, comentou Avallone.

Caso se classifique, o Sesi-SP enfrentará o vencedor do confronto entre Fluminense e Pinheiros, que também ocorrerá na Escola Naval. O tricolor carioca é o franco-favorito no duelo, uma vez que ganhou todos os seus jogos até agora. Mas para Avallone, numa hipotética final, tudo pode ser diferente.

“Temos o Botafogo agora. Depois podemos pensar no Fluminense ou no Pinheiros. Mas em um jogo só (a decisão é jogo único), tudo pode acontecer”.

As partidas de sábado terão início às 15h com Fluminense x Pinheiros. Botafogo x Sesi-SP será logo na sequência, às 16h20. No domingo, a ordem se mantém. Fluminense x Pinheiros começam a jogar às 9h, com Botafogo x SESI-SP previsto para às 10h20, caso não haja prorrogação na partida anterior.

Campanha do Sesi-SP na Liga Nacional

Primeiro Turno

Flamengo 8 X 18 Sesi-SP
Pinheiros 8 X 7 Sesi-SP
Botafogo 7 X 9 Sesi-SP
Paulistano 8 X 14 Sesi-SP
Fluminense 12 X 8 Sesi-SP
Hebraica 2 X 12 Sesi-SP

Segundo Turno

Pinheiros 7 X 5 Sesi-SP
Flamengo 6 X 20 Sesi-SP
Botafogo 8 X 6 Sesi-SP
Paulistano 5 X 11 Sesi-SP
Fluminense 15 X 6 Sesi-SP
Hebraica 2 X 18 Sesi-SP

Serviço
Liga Nacional – Semifinal: Sesi-SP x Botafogo
Data: 07/12/2013 (sábado) e 08/12/2013 (domingo)
Hora: 16h20 (sábado) e 10h20 (domingo)
Local: Escola Naval do Rio de Janeiro (Av. Alm. Sílvio de Noronha, s/n, Castelo – Rio de Janeiro – RJ)

Meninos do polo aquático do Sesi-SP conquistam bicampeonato brasileiro

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545223000

Sagrada bicampeã brasileira júnior da modalidade, equipe do Sesi-SP posa para foto após partida emocionante. Foto: Arquivo/Fiesp

Foi um jogo heróico para o Sesi-SP. Neste domingo (25), jogando na casa do adversário, a equipe de polo aquático venceu todas as adversidades, derrotou o Esporte Clube Pinheiros nos pênaltis, por 13 a 12, e sagrou-se bicampeã brasileira júnior da modalidade, com destaque para o goleiro Gian e o capitão Grummy, artilheiro do torneio.

Na fase de classificação, o Pinheiros sofreu uma goleada de 13 a 2 do Sesi-SP. Por isso, era natural que entrasse na partida como se fosse uma guerra, disposto a devolver o resultado e consolidar sua força junto a grande torcida, que não parou um só minuto no apoio ao seu time.

De acordo com o supervisor de Polo Aquático do Sesi-SP, Gilberto Marques, houve problemas com a arbitragem, mas ainda assim a garra e determinação por parte dos atletas da indústria paulista foram fundamentais para não perder o foco do jogo.

“O número de reversões, mais uma vez, foram o dobro para a equipe adversária, apesar da marcação sob forte pressão, o que teoricamente faria com que essa tônica fosse a nosso favor e não contra”, observou Marques.

Adrenalina e boas jogadas

No tempo regulamentar o jogo entre ambas as equipes foi bastante equilibrado. O Sesi-SP movimentava-se com agilidade e as jogadas envolviam o Pinheiros, especialmente as de Grummy, que resultavam em belíssimos gols. Já do lado do adversário, as jogadas também eram de alto nível técnico, não permitindo que os meninos sesianos ampliassem o marcador.

Os instantes finais, porém, determinaram o alto nível de adrenalina. O placar acusava 7 a 6 a favor do Sesi-SP e faltava muito pouco para a equipe sagrar-se campeã. Só que, nos últimos dez segundos da partida, o Pinheiros empatou e levou a decisão para a prorrogação. A torcida foi ao delírio.

Na prorrogação, o Pinheiros fez 2 a 0 e dava indícios de que levaria o campeonato. Faltando nove segundos para o fim da partida, o Sesi-SP empatou e foi para os pênaltis, arrancando aplausos e gritos emocionados da comissão técnica.

“Foi incrível. Os meninos lutaram bravamente e não desistiram nunca”, comemorou o treinador Gu Coutinho, antes da cobrança de pênaltis.

Na cobrança de pênaltis brilhou a estrela do goleiro Gian, que defendeu a primeira bola e assustou o adversário. Na terceira, o jogador Samir chutou uma bola que bateu nas duas traves, mas o juiz não validou o gol. E aí o Pinheiros, mais uma vez, empatou a série.

Só que a alegria deles durou pouco. Gian defendeu mais um pênalti e Bauru consolidou o gol decisivo. Final da partida: 13 a 12 para o Sesi-SP e a conquista do bicampeonato invicto.

No final da partida, comemorando junto com os jogadores, Gilberto Marques disse que a união foi o diferencial desta conquista: “Foi, de fato, um jogo de superação. Conquistamos o bicampeonato de forma heróica. Isso é para ser lembrado por muito tempo”, concluiu.

Equipes de polo do Sesi festejam conquista inédita de campeonato havaiano na V. Leopoldina

Os 22 jogadores das equipes de Polo Aquático do Sesi-SP, medalhistas em Honolulu no 41 st Annual Hawaiian Water Polo Tournament, festejarão sua vitória a partir das 10h desta quinta-feira (13), no Sesi-SP da Vila Leopoldina.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545223000

Equipe de Polo Aquático no Sesi Vila Leopoldina

Os atletas vão comemorar a conquista inédita do ouro, na categoria sub-16, e do bronze, no sub-18, no campeonato realizado em Honolulu, no período de 4 a 9 de agosto, e que é considerado um dos mais representativos da modalidade no mundo.

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, receberá uma homenagem dos atletas pelo incentivo ao esporte. Os pais dos alunos e a equipe técnica dos times participarão de almoço comemorativo, às 12 horas.

A equipe sub-16 do Sesi-SP, uma dentre as mais de 100 convidadas para o torneio, venceu nos pênaltis o jogo decisivo contra o tradicional time canadense British Columbia. O goleiro Fernando Borrelli foi escolhido o melhor jogador da competição (MVP) e o time sub-18, levou o bronze.

Com esse desempenho, o Brasil entra no cenário internacional da modalidade. O próximo objetivo do polo aquático é brigar por uma vaga para o Brasil nos Jogos Olímpicos, quebrando o jejum de 24 anos.

Os investimentos do Sesi-SP no esporte de rendimento, apenas este ano, somam R$ 10 milhões, e têm por objetivo resgatar os valores intrínsecos do esporte para os alunos da rede de ensino da instituição e revelar novos talentos para competições esportivas, nacionais e internacionais.


Serviço:


Festa da vitória dos times de Pólo Aquático do Sesi-SP

Data e horário: 13 de agosto (quinta-feira), às 10h

Local: Sesi Vila Leopoldina – Rua Carlos Weber 835, Capital

Polo aquático do Sesi-SP é campeão no Havaí

Agência Indusnet Fiesp

Faltava menos de um minuto para terminar o jogo que decidiria o campeão juvenil. A equipe do Sesi-SP, que esteve atrás no placar durante toda a partida, perdia de 5 gols a 4 quando o jogador Marco Antonio roubou uma bola espetacular, o atacante Pedro não desperdiçou e deixou tudo igual a 23 segundos do fim.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545223000

Campeões posam para foto já com as medalhas e a bandeira do Brasil. Foto Stephen Harman

E foi assim, no apito final do arbitro, que os brasileiros mostraram que ainda acreditavam no título. A disputa seria por pênaltis. Atletas e comissão técnica, abraçados, deixaram claro que a união do time faria a diferença.

Resultado: quatro pênaltis marcados pelos paulistas e apenas um convertido pelo favorito e tradicional time canadense British Columbia. De repente, a piscina estava verde e amarela com a conquista do primeiro título internacional dos garotos do polo aquático do Sesi-SP.

Para o treinador da equipe, Paulo Henrique Coutinho, os dois times que disputavam a final estavam bem tecnicamente. “A nossa vantagem foi a raça dos meninos, determinante para a nossa vitória”, conclui.

O goleiro brasileiro, Fernando Borrelli, foi escolhido o melhor jogador da competição (MVP). O atleta durante o jogo chegou a pensar que não haveria tempo suficiente pra reverter o resultado, mas quando a partida foi para a penalidade máxima ele aguentou a pressão e não permitiu que os canadenses tirassem onda dos brasileiros no Havaí.

“Esse título é para o meu pai, aproveitando que hoje no Brasil é Dia dos Pais. Ele sempre foi o meu maior incentivador no polo”, vibrou o jogador.


Sub-18

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545223000

Jogadores vibram com a conquista

Mas as comemorações do dia não pararam por aí. Logo em seguida foi a vez do time sub-18 entrar na água para a disputa do terceiro lugar. O adversário, San José, já era conhecido dos garotos.

As duas equipes se encontraram na fase classificatória e o Sesi-SP já havia vencido por 8 a 5. Sem muita dificuldade, os brasileiros marcaram 15 gols a 8 e ficaram com o bronze, completando o pódio do Sesi-SP. “Estas duas conquistas proporcionaram uma bagagem inexplicável pra cada um desses meninos”, afirma Coutinho.

Assim, os garotos que chegaram ao Havaí desconhecidos para os adversários, ganharam confiança, se tornaram a preocupação dos outros times e venceram, desbancando equipes tradicionais.

“As nossas conquistas aqui nos Estados Unidos mostram que a estrutura montada pelo Sesi-SP chega a ser melhor que a de grandes potências mundiais da modalidade”, completou o preparador físico e fisiologista Paulo Rose.