Empresários e políticos manifestam apoio a Paulo Skaf em Bauru

Agência Indusnet Fiesp,

Mais de 400 empresários da região de Bauru, além de políticos e lideranças da sociedade, manifestaram apoio a Paulo Skaf, presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), repudiando a divulgação sensacionalista de seu nome na Operação Castelo de Areia, da Polícia Federal.

Durante encontro regional no Ciesp de Bauru, na última sexta-feira (27), Skaf analisou a conjuntura internacional, abordou as estratégias brasileiras para o enfrentamento da crise econômica e enfatizou os investimentos do Sesi-SP e do Senai-SP na área do ensino. “Essas duas instituições representam uma grande ajuda à melhoria da educação no País”.

Espontaneamente, o líder industrial também fez referência à inclusão de seu nome e o da entidade na divulgação da Polícia Federal referente à operação Castelo de Areia.

“A Fiesp não financia e não dá dinheiro a nenhum candidato ou partido político. Isso não é permitido pela Legislação Eleitoral, e nós não praticamos qualquer tipo de ilegalidade. Somos totalmente transparentes”, enfatizou Skaf, afirmando: “É uma entidade apolítica e independente, voltada aos interesses coletivos da indústria e da sociedade”.

Skaf salientou, ainda, que, nos períodos eleitorais, a entidade é procurada por partidos e políticos de todo o Brasil.

“É natural e lógico que, após interagir com eles durante todo o ano para defender os interesses da indústria e da economia nacional, também sejamos abordados. No entanto, repito que a Fiesp não dá dinheiro a partidos ou candidatos. São as empresas que, dentro da lei e das regras eleitorais, têm colaborado com políticos e suas agremiações. Como entidade, nada podemos fazer”.

O presidente da Fiesp/Ciesp ponderou que a lei não impede as pessoas de conversar e as empresas de fazer doações dentro da transparência e da ética.

“De nossa parte, como todos os cidadãos, temos o dever de incentivar a sociedade a escolher pessoas de bem para serem candidatos. E isso, dentro do processo democrático, também requer o apoio financeiro, dentro da lei, às campanhas. Caso contrário, como partidos e candidatos podem divulgar seus programas?”, questionou.


Apoio unânime

Skaf recebeu apoio unânime das mais de 400 pessoas presentes ao Ciesp de Bauru, que o aplaudiram. Dentre as inúmeras manifestações, duas sintetizam a opinião dos presentes.

O Deputado Federal João Herrmann Neto (PDT-SP), afirmou: “Nesses oito anos em que estive com Paulo Skaf, sou testemunha do seu comportamento e de sua luta em oferecer soluções para os problemas do Brasil. O PDT tem enorme simpatia por ele”, disse Herrmann, ressaltando: “Manifesto meu repúdio contra a Polícia Federal, que, de maneira ilegal e precipitada, vem promovendo o vazamento de informações, e isso em nada contribui para a sociedade brasileira”.

Renato Zaiden, presidente da Associação Paulista de Jornais (APJ), entidade que reúne 14 das maiores empresas jornalísticas do Estado de São Paulo, observou: “Enquanto Paulo Skaf constrói escolas, outros constroem castelos de areia”. E acrescentou: “Presidente Paulo Skaf, parabéns pelo seu posicionamento e sua coragem. A cidadania se exerce a partir dos municípios e das regiões, que precisam de homens como você. Pessoas que tenham objetivos e ideais. Só assim construiremos um país melhor”.