Sesi-SP vence Pinheiros/Sky e alcança liderança da Superliga

Fabricia Morais, Agência Indusnet Fiesp

Na noite do último sábado (18), o ginásio do Sesi Vila Leopoldina, na capital, foi palco de um dos confrontos mais emocionantes da temporada. Em jogo disputado pela 11ª rodada, o Sesi-SP derrotou o Pinheiros/Sky por 3 sets a 1(parciais de 29/31, 25/17, 25/19 e 25/21), em 2h04 de partida.

No ginásio lotado, mais de mil torcedores aguardavam ansiosos a entrada das estrelas do voleibol brasileiro. Entre eles, Paulo Skaf, presidente do Sesi-SP e da Fiesp, que vibrou a cada lance.

O oposto Wallace foi o maior pontuador da partida. Marcou 24 pontos reforçando a excelente campanha que vem desempenhando desde o início do campeonato. O jogador, considerado pelos companheiros o melhor em quadra, recebeu pelas mãos de Paulo Skaf o troféu Viva Vôlei.

O primeiro set foi o mais tenso, o Pinheiros/Sky abriu ligeira vantagem, mas logo o Sesi-SP recuperou e alcançou o adversário. Para o delírio da torcida a disputa ficou ponto a ponto. Ao final dos 39 minutos de partida, o Pinheiros/Sky encerrou o placar a seu favor.

Já o segundo tempo destacou-se por muita determinação e técnica. Após alguns ajustes do mestre Giovane, os atletas capricharam no bloqueio e o Sesi-SP venceu o set com facilidade.

As últimas etapas foram marcadas pelo equilíbrio e, principalmente, pela sintonia entre os jogadores, que deram um show em quadra. O Pinheiros/Sky criou estratégias, Giba e Rodrigão se empenharam no contra ataque, a disputa estava ponto a ponto, mas não teve jeito. A noite era do rubro negro Sesi-SP, que venceu mais uma etapa confirmando sua invencibilidade na Superliga.

Mais do que ídolos do esporte brasileiro, os jogadores de ambos os times, são exemplos de respeito e determinação dentro e fora de quadra. Na próxima terça-feira (21), às 19h, o Sesi-SP enfrenta o BMG/São Bernardo, no Ginásio Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo.

Superliga Masculina de Voleibol – 11 ª Rodada

Equipes:

Sesi-SP: Wallace, Murilo, Japa, Vini, Sandro e Sidão, Felipe (Quaresma), Léo, Lucianinho e Tiago Barth.
Líbero: Sérginho
Técnico: Giovane Gávio

Pinheiros/Sky: Giba, Rodrigão, Maurício, Gustavo, Murilo, Fabiano (Tuba), Thiaguinho, Léo, Thiago de Souza (Aranha), Marcos Roberto (Silencio).
Líbero: Felipe
Técnico: Mauro Grasso

Leia mais:

Acompanhe as notícias do Sesi-SP esporte

Sesi-SP perde no duelo com o Pinheiros/SKY pelo Paulistão

Celso Lopes, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544685322

Wallace foi um dos destaques de um jogo bastante disputado. Foto: Vitor Salgado



Foi um dos melhores jogos do Paulistão até aqui. Pena que nos momentos decisivos o Sesi-SP não conseguiu impor seu jogo e acabou falhando no duelo com o Pinheiros/Sky, perdendo por 3 sets a 2 no ginásio do Sesi-Osasco, com parciais de 25/22, 28/30, 23/25, 25/23, 15/8 em quase duas horas de partida.

No primeiro set deu Pinheiros/Sky, apesar do jogo disputado. A torcida vibrava com as jogadas do Sesi-SP que entrou com Sandro, Everton, Enoch Eli, Wallace, Pablo e Lucianinho (líbero). Por uma questão de detalhes, porém, a equipe se desconcentrou em momentos próximos do fechamento da série e o adversário aproveitou.

Esse comportamento se repetiu no segundo e terceiro set, vencidos pelo Sesi-SP. Com três a quatro pontos à frente do adversário, os rapazes da indústria, de repente, se desconcentravam e acabavam permitindo que o Pinheiros empatasse para depois virar o jogo. Até cartão amarelo sobrou para o Sesi-SP, após reclamação dos jogadores com o juiz de baixo sobre lance duvidoso.

Ainda assim, alternando jogadas fantásticas, como uma série de saques forçados de Wallace e ataques de Enoch Eli, o time soube se manter à frente (2 a 1).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544685322

Giovane pede tempo e passa instruções para ajustar o time. Foto: Vitor Salgado

A falta de controle foi decisiva para o quarto set, vencido pelo Pinheiros/Sky. Aliás, a vitória do time de Marcelinho e Gustavo deveu-se muito mais aos erros do Sesi-SP do que por mérito próprio.

E foi justamente nessa série que o time da indústria realizou jogadas muito boas, como alguns saques estratégicos de Wallace, que levantaram a torcida, e dois ralis protagonizados pelos atletas, dignos de aplauso.

Com o empate do Pinheiros Sky, as equipes foram para o quinto e decisivo set. Nessa série, o Sesi-SP cometeu erros na recepção e ataque, o que acabou sendo definitivo para que o adversário avançasse no placar e liquidasse o jogo.

O próximo compromisso do Sesi-SP será neste sábado (4), contra o Medley/Campinas, em Campinas. Será outra pedreira, mas a torcida continua confiante.

Leia mais:

Confira aqui todas as notícias do Sesi-SP esporte

Sesi-SP e Pinheiros/Sky fazem jogo de gigantes

Agência Indusnet Fiesp 

Um dos melhores jogos da Superliga Masculina de Vôlei. Essa foi a opinião de grande parte do público que lotou o ginásio do Sesi na Vila Leopoldina, no sábado (30), ao final da partida entre o Sesi-SP e o Pinheiros/Sky, com parciais de 3 sets a 0 para o adversário (25/22, 42/40 e 27/25), em 1h44 de duração. O oposto Leo, do Sesi-SP, obteve o melhor desempenho no jogo, marcando 17 pontos.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544685322

Público que lotou o ginásio do Sesi na Vila Leopoldina presenciou o set de maior duração na história da Superliga: 42 a 40, em 47 minutos de disputa emocionante. Fotos: Álvaro Motta

O primeiro set foi bastante equilibrado, com boas atuações de Murilo, Sidão e Leo. Aos 16 minutos o jogo estava empatado em 16 a 16, após um eficiente bloqueio triplo do Sesi-SP. E essas jogadas se mantiveram até o final do set, empolgando a torcida que gritava a cada ponto conquistado pelo time da indústria paulista. Mas no fim o adversário fechou o set em 25 a 22.

Já o segundo set fez história na Superliga, com seus nervosos 47 minutos de pura técnica, raça e emoção. Logo no começo do jogo, o Sesi-SP estava cinco pontos atrás do adversário e o técnico Giovane pediu tempo. Feito alguns ajustes, o time voltou melhor, reagiu e empatou.

Controle emocional

A partir daí se escreveria um novo capítulo na história do vôlei nacional. Um verdadeiro duelo de gigantes, com vários protagonistas da seleção brasileira: Murilo, Sidão, Anderson, Rodrigão e Giba. Com certeza, o vencedor deste set ganharia nos detalhes e no controle emocional. E isso acabou sendo uma vantagem para o adversário, que fechou em 42 a 40.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544685322

Treinos mais fortes tornarão a equipe mais competitiva para os próximos jogos. Fotos: Álvaro Motta


O Sesi-SP começou o terceiro set atacando com eficiência e impondo melhor ritmo de jogo. Os bloqueios estavam precisos e o time vibrava muito a cada ponto. A vitória parecia iminente. No entanto, bem no final da partida, o time da indústria paulista não manteve o mesmo ritmo e o adversário fechou em 27/25.

Giovane Gávio, técnico do Sesi-SP, observou que o rendimento da equipe foi bem melhor neste jogo em relação aos outros, mas faltou “tranquilidade na hora de decidir”. Segundo ele, o período de treinos fortes tornará o time bem mais competitivo para os próximos jogos.

O Sesi-SP joga nesta quarta (3), às 18h30, contra o time do Caxias do Sul, pela 17ª rodada da Superliga Masculina de Vôlei. A partida será disputada no ginásio do Sesi Vila Leopoldina, situado à rua Carlos Weber, 835. Telefones (11) 3833-1055 / 3832-1066, ramal: 1168.


Ficha Técnica
16ª rodada Superliga Masculina de Vôlei
Sesi-SP x Pinheiros/Sky
Ginásio: Sesi-SP Vila Leopoldina
Parciais: 25/22, 42/40 e 27/25 em 1h44
Arbitragem: Jediel Carvalho e Carlos Valderrama (SP)

Sesi-SP – Jotinha, Anderson, Murilo, Filipe, Thiago e Sidão. Jeffe (líbero), Léo, Enoch, Vini, Daniel e Gustavo. Técnico: Giovane Gávio

Pinheiros/Sky – Marcelinho, Léo, Pablo, Dirceu, Gustavo, Giba e Rodrigão, Felipe (líbero). Técnico: Carlos Alberto Villar Castanheira (Cebola)