Clássico equilibrado mostra o poder de reação do Sesi-SP

Logo na estréia do Super Paulistão 2009, um clássico para esquentar a campeonato. O Pinheiros/Sky recebeu o Sesi-SP, no sábado (15), às 16h. O torneio reúne oito equipes no masculino e o sistema de disputa define que todos os clubes joguem contra todos. Os quatro melhores passam à semifinal.

Aproveitando a vantagem de jogar em casa, o Pinheiros/Sky abriu dois sets a zero. No primeiro, o Sesi-SP até saiu na frente, mas, no fim, o anfitrião conseguiu abrir cinco pontos e fechou o set por 25 a 20.

No segundo, o Pinheiros logo liderou. A equipe da indústria chegou a virar, mas, nos 20 pontos, a equipe da casa voltou a ponta e fez 25 a 22.

O terceiro set foi o da recuperação. O Sesi-SP logo assumiu o placar e em certo momento da partida ficou com 9 pontos de vantagem. Assim, não foi mais ameaçado pelo adversário e fechou o set por 25 a 17.

O equilíbrio foi o que ditou o quarto set. O Sesi-SP liderou bem, até que o Pinheiros/Sky encostou, empatou e chegou a virar, mas não demorou muito para que a equipe comandada pelo técnico Giovane Gávio reassumisse o controle do jogo. Nos pontos finais, uma disputa acirrada e o Sesi-SP, ao fechar o set por 25 a 23, levou a partida para o tie break.

Com as torcidas dos dois times empurrando os jogadores, o set final teve uma emoção extra. Mesmo disputado ponto a ponto, o time da casa garantiu a vitória. Fez 15 a 13 e fechou o jogo em 3 sets a 2.

Para o treinador do Sesi-SP, o importante foi mostrar que a equipe teve força pra buscar uma reação. “Não vencemos porque clássico vai ser sempre assim aberto, mas o nosso time conseguiu tirar os dois sets de vantagem do adversário. Mostramos que temos muito mais do que uma equipe titular. Todos os jogadores participaram dessa grande disputa”, completa Giovane.