Trabalhadores juntos no Grito de Alerta

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540096472

Paulinho da Força defende redução do PIS/Cofins e nova política cambial.


As principais centrais sindicais brasileiras participaram do Grito de Alerta em favor da produção e do emprego, ato promovido nesta quarta (04/04) em São Paulo por lideranças empresariais e dos trabalhadores.

Segundo Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, presidente da Força Sindical, a manifestação teve o objetivo de cobrar do governo federal medidas mais efetivas para o Brasil voltar a crescer. “As principais medidas que precisam ser tomadas são a redução do PIS/Cofins e em relação à desvalorização cambial”, avaliou Paulinho, que classificou as medidas anunciadas na terça-feira (03/04) em Brasília como “pacotinho”.

Já Artur Henrique, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), sinalizou que o ato é importante para despertar a atenção do governo de São Paulo: “Redução do ICMS é também papel dos governos estaduais. O que falta é reforma tributária neste país”, destacou.

Para Ricardo Patah, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), a manifestação teve a finalidade de aprofundar as medidas anunciadas pelo governo. “As medidas em relação ao câmbio e aos juros foram tímidas. Tinha de aprofundar. O governo está tomando iniciativa, mas demorou um pouco”.